Blog do Carioca - Alexandre Ribeiro
   FIM DA GREVE DA APEOESP

Não sei de onde ele tirou a informação, mas acabo de ouvir no Antena Ligada, um dos apresentadores, Claudinei Antônio, dizendo que a E.E. Dr.Eupllhy Jalles volta às aulas ainda hoje e a E.E. Dom Arthur volta amanhã. Se você é pai de um estudantes de uma dessas escolas, como eu, e está "vendido" sem qualquer satisfação, deve procurar saber se é verdade. Amanhã é véspera de feriado e eu havia adiantado a notícia que deveria haver comparecimento em massa de professores para garantir o ponto do feriado.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 08h26
[] [envie esta mensagem] []


 
   BBB10

Nada falei sobre o programa de maior sucesso da TV na atualidade, o Big Brother. A 10ª edição brasileira chegou ao fim há poucos minutos. Acho que agora é a hora, então vamos lá.

O "bronco" Marcelo Dourado venceu, e venceu muito bem, os outros finalistas, os belos, porém pouco expressivos, Fernanda e Cadú. 

O vitorioso teve 60% dos votos, Fernanda, 29% e Cadu 11%. O segundo e o terceiro colocados levaram, respectivamente, prêmios R$ 150 mil e R$ 50mil. Ao todo, foram 154.878.460 de votos na internet e por telefone. Um recorde absoluto.

Gosto do Big Brother. Não assisto todos os dias, mas sempre que posso. Ao contrário do que os pseudointelectuais e papagaios de plantão repetem, o programa é uma excelente ideia. Aliás, uma excelente ideia como não houve nos últimos 20 ou 30 anos. Com todas as polêmicas que isso possa envolver. E não falo como "programa cultural" ou qualquer coisa que os hipócritas gostam e citar como exemplo. O Big Brother não está nessa categoria, está na categoria do entretenimento, assim como as novelas, os shows etc. Não pode ser incluído na categoria dos educativos, documentários ou culturais e é assim que deve ser visto.

Vejo o Big Brother como profissional de comunicação e o admiro como esses olhos.Depois dos quiz show, não houve na TV outra invenção mais importante que os reality shows. Seu sucesso comercial e de audiência não permite análise diferente.

E nessa categoria o Big Brother é simplesmente genial. Isso mesmo, genial!

Raciocinem comigo. Deixem os preconceitos e o que lhes disseram outras pessoas de lado. Convenhamos que colocar uma dúzia de pessoas diferentes (escolhidas conforme as suas personalidades para que possam exercer determinado papel dentro do programa) isoladas dentro de uma casa com câmeras espalhadas por todos os lados e oferecer a possibilidade de os espectadores acompanharem como elas se comportam diante de desafios programados é uma ideia genial. Genial, MESMO!! Com todas as polêmicas que isso implica.

Um exercício fantástico para quem gosta de analisar a personalidade e mente humanas. Mas é preciso aprender a observar.

Nesta edição, Dourado tinha mais personalidade. Mereceu ganhar. Teve que provar que não era preconceituoso (ou teve que evitar ser preconceituoso diante das câmeras),apesar das acusações quase diárias. Era o mais feio, o mais bronco e que tinha menos carisma, o que foi mais criticado e o que já entrou derrotado, afinal tinha sido eliminado logo no início da 4ª edição, sem chance alguma. Estava lá " de favor" ou "por dó". Mas não se intimidou. Não ficou chorando as dificuldaes e adversidades. Foi, viu e venceu!!

Alguns dizem que a vitória de Dourado é também uma vitória do homem médio e conservador contra os excessos. Talvez! Talvez a ampla e até internacional campanha dos homossexuais e seus simpatizantes  que tentaram classificar Dourado como homofóbico, (característica negada até pelo apresentador) tenha mostrado que o brasileiro ainda não está preparado para tanto. Talvez seja sinal que o brasileiro prefere um passo de cada vez e que, majoritariamente, seja conservador.

Talvez seja sinal de que o telespectador não se deixa seduzir tão facilmente pelo apelo (quando falacioso) das minorias (negros, homossexuais, judeus etc) que tentam usar exatamente as características que as fazem minorias como armas para reverter o jogo. Tentam usar essa suposta desvantagem para tirar proveito da situação ou "levar alguma vantagem". Numa espécie de preconceito ao contrário. São os espertalhões da minoria. 

A vitória de Dourado pode indicar que a estratégia de dizer "sou pobre, por isso mereço o prêmio" ou "minha mãe nasceu baguela e analfabeta e me fez chegar até aqui, por isso sou o melhor de todos" ou ainda "perdi um dedo, por isso sou deficiente e preciso receber aposentadoria para o resto da vida", não passa de safadeza. Da mesma forma que uma senhora "idosa", porém saudável, de 65 anos vende a sua vaga na fila do INSS.  

Pode indicar que o brasileiro prefere a frase: "sou brasileiro e vou à luta, apesar das dificuldades".

Mas são apenas "talvez". Também por essas dúvidas, o Big Brother ainda vai durar muito.   

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h45
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

Quase um mes de greve da Apeoesp. Absudro total onde só perdem os estudantes pobres. Não sei se é verdade, mas parece que a orientação da Apeoesp, isso precisa ser confirmado, é que os professores compareçam às escolas nos próximos dias para não perder o ponto do feriadão da páscoa.

Em vez disso, senhores, deveriam apreveitar a data que é tão lembrada pelas crianças, para avaliar o que os estudanes das escolas estaduais estão sofrendo com a greve política de vocês nesses dias.  

Ah, perguntem à população o que eles acham.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h47
[] [envie esta mensagem] []


 
   ETE JALES

Definitivamente, a beleza da Estação de Tratamento de Esgotos de Jales continua se firmando cada dia mais como um importante ponto turístico de Jales.Desta vez quem veio visitar a ETE Jales foram os estudantes do Craas de Fernandópolis. Veja na foto o entusiasmo dos meninos.

   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h44
[] [envie esta mensagem] []


 
   CANDIDATURA

O estudante jalesense de direito, Juliano de Matos, informa que o presidente do Psol-SP Miguel Carvalho, lhe garantiu a legenda para disputar a vaga de deputado federal pelo partido em 2010. 
A sua expectativa é que possa se eleger com cerca de 10 mil votos, mas o número ainda depende, naturalmente, de quantos votos a legenda alcançar, sendo que a esperança é que o principal candidato, deputado Ivan valente (possível candidato a governador) se candidate a reeleição e supere os 100 mil votos.
Mesmo com a votação de Ivan Valente, não será fácil para um candidato desconhecido (e principiante na política) de uma cidade pequena como Jales alcançar 10 mil ou 15 mil votos. É ver pra conferir.  

Boa sorte!



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h38
[] [envie esta mensagem] []


 
   SERVIDORES MUNICIPAIS

E-mail enviado pelo presidente do Sindicato dos Sevidores Públicos Municipais de Jales e Região, José Luis Francisco, informa os índices de reajuste propostos pelo prefeito Humberto Parini. A proposta inicial aprovada pela categoria em assembléia em fevereiro era 10%. Leia, como sempre, em azul. Quando a data for confirmada, avisaremos aqui neste Blog e, como sempre, estaremos na assembléia acompanhando in loco as discussões.

Carioca, conforme havia combinado assim que acontecesse a reunião
com o senhor Prefeito Municipal estariamos informando aos nossos servidores.
Na última quinta-feira o Senhor Prefeito recebeu toda Diretoria do Sindicato e
nos apresentou sua proposta de recuperação das nossas perdas salariais.
Repasse do indice de inflação 4,77 % e mais um abono de R$22,00 estendido a
todos os servidores municipais; este abono igualaria o nosso piso ao concedido pelo Governo
Federal. 
Esta proposta, deverá ser levada em Assémbleia aos Servidores, somente no início da proxima semana em função do feriado.
Estaremos convocando toda categoria, para que compareça na Camara Municipal
(data a ser marcada) quando será votada a proposta apresentada pelo Senhor Prefeito.
Sabemos que existem alguns BABACAS, IDIOTAS, que tentam esvaziar nossas Assembléias
dizendo que já esta tudo certo, repito, não tem nada certo! Precisamos lotar as dependências
da Camara Municipal, para demonstrarmos força nas nossas reivindicações. Abraço.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h29
[] [envie esta mensagem] []


 
  
 
 

PESQUISA DATAFOLHA

http://datafolha.folha.uol.com.br/po/tabelas.php?Tab_relatorio=951

Classificação:

Os detalhes da pesquisa Datafolha do final de semana estão aqui. Pode baixar.



Categoria: Link
Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h04
[] [envie esta mensagem] []


 
   ROUBULATION

Recebi alguns e-mais com esta versão e resolvi colocar no Blog pra compartilhar com vocês. A letra é uma brincadeira, mas o pior é que fala verdade. Só precisaria corrigir o "vai começar" pelo "já começou".

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   COMENTÁRIOS

Por favor, leiam os comentários dos posts. Tem alguns bem interessantes. Infelizmente, ainda tenho que barrar alguns idiotas daquela famosa rede de pressão, mas alguns se salvam e valem a pena.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h14
[] [envie esta mensagem] []


 
   RESPOSTA

E a resposta à agressão do prefeito no Antena Ligada da sexta-feira passada não ficou só no âmbito do jornal. O seu diretor, Franley Garcia Machado (e não Machado Garcia, como anunciou o apresentador do programa, que por sinal é seu primo) usou a direito de rebater a agressão e foi direto ao ponto: as reportagens do jornal e de qualquer veículo de imprensa INDEPENDEM da vontade do prefeito e de qualquer outro político. Bem, pelo menos deveria ser assim. E eles DEVEM RESPONDER por aquilo que fazem no exercício do cargo que lhes foi EMPRESATADO e não é seu, como pensam. Bem, pelo menos deveria ser assim.

Leia a transcrição do que disse Franley hoje, no mesmo programa em resposta ao prefeito.

...Estamos aqui para ratificar e restabelecer a verdade, defendendo o Jornal A Tribuna das irresponsáveis acusações feitas pelo prefeito Humberto Parini, na última sexta-feira, como tem feito costumeiramente, visando desqualificar o jornal.

Ratifico o que sempre temos dito para deixar claro: nada temos contra a pessoa de Humberto Parini e sua família, o jornal nunca fez qualquer menção a fatos íntimos e pessoais contra Parini. Nossa cobertura, avalizada pelo dever de informar nossos leitores, trata sim da administração pública, daquilo que é do povo. E sobre a coisa pública, o jornal A Tribuna vai continuar noticiando, goste ou não o senhor prefeito. Porque sobre o que faz no comando da cidade, vai sempre dever satisfações aos jalesenses, até o último dia deste mandato.

A verdade é que Jales ficou desde o dia 2 de fevereiro sem o Certificado de Regularização Previdenciária. Isso é fato! Nesses dias, conforme já foi publicado pelo jornal A Tribuna, o município esteve a mercê do bloqueio de recursos federais. A situação só foi resolvida ao meio dia da quinta-feira, dia 25, portanto quatro dias após a publicação da reportagem alerta publicada no domingo, dia 21.

Somente depois de resolver a situação e sair da enrascada na qual mergulhou nossa cidade, é que o prefeito tomou coragem de vir ao rádio, para atacar o jornal, repito, como tem feito habitualmente.

Vamos continuar cumprindo o nosso dever de informar à população e nossos leitores. O jornal A Tribuna é um veículo de comunicação social, e como tal, continuará noticiando os fatos, sejam negativos ou positivos, como tem sido ao longo desses mais de 20 anos de atuação em Jales e na região.

Faltou responsabilidade do prefeito e falta de compromisso com a cidade, ao deixar a situação chegar no patamar a que chegou. Se Parini não cumpre o seu papel como prefeito, o jornal não vai acobertar esses erros. Vai sim continuar levando a informação aos jalesenses e isso independe da vontade do prefeito. Temos o dever de informar e isso vamos continuar fazendo, cumprindo nosso dever de Imprensa. Muito obrigado!

  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 10h59
[] [envie esta mensagem] []


 
   DÍVIDA PAGA

Como eu prometi um pouco abaixo, aí vai a íntegra da coluna Enfoque assinada por Paulo Aruca na Tribuna desta semana. Na íntegra em azul. Como eu disse, não deixou pedra sobre pedra.

 

Paulo Reis Aruca

 

INOCENTE

Mais uma vez, a culpa é dos outros, da Imprensa, pela falta de organização, por incompetência, ou por desleixo. O prefeito Humberto Parini (PT) usou os microfones da Antena 102 para novamente atacar o jornal A Tribuna.

 

MOTIVO

A reportagem publicada na edição anterior que revelou a complicada situação em que estava a Prefeitura de Jales e na qual permaneceu até a quinta-feira – dia 25, com o Certificado de Regularização Previdenciária – CRP irregular, conforme o Ministério de Previdência Social.

 

DEVEDOR

Não fez, como deveria fazer um administrador responsável, explicar aos ouvintes daquela rádio os motivos do bloqueio, ao invés de desqualificar o órgão informador e deixar de falar sobre o que foi noticiado pelo jornal.

 

CONFESSO

O prefeito, visivelmente nervoso e tropeçando nas palavras, voltou com suas vazias acusações, mas acabou confessando que existia sim o problema revelado pelo jornal A Tribuna, naturalmente, com exclusividade não só no meio jornal, mas a frente também das emissoras de rádio, como a própria Antena.

 

SIM E NÃO!

Primeiro, (dês) qualificou a notícia “garantindo” que era mentirosa, para contradizer-se em seguida. “Ontem mesmo, nós conseguimos, o Valdo presidente do Instituto esteve lá em Brasília levando documentos que estava faltando para que fosse liberada a nossa certidão, a nossa CRP”, confessou.

 

PROCESSOS

Na mesma entrevista, e nos menos de dois minutos em que falou sobre o assunto, confessou que persegue A Tribuna até mesmo na Justiça e que está por trás das investidas judiciais de seus assessores contra o jornal. “Nós estamos movendo 7 processos (são 8, na verdade) contra este jornaleco”.

 

PROCESSOS...

O tempo do prefeito no rádio poderia ter sido melhor usado, inclusive com a ajuda de quem o entrevistava. Se fez referência aos processos contra o jornal, poderia ter explicado melhor porque a administração que comanda vive às voltas com denuncias feitas pelo Ministério Público Estadual.

 

...E PROCESSOS

Deveria ter a responsabilidade de diferenciar os processos orquestrados contra A Tribuna, das acusações feitas contra si pelo MP, como malversação do dinheiro público, falsificação de notas fiscais, dentre outras que tramitam na Justiça.

 

LIXO

Mais ainda, nosso prefeito poderia dar melhores explicações sobre as constantes prorrogações do contrato de terceirização para a coleta do lixo na cidade e cuja licitação está emperrada e com sucessivos adiamentos de sua conclusão. A população precisa saber, até para entender, porque Parini paga mais de R$ 1 milhão anualmente pela coleta do lixo, num contrato que começou com a metade deste valor.

 

MERENDA

O rádio seria precioso para o petista explicar também sobre a questionada má qualidade da merenda que seu governo serve hoje para as crianças jalesenses. Ou mostrar quais fundamentos levaram-no a terceirizar essa Merenda Escolar, e acabar de vez com os fétidos boatos que pairam sobre o seu desgoverno.

 

UTOPIA

Como se percebeu, o prefeito tem muitos motivos para estar estressado e se mostrar descontrolado na condução do município, mas com um pouquinho de jogo de cintura poderia ter utilizado o tempo que teve na rádio para trazer tranquilidade ao jalesense. Se isso possível fosse.

 

CND NO INSS

Nos próximos dias, devem vir à tona outros percalços que Jales pode estar enfrentando em Brasília. Há informações de que a falta do CRP não é o único problema a ser digerido. Isso também poderia ter sido explicado pelo prefeito. Já há questionamentos sobre eventual perda da CND (Certidão Negativa de Débitos) junto ao INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social.

 

REFLITAS

“A mentira tem pernas curtas”

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 10h51
[] [envie esta mensagem] []


 
   CONVÊNIO

Na manhã do último dia 26 de março, na XV Divisão Regional de Saúde em São José do Rio Preto, foi assinado o termo aditivo de R$ 1 milhão para a Santa Casa de Misericórdia de Jales e a liberação de um tomógrafo para a unidade hospitalar. 

Estiveram presentes o Chefe da Casa Civil do Estado de São, Paulo Aloísio Nunes Ferreira Filho, o Deputado Vaz de Lima, o Diretor Regional de Saúde, Valdecir Carlos Tadei, o Provedor da Santa Casa José Devanir Rodrigues e as autoridades municipais: Prefeito Humberto Parini, Vereador Claudir Aranda, Secretário Municipal de Saúde Donizeti dos Santos Oliveira entre outros.

O termo aditivo assinado se destina a compra de equipamentos para a UTI Geral e UTI Neonatal do Hospital.

O Chefe da Casa Civil ressaltou a importância regional da cidade de Jales no tratamento de doenças. Hoje a cidade conta com a III Unidade do Hospital do Câncer de Barretos que aguarda inauguração, AME - Ambulatório Médico de Especialidade e a única UTI Neonatal do noroeste paulista. 

Garça ressaltou a grande conquista do recurso assinado e da importância do tomógrafo, lembrando que o aparelho existente no hospital, está interditado há mais de um ano e que os pacientes internados naquela unidade tinham de fazer as tomografias em uma clinica fora da unidade.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 10h38
[] [envie esta mensagem] []


 
   PESQUISA

Deu na Folha

No primeiro levantamento do Datafolha em 2010 para avaliar as intenções de voto ao governo de São Paulo, o ex-governador tucano Geraldo Alckmin aparece disparado à frente dos seus potenciais adversários, informa reportagem publicada nesta segunda-feira pela Folha.

No cenário mais favorável, Alckmin tem 53% das intenções de voto. A pesquisa alternou os nomes de Eduardo Suplicy e Aloizio Mercadante como candidatos do PT. Eles aparecem com 19% e 13%, respectivamente.

Celso Russomano (PP) tem 10%, Fabio Feldmann (PV), 3%, e Ivan Valente (PSOL), 1%. Paulo Skaf (PSB) tem 2% se for candidato. Ainda há incertezas sobre as candidaturas dos partidos no Estado.

Na pesquisa de avaliação do governo de José Serra, 55% dos eleitores do Estado aprovam a gestão, para 32% o desempenho é regular e para 11% ruim/péssimo.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 09h37
[] [envie esta mensagem] []


 
   PESQUISAS

Do Blog do Josias

Preterido por Lula e pelo PT, o senador Eduardo Suplicy ganhou 19 motivos para manter de pé sua candidatura ao governo de São Paulo.

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda (29) atribui a Suplicy 19% das intenções de voto.

Ungido por Lula e encampado pelo PT, o companheiro Aloizio Mercadante entra na disputa com percentual mais modesto: 13%.

 

Para complicar, o nome do PT, seja ele qual for, vai às urnas como candidato favorito a tornar o tucano Geraldo Alckmin governador.

 

No cenário que inclui Mercadante, Alckmin belisca 53% dos votos. injetando-se Suplicy na paisagem, o tucano leva obtém 49%.

 

Na semana passada, em discurso no Senado, Suplicy reafirmara sua candidatura. Parecia farejar o perfume do Datafolha.

 

Condicionara sua saída do páreo à divulgação de uma pesquisa que comprovasse o acerto da opção por Mercadante. Deu-se o oposto.

 

Agora, ou o PT reconhece o direito de Suplicy de acionar as prévias previstas no estatuto do partido ou terá de afastá-lo a golpes de cotovelo.

 

Antes de voltar os olhos para Mercadante, Lula tentara fazer de Ciro Gomes (PSB) o seu candidato à sucessão de José Serra.

 

Depois de levar seu título eleitoral cearense para passear em São Paulo, Ciro deu pra trás. Declara-se candidato ao Planalto.

 

Ao bater em retirada, Ciro somava, em São Paulo, algo como 16% das intenções de voto. Era, também ele, um sub-Suplicy.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 09h32
[] [envie esta mensagem] []


 
   PESQUISAS

Do ex-blog de Cesar Maia

SERRA OSCILA EM TORNO DA MAIORIA ABSOLUTA NO PRIMEIRO TURNO!
            
1. Levando em conta todas as pesquisas de todos os institutos em 2010, a possibilidade de Serra vencer no primeiro turno numa eleição sem Ciro vai se consolidando. A série de todos os institutos é Serra com 51%, 51%, 52%, 48%, 48% e 50%.
            
2. Anexo, todas as pesquisas de todos os institutos e de cada um deles, com Ciro e sem Ciro, em intenções de voto com e sem brancos/nulos/não sabe.
Veja.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 09h30
[] [envie esta mensagem] []


 
   IMPECÁVEL

Impecável a coluna "Enfoque", do jornalista Paulo Reis Aruca, hoje no jornal A Tribuna. Impecável a reportagem da página A6 que prova quem realmente mentiu no episódio da dívida com a previdência social.

Vou pedir a ele uma cópia da Coluna para que eu possa reproduzir aqui para os leitores que moram em outras cidades, mas transcrevo um trecho para vocês:

"O tempo do prefeito no rádio poderia ter sido melhor usado, inclusive com a ajuda de quem o entrevistava. Se fez referência aos processos que move contra o jornal, poderia ter explicado melhor porque a administração que comanda vive às voltas com o Ministério Público Estadual".

"Deveria ter a responsabilidade de diferenciar os processos orquestrados contra A Tribuna, das acusações feitas contra sí pelo MP, como malversação de dinheiro público, falsificação de notas fiscais, dentre outras que tramitam na justiça".

"Nosso prefeito poderia dar satisfações sobre as constantes prorrogações no contrato de terceirização da coleta de lixo da cidade, suja licitação está emperrada. A população precisa saber porque Parini paga R$ 1 milhão anualmente pela coleta de lixo, num contrato que começou com a metade desse valor"

A reportagem mostrou documentalmente que a CRP da Prefeitura de Jales não podia ser emitida porque estava irregular. Está lá, grifado em verde (só não concordei com a cor, mas ele é palmeirense).Basta que as pessoas leiam pra ver quem estava mentindo. Leia e tire suas conclusões.

Além disso, trouxe um documento do Ministério Público que relata o depoimento do secretário Antônio Marcos Miranda ao promotor André Luiz de Souza, dizendo exatamente que não poderia receber verbas federais para obras no Parque das Flores, PORQUE A PREFEITURA NÃO TINHA A CRP.

"O secretário municipal de Obras disse que entrou em contato com o prefeito (...), mas não houve possibilidade  em razão do Município se encontrar com pendências previdenciárias que precisam ser resolvidas para que as verbas federais possam ser destinadas a Jales". Está lá, na cópia do documento do MP grifado em amarelo.

Paulo não deixou pedra sobre pedra. Deve ter estragado o churrasco de domingo de muita gente e esfriado o café da manhã, desta segunda-feira, de muito aspone.

Só um detalhe post scriptum:

Não vejam isto como um deboche que faço ao concorrente. Espero que um pretenso entrevistador veja isto como uma crítica construtiva de quem tem mais experiência.

Jornalismo não é para qualquer um. Entrevista não é para qualquer um. Quem pensa mais em agradar o entrevistado do que atender às necessidades do seu público (ouvinte ou leitor) só perde credibilidade a cada dia que passa. Ser gentil com o entrevistado não significa ser "mole" e ser incisivo não significa ser mal educado.Tem que perguntar o que tem que ser perguntado, o que o povo quer ver você perguntar, o que o povo quer saber. Quem tem medo deve apenas segurar o microfone e gravar as perguntas de quem tem coragem de perguntar.

E aqui não vai qualquer depreciação ou tentativa de chacota em quem "não sabe que não sabe fazer o que acha que é o seu trabalho".A crítica é construtiva.

Por exemplo: uma questão como a dívida de R$ 11 milhões da Prefeitura com a previdência deveria ser um dos temas principais de uma entrevista ao vivo com o prefeito e não ficar relegada a apenas dois minutos. Estamos vendo uma "nova Minerva" ser criada diante de nossos olhos e quando um entrevistador tem a oportunidade de questionar o responsável por isso, mas deixa passar em branco, podemos dizer que ele não cumpriu a sua tarefa básica.

E se não está preparado psicológica, emocional ou intelectualmente para tocar em determinado assunto, não finja que ele se esgotou com uma única pergunta. Simplesmente, não toque no assunto. O ouvinte percebe quando você não sabe do que está falando, quando o entrevistado te dá um "baile". 

Entrevistar não é para qualquer um. Tem que ter pauta, roteiro e informação para replicar uma resposta mal dada. Se não tiver isso, deixa pra outro, tá?!?! Tem gente mais bem preparada aí do seu lado.    

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h58
[] [envie esta mensagem] []


 
   ÁCIDO

Mais uma vez, o cronista e professor, Fábio Fionari, acertou em cheio a mão na sua coluna semanal no Jornal de Jales. Foi bem, teacher, especialmente no relato sobre as pressões contra a sua opinião sobre a greve da APEOESP.

A pressão que você relata é a mesma que tentam no impor aqui neste Blog. Isso se chama FASCISMO, com todas as letras.

O PT tem esse estratégia bem clara em suas ações. Formam uma rede enorme que se infiltra em vários setores, seja pelo dinheiro, pela pressão política...

Mas a mais grave é a que sofre quem ousa se posicionar contra ela. Esses, como você bem relatou, sofrem pressão de todos os tipos, são caluniados, xingados e até marginalizados.

Aposto que muito poucos argumentos lhe foram dados em defesa da greve dos professores. Aposto que a maioria era de xingamentos e intimidação. Aposto que te chamaram de filhote da ditadura ou ameaçaram recorrer ao dono do jornal para lhe “colocar na linha”.

Cuidado, porque daqui a pouco vão dizer que você é inimigo dos professores (como fizeram comigo) e vão colocar o seu nome e a sua coluna num mural de uma escola pública.

Espero que não seja com o computador, impressora, papel, tinta fornecido pelo governo que tanto criticam e com o material que deveriam estar usando para dar aulas às crianças pobres do Estado. Essas são sempre as mias prejudicadas. As ricas, filhos dos grevistas, devem estar tranqüilas nas escolas particulares (com salários de R$ 1850,00 por 8 horas por dia).

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h12
[] [envie esta mensagem] []


 
   RECLAMAÇÃO

Juliano de Matos, leitor deste Blog e pretenso candidato a deputado federal pelo PSOL, nos enviou a seguinte reclamação:

Venho através de pedido feito por alguns moradores da imediação, informar que há alguns meses uma casa abandonada na Rua Iuguslávia, próximo aos fundos da Unijales vem sendo utilizada por meliantes que lá fazem uso de entorpecentes. Também segundo os vizinhos, no período da madrugada há uma grande movimentação de pessoas entrando e saindo do local, tanto homens com o moças.
 
É complicado a população já recorreu a denúncias na PM (conforme informado por moradores) mas sempre que a polícia vai embora a movimentação no local recomeça.
 
Pessoas estão com medo de passar a pé pelo local. E quem chega a noite, precisa descer do veículo para abrir portões tem sempre o sentimento de insegurança!
 
UM LUGAR DESSES PODE TAMBÉM SER LOCAL PARA ESCONDERIJO DE PRODUTOS ROUBADOS E FORAGIDOS DA POLÍCIA!!!
 
Parece que moradores de rua utilizam o local também para dormir...
 
Se alguém que ler esse email tiver contato ou afinidade com alguém da prefeitura que puder solucionar o caso ou com os ´´comandantes´´ da polícia militar por favor encaminhem a reclamação, que na verdade está titulada como denúncia mas é também grande reclamação.
 
A casa fica de esquina, na Rua Iuguslávia, fácil de ser encontrada, próximo a UNIJALES. É O ÚNICO TERRENO NAS IMEDIAÇÕES QUE ESTÁ TOTALMENTE COBERTO PELO MATAGAL E HÁ UMA CASA ABANDONADA NO FUNDO.
 
A população agradece!!!

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h01
[] [envie esta mensagem] []


 
   FESTA COM DINHEIRO PÚBLICO

O leitor Eduardo Brito da Silva, ex-chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Planejamento e Trânsito, na gestão anterior, enviou o seguinte comentário sobre o post em que reproduzo tópico da coluna Folha Geral, pouco mais abaixo. Ele diz o seguinte:

"Carioca, Já adianto que não virou nada e ainda bem! Primeiro, porque houver obrigatoriedade de pagar pra entrar no show de hoje. Depois, porque o show do Bruno e Marrone, mesmo com ingresso a ser pago, foi o mais lotado na história da Expogrande na qual estive presente. Imagine se a entrada fosse gratuita, então?? Qual seria a garantia de segurança?".

Bem, devo responder que aparentemente, a coluna levanta dúvidas sobre o financiamento público da festa e os cachês pagos aos artistas, fazendo uma comparação com o que ocorre aqui.

Concordo com a possibilidade de cobrança de ingresso em eventos financiados pelo Governo, assim como acontece com tantos filmes, peças teatrais, shows e outros eventos, que honestamente reivindicam apoio público em troca de fomento à cultura. E discordo que se use a cobrança de ingressos como argumento para controle de público. Pura bobagem sem sentido. Nem a cobrança controla, nem a gratuidade garante lotação. Há muitos outros meios. O certo é que a verba do Ministério é um incentivo e não FINANCIAMENTO TOTAL. Portanto, se recebe verba pública como subsidio para promoção de eventos artísticos, o público deve receber algum benefício disso, em troca. Deve ter seus ingressos igualmente subsidiados.

Sem ajuda oficial, os organizadores precisam cobrar um certo valor para custear seu evento, mas com a ajuda oficial, precisam de um valor menor, o que lhe permite cobrar valores menores no ingresso. Parte do financiamento já está garantido com a verba oficial e não precisa mais ficar nas costas do público.   

A questão principal, no caso, é o exagero, a falta de critérios, o uso eleitoral da verba e até o desvio dessa mesma verba. Fomentar a cultura é legítimo. O que não é legitimo é que artistas, empresários e políticos façam disso o seu meio de vida e usem o que ganham em benefício próprio com interesses bem diferentes do fomento à cultura. Fomentam seu dinheiro, sua campanha política, suas empresas particulares etc.

Há que ter, sim, uma fiscalização microscópica do uso da verba do Ministério do Turismo e de qualquer outro. 

Se um artista cobra o dobro para se apresentar em eventos com financiamento oficial, ele está cometendo uma fraude; se um empresário cobra o dobro para contratar um artista só porque o evento tem financiamento oficial; Se alguém, seja lá quem for, superfatura seus preços somente por saber que quem vai pagar é o governo, alguém tem que tomar uma providência. Todos estão cometendo fraudes.

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h59
[] [envie esta mensagem] []


 
   SANTA FÉ DO SUL

O presidente da 37º Ficcap, Nelson de Souza Lima Júnior, Noka revelou a tão esperada grade de shows da festa e anunciou novidades e modificações que serão feitas no recinto de Exposições Dr. Rodolfo Abdo.

Segundo Noka, a festa continua com o intuito de resgatar a cultura, o lazer, o entretenimento e de portões abertos. “A maioria das festas de peão perdeu sua essência, e nós estamos resgatando. A Ficcap é uma festa para a família”, disse. A festa será de 19 a 27 de junho. Buscando agradar a todos, a comissão da 37º Ficcap contratou os seguintes shows: sábado (19), Guilherme e Santiago; domingo (20), Chico Rey e Paraná; terça-feira (22), Rodrigo e Rogério; quarta-feira (23), Rio Negro e Solimões; quinta-feira (24), Violada Universitária; sexta-feira (25), Chitãozinho e Xororó; e sábado (26), Zezé di Camargo e Luciano.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h53
[] [envie esta mensagem] []


 
   VALORES (REAIS)

Da Coluna Folha Geral, da Folha Noroeste (http://folhanoroeste.blogspot.com)

No Mato Grosso do Sul, o Ministério Público Federal apresentou uma ação cautelar pedindo a suspensão do pagamento de entrada na feira agropecuária de Campo Grande, conhecida como Expogrande. O MPF alega que não deveria haver cobrança de ingressos uma vez que o evento está recebendo mais de R$ 1 milhão em verbas do Ministério do Turismo, por meio de emendas parlamentares. Em primeira instância, a Justiça Federal negou o pedido do MPF, que está recorrendo ao Tribunal Regional Federal.
Partiu dos jovens
A ação do Ministério Público Federal surgiu por conta de representação feita por estudantes da Faculdade Estácio de Sá, de Campo Grande. Os estudantes, que estão revoltados com o mau uso do dinheiro público, sustentam ainda que os valores pagos pelos shows estariam acima dos preços normalmente cobrados pelos artistas. O show de Luan Santana, por exemplo, está custando R$ 80 mil, segundo o Plano de Trabalho apresentado ao Ministério do Turismo. Em Jales, a apresentação do mesmo Luan Santana na Facip 2010 deverá custar mais de R$ 100 mil.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h48
[] [envie esta mensagem] []


 
   PESQUISA

Números do Datafolha publicados hoje, sábado. As porcentagens que aparecem entre parênteses dizem respeito à pesquisa do Datafolha feita há um mês

Cenário com Ciro Gomes
Serra (PSDB) – 36% (32%)
Dilma (PT) – 27% (28%)
Ciro (PSB) – 11% (12%)
Marina (PV) – 8% (8%)

Cenário sem Ciro
Serra (PSDB) – 40%
Dilma (PT) – 30%
Marina (PV) -
10%
Nota: Como a margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos, há a hipótese de Serra vencer no primeiro turno.

Segundo turno
Serra (PSDB) – 48% (45%)
Dilma (PT) – 39% (41%)



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h39
[] [envie esta mensagem] []


 
   IDENTIDADE

De acordo com o Tio Rei, os personagens da foto dopost abaixo sobre a greve da Apeoesp são DOIS POLICIAIS.

O de farda, sendo carregado é UMA POLICIAL. Ela se chama Érica Cristina Moraes de Souza. O homem que a carrega também é policial.

Érica foi covardemente agredida por um dos "professores" manifestantes. LEVOU UMA PAULADA NO ROSTO, COM FERIMENTOS SÉRIOS NO NARIZ E NA BOCA.

Com eu disse, eles queriam sangue e fotos e conseguiram. Mas não se dão por satisfeitos. Na semana que vem tem mais.

E os estudantes que se danem  em casa esperando a boa vontade da Apeoesp e o calendário eleitoral. Um absurdo sem tamanho de quem diz que defende a democracia.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h34
[] [envie esta mensagem] []


 
   PESQUISA

Apesar da propaganda antecipada, apesar dos bandalheiros da Apeoesp, do Paulinho da Força e das outras ameaças de greves oportunistas, Serra ainda cresce nas pesquisas. Veja:

O pré-candidato à Presidência do PSDB, José Serra, abriu nove pontos de vantagem sobre Dilma Rousseff (PT), mostra pesquisa Datafolha publicada na edição deste sábado da Folha (íntegra disponível somente para assinantes do jornal ou do UOL). O tucano tem 36% e a petista 27% das intenções de voto.

Na pesquisa realizada em fevereiro, Serra tinha 32% e Dilma 28%.

Ciro Gomes (PSB) ficou com 11% (tinha 12% em fevereiro). Marina Silva (PV) está estacionada e manteve os 8% obtidos no mês passado. Em um eventual segundo turno, o tucano venceria a petista por 48% contra 39%.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h51
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

Ao contrário do que tentampregar os mentirosos e os idiotas, nunca disse que sou contra os professores. Disse, sim, e repito quantas vezes forem necessárias que se os professores entendem que as reinvindicações são justas deveriam PRIMEIRAMENTE  garantir que elas não fossem misturadas a intenções eleitoreiras, que só prejudicam as negociações. Professor que não percebe isso, não percebe que está sendo usado como massa de manobra para promoção pessoal de gente que já se candidatou e nada levou. E de gente que não tolera a disputa limpa e no campo das propostas. Prefere a estratégia suja. Professor honrado deveria se distanciar dessa gente. Se quer ver suas propostas ao menos negociadas, precisa tomar distância da política partidária. O Sindicato tem que representar os trabalhadores de sua categoria e não um Partido. Os interesses do Partido nem sempre são exclusivamente dos professores e há (muitos) professores que preferem ser represenatodos por outros partidos.

Deu na Folha

A presidente da Apeoesp (sindicato dos professores de São Paulo), Maria Izabel Azevedo Noronha, admitiu hoje que a greve de parte da categoria é política. Mas negou que tenha relação com o PT. "É política, mas não é partidária", disse ela sobre a paralisação.

Após comandar nova manifestação nas imediações do Palácio dos Bandeirantes, na zona sul da cidade, a sindicalista fez várias críticas ao governador de São Paulo, José Serra (PSDB).

"Esse senhor não vai ser presidente do Brasil", afirmou ela. "Se for eleito vai acabar com imagem que Brasil conquistou lá fora."

Um pouco antes, ela convocou os professores a "acabarem com o partido" de Serra. Bebel, como é conhecida, perguntou ainda: "Vocês acham que o Serra vai ser eleito?". E os manifestantes responderam "não" em coro.

Ela disse que a categoria deve aproveitar os últimos dias do governo Serra para protestar. Ele deixa o cargo na próxima quarta-feira (31) para disputar a Presidência. "Vamos aproveitar enquanto o governador não sai."

O próximo protesto da Apeoesp foi marcado justamente para a data de saída de Serra do governo. Deve ocorrer às 15h, na avenida Paulista, região central da cidade.

Hoje no encalço do governador e potencial candidato à Presidência, José Serra (PSDB), a Apeoesp (sindicato dos professores da rede de São Paulo) tem a imagem associada ao PT, o que alimenta, no governo, o discurso de que sua mobilização tem inspiração eleitoral.

Filiada ao PT, a atual presidente da Apeoesp, Maria Izabel Azevedo Noronha, teve como antecessor Carlos Ramiro Castro, o Carlão, suplente do senador Eduardo Suplicy (PT).

Na eleição da direção do sindicato, em 2008, a chapa vitoriosa, Articulação Sindical, era apresentada pela oposição (integrada por PSTU e PSOL) como petista.

A composição da diretoria é proporcional ao resultado das eleições, contemplando correntes à esquerda do PT.
Ao deixar a presidência da Apeoesp, Ramires assumiu o comando do Conselho de Servidores, encarregado da negociação com o governo.

Enquanto os sindicatos negam qualquer motivação eleitoral, integrantes do governo insistem na vinculação política. "Essa greve é, desde o começo, eleitoral. A greve foi decidida em dezembro", disse o secretário da Educação, Paulo Renato Souza, para quem o sindicato tenta se vitimizar.

Afirmando que defende uma política salarial para a categoria, Maria Izabel reage ao discurso corrente no governo Serra: "Não estamos num estado democrático de direito? Ele não é do PSDB?".



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h47
[] [envie esta mensagem] []


 
   SENTENÇA

Foi realmente chocante ouvir o juiz Mauricio Fossem anunciar a sentença a Alexandre e Ana Carolina. É a história sendo feita, mas não há como não lamentarmos. Não que eles tenham sido condenados, não me julguem errado. Quero dizer que é chocante saber que um pai e uma madrasta são considerados culpados por um crime tão chocante contra quem confiava e depositava neles toda a sua certeza de proteção. Não vejo motivo para comemoração. A turba enfurecida para mais uma vez estar adormecida diante dos maiores absurdos. Deveriam estar de luto, reclusos em suas casas, rezando ou quando preto para manifestar a sua tristeza e seu pesar pelo fato.

É certo que a costumeira e já tão famosa lentidão da justiça acaba contribuindo para uma espécie de orgasmo numa hora dessas. Mas é mórbido demais ver tanta gente se aproveitando de um fato tão triste e dramático e outros comemorando o seu desfecho.

Fico triste que não tenham entendido nada. Mais uma vez.  

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   ASFALTO

 

É certo que os vereadores José Roberto Favaro (PSDB), Aracy Cardozo (PT) e Salatiel de Oliveira (DEM) são realmente atuantes na função de fiscalizar as ações do Poder Executivo e para comprovar, basta que o e-leitor busque no site da Câmara na área relativa aos requerimentos.Mas me parece certo que o trio está em débito com a população no que se refere ao escândalo do asfalto. Claramente em débito!

É que Jota Erre (presidente) Salatiel (vice) e Tatinha (relatora) compõem a Comissão de Obras, e Serviços Públicos, Fiscalização, Atividades e Defesa do consumidor, cuja função deveria ser, entre outras, fiscalizar as obras executadas pela Prefeitura. O asfalto é uma delas.

Ora bolas, se o prefeito admite (e ele fez isso hoje no Antena Ligada) que houve problemas no manuseio do asfalto na Usina de Asfalto de Jales e que serão necessários mais de um milhão de reais para realizar o recape em algumas ruas da cidade, a comissão deveria, não apenas questioná-lo como fez em requerimento anterior, mas exigir um exame detalhado para saber o que causou o problema, saber se houve alteração na fórmula e se ela foi intencional para render votos em ano de campanha eleitoral, como insinuou um vereador na segunda-feira. E mais: Deveria exigir a restituição do dinheiro que bem poderia ser usado em outras benfeitorias para a população, mas foi desperdiçado em asfalto de má qualidade.

Não basta ao prefeito reconhecer que sua equipe errou. Ele é o prefeito e deve ser responsabilizado por seus erros na administração da cidade, posto que eles dizem respeito ao meu, seu e nosso dinheiro. O dinheiro do povo.

Perguntar somente não é suficiente. É preciso fazer alguma coisa com as respostas, tomar alguma atitude, dar o segundo passo.

A comissão deveria exigir o nome do responsável pela lambança, pedir a sua cabeça e exigir a reparação, com devolução do dinheiro que foi literalmente por água abaixo.Se esfarelou.

Se possível através de uma CEI onde poderiam convocar uma perícia técnica no material.

Afinal indícios de irregularidades, inclusive com depoimentos do prefeito e do secretário de Obras, é que não faltam.

Sabemos, não é mesmo Jota Erre, Salatiel e Tatinha, que não foi a primeira "escorregada" da Secretaria comandada pelo senhor Miranda. Que o diga algumas calçadas no Jardim Oiti, Avenida Maria Jalles e o asfalto sobre a tubulação no portal de saída.  quantas desculpas mais veremos sem nada ser feito?

Basta que eles digam que houve problemas e tudo fica por isso mesmo? Basta que se diga novamente que foi um erro de cálculo, que o terreno não estava compactado, que não se previu o peso dos caminhões que passavam pelo local, que a chuva foi forte que...sei lá mais o que vai vir.

Dizer que "infelizmente" ele é do PT, como o secretário mesmo disse, vale como desculpa?

Leiam um pouco mais abaixo o texto enviado pela Assessoria da Câmara sobre o depoimento do secretário. O assunto deve ter repercussão nos jornais do fim de semana, mas vejam trechos:

“Questionado pela péssima qualidade do recapeamento realizado, o secretário Miranda deixou claro que a administração reconhece que houve problema no recapeamento e que, segundo ele, nesse ano será feita a recuperação dos pavimentos com recursos próprios do município”.

Do Município, vírgula!! RECURSOS DO POVO!!

“A vereadora Aracy (Tatinha) questionou o secretário quanto aos dados técnicos e, para ilustrar, trouxe um pedaço de asfalto com medidas fora do padrão apresentado pelo secretário Miranda, que alegou um pavimento de 3,5 cm de espessura. Tatinha mostrou que o pedaço que tinha em mãos era de 1,4 cm, uma diferença grande, salientou ela”.

Mas e daí? Foi isso que aconteceu com o asfalto de Jales? Quais providências o prefeito e o secretário de Obras tomarão para ressarcir os cofres públicos dos danos causados por essa lambança??

Se fosse na iniciativa privada, os contratantes (a população) processaria os executores do serviço (a Prefeitura), exigiria o reparo e o dinheiro de volta.  Se uma conzinheira de um grande restaurante admitisse que errou na receita, colocou água em vez de leite, ou exagerou na farinha, ou que tirou o bolo antes do tempo do forno ela seria punida po isso. me parece que o caso é semelhante: alguém errou na receita, propositalmente ou por incompetência. Então por que no nosso caso não acontece o mesmo??

Assim como se fosse a coisa mais natural do mundo, Parini e o secretário dizem que erraram e que vão ter que gastar tudo de novo pra consertar a lambança e ficam impunes?

Estão esperando o quê, Jota Salatiel e Tatinha?



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h44
[] [envie esta mensagem] []


 
   CONSEGUIRÃO

Bem que foi avisado, previsto, antecipado. E ainda aparecem alguns idiotas filhos de Cuba para criticar o editorial perfeito do estadão de ontem que eu reproduzi aqui. Devem estar comemorando agora. Gozando na frente da TV e amanhã vão correr às bancas para conferir o resultado do seu “trabalho”.

Que esses defensores da democracia cubana respondam o que os “professores” (com aspas, mesmo) pretendiam ao enfrentar a polícia (Força Tática) em área de segurança ao redor do Palácio dos Bandeirantes, se uma comissão já estava sendo recebida pelo Governo. Se, como foi dito, a área é de segurança e quem faz manifestação ali está frontalmente descumprindo a lei. Vai tentar fazer isso na frente do Palácio do Planalto pra ver o que acontece. Nem atravessam a Avenida que passa em frente.

Mas eu sugiro duas possibilidades para o que eles queriam fazer ali: ou queriam mártires, sangue e fotos nos jornais para acusar o governador e desgastar sua candidatura ou queriam invadir a sede do Governo à força. Tiveram o que pediram, o que procuravam.Jogaram pedras e afrontaram a polícia com qual objetivo??

E vão usar isso na campanha. Arisco dizer que os “aloprados” que queriam vender aquele dossiê na campanha anterior podem estar com suas máquinas fotográficas em punho para registrar tudo.É típico de quem trapaça até em campanha eleitoral.

O triste, realmente infeliz, é ver professores se sujeitando a esse papel.

Mas não se iludam. Os sindicalistas querem mais e conseguirão.

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 20h36
[] [envie esta mensagem] []


 
   DIA DA ÁGUA

E-mail enviado pelo Da Lua

Nesta sexta- feira, os funcionários Sabesp, Moradores Jardim Alvorada e Professores e Alunos da Escola Sueli S. Marim Batista Jardim Arapuã soltaram 850 alevinos no córrego do açude, que é um manancial com nascedouro na cidade de Jales.

O evento é parte das atividades  VII  Semana da Água de Jales.

A soltura dos alevninos aconteceu na pone que liga cidade/Jardim Alvorada.  Demonstra que o córrego do açude não esta poluido com esgotos, decorrente da coleta/afastamento e tratamento dos efluentes gerados na área urbana.




Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h42
[] [envie esta mensagem] []


 
   DOAÇÕES DO ROTARY

E-mail enviado pelo Rotary Club de Jales:

No dia 26/03/2010 na sede da casa da amizade do Rotary Club de Jales, o presidente do Rotary José Willian e a presidente da casa da amizade Terezinha Mattos fizeram a entrega das doações com as receitas obtidas do 3º Costelão Solidário onde foram entregues uma cadeira de rodas aos representantes do Lar dos Velhinhos de Jales ( fundado pelo Rotary Club de jales a mais de 40 anos) o Presidente Alicio Frassato e Nilmar , a fundação Rotária (fundada pelo Rotary Internacional a 93 anos) que promove a paz, a saúde e combate a fome e a pólio no mundo, também recebeu doações proveniente deste evento a AACJ entidade que apóia 65 crianças e adolescentes com educação, alimentação e apoio psicológico (fundado pelo Rotary Club de Jales), na ocasião o Presidente da AACAJ Idevor Ferrari recebeu também o reconhecimento do Rotary Club de Jales de Honra ao Mérito pelo excelente trabalho que vem realizando frente a esta entidade tão importante para crianças e adolescentes carentes de nossa cidade.

RotaryClub Jales

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h25
[] [envie esta mensagem] []


 
   "FALHA NOSSA"

Preciso fazer uma retificação.

Ontem eu disse aqui que o ex-vereador Satoru Yamada estava sendo velado na Câmara. Isso seria o natural, já que ele era ex-vereador e ex-presidente da Casa. Mas o assessor da Câmara, Roberto Timpurim, me enviou o seguinte esclarecimento:

O ex-vereador, Satoru Yamada, não foi velado na Câmara Municipal de Jales. O Plenário estava sendo usado, desde manhã, pelo evento “1º CICLO DE Palestras – Uso da Água” e, em conversa com a família, chegou-se em um consenso.

Falha nossa!

  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h23
[] [envie esta mensagem] []


 
   ROTO

Na mesma entrevista que eu cito no post anterior, Parini tentou desclassificar o jornal dizendo que eles (a administração) moveram sete processos contra A Tribuna. Como se isso fosse demérito a alguma órgão de imprensa. Considero que ser processado por políticos com uma ficha tão vasta na justiça é, na verdade, prova de bom trabalho jornalítico que rende muitos pontos a mais na sua credibildiade.  

Olha, não estou aqui para defender o jornal, apesar de meu pessoal apreço a ele, mas quem é Parini para falar em processo contra alguém? Logo ele?

Até agora, se sabe que nenhum dos processos movidos pelo prefeito e seus assessores (até a secretária e a primeira dama se sentiram ofendidos) foi sequer julgado em primeira instância. Não houve uma audiência sequer.

Ao contrário do prefeito e seus assessores que já foram condenados em diversos processos judiciais em mais de uma instância. É fato e contra fatos não há argumentos, prefeito.

Se prefere falar em processos, aconselho que espere o trânsito em julgado também dos seus, como você mesmo costuma dizer.

Além do mais, uma acusação de um político contra um jornal tem peso bem diferente de uma acusação do Ministério Público contra um político, não acha? Ainda que haja condenação do veículo.  

Outro fato é que um dos processos, o que pedia absurdos e inacreditáveis R$ 200 mil de indenização contra o jornal, já foi arquivado pela justiça de Jales.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 11h19
[] [envie esta mensagem] []


 
   CONTRADIÇÃO

Não subestimem o prefeito e seu ímpeto contra quem o critica. Definitivamente, por trás daquela aparência de pobre coitado, bebê pidão ou de quem ganhou um presente que não sabe pra quê serve, há uma personalidade bem raivosa que pode ser despertada com um pequeno cutucão. Foi assim hoje na entrevista ao programa Antena Ligada. 

É para políticos como ele que existem repórteres de verdade, que sabem formular perguntas e debater as respostas. Não foi o caso hoje.

Ao responder a uma pergunta do apresentador do programa, João Luiz, sobre a notícia publicada pelo jornal A Tribuna, no fim de semana passado, Parini se enrolou nas próprias palavras, sem, entretanto, ser retrucado pelo inquiridor. Entrevista não é pra qualquer um e as oportunidades se perdem.Aliás, é o povo que perde, sem informação adequada e clara.   

O jornal denunciou que a Prefeitura estaria sob risco de perder convênios federais por conta do atraso no pagamento à Previdência Social. Sem a Certidão de Regularidade com a Previdência, não há como receber os convênios. Apesar de o presidente Lulla querer conceder mais essa benesse aos prefeitos mal pagadores, como o de Jales.

Segundo a resposta do prefeito, o jornal é um “jornaleco” que faz denúncias infundadas e pratica uma oposição sistemática contra sua administração e a notícia do bloqueio dos convênios é apenas “mais uma mentira”.

Tanto é que o superintendente do IMPS (Instituto Municipal de Previdência Social), Francisco Valdo Albuquerque foi a Brasília, ontem, para levar a documentação necessária para a liberação.

É ou não uma contradição? Ora, se não há bloqueio, por que Valdo precisou ir a Brasília levar documentos para a liberação? Apesar da evidente contradição do prefeito, que preferiu acusar o jornal do que explicar a situação, o perguntador ignorou o fato e mudou de assunto. Repito, entrevistar não é para qualquer um. Não é qualquer um que pode ser entrevistador. É um das tarefas mais difíceis da profissão.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 11h04
[] [envie esta mensagem] []


 
   COMEMORAÇÃO

Se estivesse vivo, Renato Russo, líder do extinto grupo Legião Urbana, completaria 50 anos neste sábado (27). O aniversário será comemorado com novidades, entre eles um CD, um livro e uma produção para o cinema.

Nas livrarias, Renato é relembrado na obra “Como se não houvesse amanhã”. Organizado pelo escritor Henrique Rodrigues, o livro traz 20 histórias inspiradas em músicas da Legião Urbana, como "Tempo perdido" e "Eduardo e Mônica", cada uma escrita por um autor diferente.

O início da trajetória do ídolo morto em outubro de 1996 também será o tema do filme "Somos tão jovens", de Antônio Carlos Fontoura, que começa a ser rodado em Brasília, no segundo semestre.

Além disso, especiais de TV estão programados para este sábado. A MTV reprisa o "Acústico MTV Legião Urbana" e a entrevista feita por Zeca Camargo com Renato Russo, em 1993. 

"Duetos"  

Na próxima semana, chega às lojas o álbum “Duetos” (EMI) que, entre registros já conhecidos e outros inéditos, traz Russo em 15 encontros em que divide os vocais com artistas como Dorival Caymmi, Erasmo Carlos, Caetano Veloso, Marisa Monte e Cássia Eller.


Idealizador e produtor executivo do projeto, Marcelo Fróes conta como surgiu a ideia de compilar gravações antigas com novas montagens realizadas a partir de arquivos pessoais do cantor.

“Já existia a vontade de fazer algo assim há bastante tempo. Sempre soube que havia material em quantidade para se montar um álbum. Utilizei 25 fitas, todas muito bem guardadas, que digitalizei e ouvi em um estúdio. Passei alguns dias ouvindo tudo. Selecionei os takes de voz, escolhi as músicas e os artistas que seriam convidados. Tudo com a aprovação da família de Renato”, disse Fróes.

Para a alegria dos fãs, ele adianta que mais material referente ao vocalista da Legião Urbana deve ser editado ainda em 2010.

 “Teremos mais coisas sim: sobras, curiosidades... Esse é o ano do Renato, né? Mas as últimas coisas inéditas, que são “Like a lover” e “Celeste”, soltamos no ‘Duetos’. Aguardem”.

Veja o repertório completo de "Duetos":

1 - "Like a lover", com Fernanda Takai

2 - "Celeste", com Marisa Monte

3 - "Vento no litoral", com Cássia Eller

4 - "Mais uma vez", com 14 Bis

5 - "A carta", com Erasmo Carlos"

6 - "A cruz e a espada", com Paulo Ricardo

7 - "Cathedral song/Catedral", com Zélia Duncan

8 - "Change partners", com Caetano Veloso

9 - "Strani amori", com Laura Pausini

10 - "La solitudine", com Leila Pinheiro

11 - "Come fa un'onda", com Célia Porto

12 - "Só louco", com Dorival Caymmi

13 - "Esquadros", com Adriana Calcanhotto

14 - "Nada por mim", com Herbert Vianna

15 - "Summertime", com Cida Moreira



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 10h47
[] [envie esta mensagem] []


 
   PROVOCÃÇÃO ELEITOREIRA

Leia trechos do editoral de hoje do Estadão sobre a provocação eleitoreira de certos Sindicatos ligados ao PT (desculpem o pleonasmo) que tentam prejudicar a candidatura do governador José Serra. A ignorãncia á lei é o ponto que mais chama atenção. Apenas trechos, em azul:

À medida que se aproxima a data de desincompatibilização do governador José Serra para se candidatar à Presidência da República, aumentam protestos e ameaças de greve das corporações da máquina pública estadual que são controladas por sindicatos vinculados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e ao PT. Embora com pequena adesão, prossegue a greve do professorado, decretada há duas semanas, e os servidores das áreas de saúde e segurança também estão prometendo parar nos próximos dias. As três categorias representam mais de dois terços do funcionalismo público estadual.

As reivindicações são irrealistas. Os líderes sindicais do magistério estadual querem reajuste de 34% e o fim do Programa de Valorização pelo Mérito, que prevê aumento de 25% para um quinto dos docentes, a cada ano, mediante a realização de prova de capacitação. Os dirigentes sindicais do setor de saúde pleiteiam para a categoria aumento salarial de 40%, reajuste do vale-refeição e jornada de trabalho de 30 horas semanais. E os porta-vozes dos servidores da área de segurança, que já tiveram grande parte de suas reivindicações atendidas em 2008, pretendem deflagrar operação-padrão para mostrar a “estrutura defasada” da Polícia Civil.

O caráter eleitoreiro dos protestos ficou claro quando os líderes do professorado, depois de terem parado por duas sextas-feiras consecutivas o trânsito na região das Avenidas Paulista e Consolação, decidiram fazer um protesto em frente ao Palácio dos Bandeirantes.

Na realidade, trata-se de mais uma provocação. Protestos nas ruas e avenidas em volta da sede do governo estadual são expressamente vedados por lei, que as classifica como “área de segurança”. Os líderes sindicais do funcionalismo sabem que, frente a manifestação em local proibido, a Polícia Militar é obrigada a intervir. E é justamente isso que eles querem: aproveitar os incidentes para se apresentar como vítimas da “violência do governador”. O “script” é conhecido e foi usado em grande escala nos últimos anos, especialmente durante a greve dos servidores da área de segurança pública, em 2008. Na ocasião, nas imediações do Palácio dos Bandeirantes, policiais civis usaram suas armas para enfrentar policiais militares. O embate resultou em 24 feridos e foi fartamente explorado pelo PT e pequenos partidos de esquerda.

As manifestações de protesto dos líderes sindicais das áreas da educação, saúde e segurança têm claro objetivo político-eleitoral. A greve já deflagrada pela Apeoesp está deixando evidente que só uma minoria de professores vem cruzando os braços. A maioria teve o bom senso de não se deixar usar como massa de manobra no jogo político. O mesmo se espera dos delegados e do pessoal da saúde.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h34
[] [envie esta mensagem] []


 
   PROPOSTA

Se aprovada, a proposta vai evitar que aconteça o que aconteceu em Jales no início da greve da Apeoesp quando as crianças foram dispensadas antes da hora prevista e chegaram em casa com aqueles bilhetinhos maltrapilhos. Alguns ficaram na rua, pois os pais não sabiam que eles tinham saído da escola e não estavam em casa para recebê-los. Gave, gravíssimo!! Irresponsabildiade total.

Da Agência Câmara

A Câmara aprovou na quarta-feira (24) uma proposta que obriga as escolas públicas de ensino básico a manter os alunos em suas instalações, mesmo em caso de falta de professor. O projeto é do deputado Ayrton Xerez (DEM-RJ) e determina ainda que esses alunos deverão receber atividades complementares, organizadas de acordo com a faixa etária e a grade curricular de cada série.

A matéria, sujeita à análise conclusiva, já havia sido aprovada pela Comissão de Educação e Cultura. O projeto seguirá para o Senado, caso não haja recurso para que seja votado pelo Plenário.

O relator, deputado Efraim Filho (DEM-PB), apresentou apenas uma emenda de redação para suprimir a parte do projeto que “revoga as determinações em contrário". Ele lembra que a Lei Complementar 95/98, da consolidação de leis, proíbe a revogação genérica.

De acordo com o autor do projeto, muitas vezes, quando faltam professores, os alunos saem da escola sem o conhecimento dos pais. "Nas ruas, as crianças estão mais vulneráveis à ação da marginalidade, além do risco ainda maior de acidentes, justamente pela ausência de supervisão adequada", ressalta Ayrton Xerez.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h32
[] [envie esta mensagem] []


 
   OITO ANOS DEPOIS...

Deu no G1

A Justiça decidiu nesta quinta-feira (25) que seis acusados da morte do prefeito de Santo André, Celso Daniel, irão a júri popular. A decisão foi anunciada no Fórum de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. Os acusados serão julgados por homicídio duplamente qualificado.

O prefeito foi sequestrado em janeiro de 2002 e encontrado morto numa estrada de terra em Juquitiba. O Ministério Público denunciou oito pessoas por envolvimento no crime.

Para a promotora Eliana Vendramini, o assassinato do prefeito foi encomendado. "Mataram a vítima por motivo torpe, que é a paga ou promessa de recompensa e o juiz reconheceu que houve essa motivação. Então o crime não foi patrimonial fosse por latrocínio, fosse por extorsão mediante seqüestro”, diz a promotora. Não houve decisão sobre Sérgio Gomes da Silva, indiciado como mandante do assassinato. Ele nega participação no crime. 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h21
[] [envie esta mensagem] []


 
   NARDONI

Confesso pra vocês que ainda tenho muitas dúvidas sobre a autoria do assassinato de Isabela Nardoni. Vivo em circunstancias bem parecidas com a do meu xará do banco dos réus. Não sobre a acusação que pesa sobre ele, claro, mas sobre o relacionamento com a família, a ex-mulher, a mulher atual, os pais, a filha etc. Até os nomes possuem certa semelhança. Minha filha mais velha, do meu primeiro casamento, também se chama Isabela e sei bem como é o convívio entre familiares nessa situações. Às vezes é inevitável ficar encurralado entre os desejos, anseios e necessidades das "duas famílias".  

A dramaticidade do caso atrai a atenção de todos, mas as semelhanças de cotidiano me atraem ainda mais. Por isso consigo imaginar como alguns fatos que parecem cotidianos podem render grande repercussão, dependendo de como são relatados. Um grito mais alto, um telefonema maleducado, um gesto mal executado...podem até, num absurdo extremo, servir de prova de um crime, se interpretados erroneamente por um vizinho malicioso ou um promotor obstinado.

Mas há uma distância enorme entre as indicações de agressividade e um crime grotesco como o que vitimou a família Nardoni. Jogar a própria filha do sexto andar do prédio onde mora, da janela do quarto dos filhos, é uma coisa monstruosa demais para qualquer pai. 

Nem a frieza demonstrada por ele no vídeo abaixo, quando conversa com o PM, ainda na portaria do prédio, pouco tempo depois de ver a filha morta no gramado metros adiante, me convence de sua culpa. Mas também nada me convence de sua inocência.     

Mas as provas, os depoimentos, a perícia, a falta de uma terceira pessoa, o tempo exíguo para um assalto...tudo indica que foram eles.Com alguns reservas sobre a historinha montada pela perícia, claro. Penso que exageraram na fantasia.  

Falta muita coisa para a certeza absoluta, para condená-los a 20 ou 30 anos de prisão. A mancha de sangue em forma de mão de criança na cama, a grande quantidade de sangue que teria saído de um pequeno ferimento na testa da menina, sem contar a convicção dos depoimentos dos réus.

Mas há todo o resto. As dúvidas se multiplicam. A forma como a criança foi solta e não jogada (segura pelos braços e lentamente) dá a impressão de que o autor tinha receio de machucá-la. Queria apenas fazer "o que devia ser feito". Um assassino comum a jogaria sem dó nem piedade, arremessando-a por uma janela sem a grade de proteção. Mas um parente, cortaria com todo cuidado um pedaço da tela de proteção e "deixaria a menina cair", como se a colocasse no local para forjar o assalto.     

Só que a gente acaba preferindo evitar pensar que tal coisa seja possível. Que um pai seja capaz de fazer tal coisa.

No fim, talvez sobressaia a hipótese de que o ato do pai tenha sido apenas uma tentativa de acobertar o crime anterior na matemática mórbida de tentar evitar perdas maiores do que a que já ocorrera. Havia perdido a filha nas mãos da mulher, então só lhe restava tentar salvar a mulher, acobertando seu crime. 

Ficou sem ambas! E sem os filhos, que ficaram sem os pais e sem a irmã.

Inglória tarefa dos jurados.

Assista o vídeo veiculado pelo Fantástico e tire suas conclusões.   

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h17
[] [envie esta mensagem] []


 
   REINCIDENTE

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu multar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em R$ 10 mil por propaganda eleitoral antecipada. A propaganda teria ocorrido em janeiro deste ano na inauguração do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados de São Paulo.

Essa é a segunda multa que o presidente recebe por propaganda antecipada. Na semana passada, o ministro do TSE Joelson Dias determinou a aplicação de multa de R$ 5.000 ao presidente Lula por propaganda eleitoral antecipada na inauguração de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) de Manguinhos e Complexo do Alemão, no Rio, em maio do ano passado.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h20
[] [envie esta mensagem] []


 
   CAMINHÃO PARA EDUCAÇÃO

Ainda falando em Educação, a Prefeitura publicou o edital do pregão presencial para a aquisição de um caminhão zero km, branco, a diesel para atender solicitação da Secretaria Municipal de Educação.

As propostas podem ser entregues até o dia 9 de abril.

Não há informações sobre o uso que será dado ao caminhão na Secretaria da Educação.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 19h08
[] [envie esta mensagem] []


 
   EDUCAÇÃO?

Ainda tem gente com cara de pau suficiente para defender a educação oferecida às nossas crianças. Não que os métodos aplicados pelos educadores não sejam adequados. Provavelmente são. O que entrava a coisa toda é a burocracia e a incompetência inegável dos administradores municipais. Não sei se é culpa da Secretaria de Administração, de Finanças, do prefeito... nem me importo em saber. Sei que o nome certo é mesmo INCOMPETÊNCIA. Mas pode ser também má vontade, desleixo, irresponsabilidade, canalhice e vários outros menos delicados.

Duvida? Então falemos da merenda escolar servida nas escolas municipais. A qualidade do que é oferecido foi questionada pela Câmara há alguns dias. Tatinha e Nishomoto pediam várias informações e o vereador Jota Erre chegou a dizer que não teve coragem de comer o alimento servido às crianças. Um absurdo sem tamanho que só é sentido por quem realmente necessita. É claro que os detentores do primeiro escalão da Prefeitura, os inúmeros aspones que tomaram de assalto a administração (parafraseando o chefe) nunca tiveram seus filhos estudando em escola pública, portanto, não sabem o que é isso.

Convenhamos que pão com salsicha e refresco de pó não é exatamente a dieta mais adequada para crianças de sete, oito, nove ou dez anos. Os nutricionistas podem confirmar.

Além disso, estamos no fim de março, portanto, avançamos dois meses no ano letivo e até agora NADA DE UNIFORME ESCOLAR. Noticiei aqu a publicação do edital do contrato com as empresas responsáveis pela confecção dos uniformes, em fevereiro. 

Ora bolas, se o início do ano letivo tem data certa para acontecer, por que os gênios da Prefeitura não abriram a tal licitação com mais antecedência? Assim, quem sabe, quando o ano começasse, as crianças já poderiam ter o uniforme à sua disposição.

Mas agora, não! Do jeito que eles fazem ( e duvido que seja culpa da Educação) só teremos o uniforme depois da Facip. Pior se o prefeito estiver guardando os uniformes para entregar próximo ao aniversário da cidade. Aì já vai ser sacanagem com as nossas crianças.Vai ser usá-las como massa de manobra, como objeto de promoção em detrimento das necessidades da educação.   

Onde estão os autonomeados defensores da educação, agora? 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 19h07
[] [envie esta mensagem] []


 
   QUEM PAGA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu nesta quinta-feira que ainda inaugurará obras em todo o Brasil até o final de seu mandato, e ainda brincou com a multa de R$ 5 MIL que levou do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por fazer propaganda eleitoral antecipada, na semana passada.

"O que fizemos aqui é uma reparação que eu tenho certeza que vai continuar", disse o presidente, para em seguida a população entoar o coro pró-Dilma Rousseff --pré-candidata do PT à Presidência, que acompanhava a comitiva.

"Não adianta vocês gritarem nome porque eu já fui multado pela Justiça Eleitoral em R$ 5.000 porque me disseram que eu falei um nome de uma pessoa. Então, para mim, não tem um nome", disse Lula.

Diante da insistência da população, ele brincou. "Se eu for multado, vou trazer a multa para vocês. Levanta a mão aí quem vai pagar a multa..."

Por acaso, você aí, meu caro e estimado leitor, tem alguma dúvida de que Lulla está certíssimo?? Não falo sobre o desrespeito á lei muito menos ao desdém com a multa insignificante. Falo de quem vai pagar a multa, as viagens, as hospedagens e tudo mais que for ato de campanha dos detentores do poder. 

LULLA ESTÁ CERTO! QUEM PAGA É MESMO O POVO.

Pode trazer a conta, Lulla. Ou prefere que depositemos em alguma conta no exterior, como aquela do Duda Mendonça??  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h38
[] [envie esta mensagem] []


 
   PEDOFILIA

A polícia deteve em flagrante, por volta de 15h30, um senhor de 71 anos, morador do Jd.América quando ele aliciava uma menina de 9 anos, na Avenida Integração, em Jales. Não há outras informações e a polícia não costuma fornecer detalhes da identidade de envolvidos em casos semelhantes, mas o caso já foi registrado pela Polícia Civil, que prendeu o homem em flagrante. A apuração ficou a cargo da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), que teria indiciado o homem, cuja inicial do primeiro nome é J, por estupro de vulnerável, "Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos e que tem com pena a reclusão entre oito e quinze anos.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h29
[] [envie esta mensagem] []


 
   FICHA SUJA

Da Assessoria da CNBB

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, afirmou nesta terça-feira, 23, que colocará em pauta no dia 7 de abril o projeto Ficha Limpa (PLP 518/09). Ele pediu aos líderes, que estiveram reunidos durante a tarde, a apresentação de sugestões de suas bancadas. Temer admitiu que poderá haver alterações no texto aprovado pelo grupo de trabalho para que a proposta seja votada em Plenário.

Na avaliação do membro do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Daniel Seidel, o presidente da Câmara, cumpriu com a sua palavra. “O projeto está em pauta e agora cabe à sociedade manter os contatos com os parlamentares de seus estados cobrando deles o comprometimento com a iniciativa”, disse.

Seidel acrescentou que o MCCE dará continuidade ao trabalho de esclarecimentos dos parlamentares ainda resistentes à proposta, para que estes sejam convencidos dessa questão. “Vamos lutar pela aprovação do projeto Ficha Limpa. A aprovação pelos deputados será a demonstração de que toda a sociedade brasileira vem esperando”, finalizou.

O PLP 518/09 impede candidatos condenados judicialmente de disputar eleições. Apresentado no ano passado por representantes da sociedade civil, que colheram mais de 1 milhão e 300 mil assinaturas, o projeto Ficha Limpa ganhou tramitação acelerada, sendo apensado a outras propostas que tramitam por vários anos e que já estavam prontas para votação em plenário.

Na semana passada, o parecer do deputado Índio da Costa (DEM-RJ), relator do grupo de trabalho que analisou as propostas sobre o Ficha Limpa, foi entregue ao presidente Temer com a presença de representantes do MCCE. O relator condicionou a proibição da candidatura apenas às decisões de órgãos colegiados da Justiça. No texto original, a candidatura já estaria proibida com a decisão de um único juiz em primeira instância.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h00
[] [envie esta mensagem] []


 
   ALBERGUE

O gerente da divisão Jales da Sabesp, Antônio Rodrigues da Grela Filho, o Da Lua, enviou um e-mail comentando a sua contribuição junto à chamada Casa de Apoio ao Migrande de Jales. Na íntegra abaixo, em azul. Parece que ele concorda com algumas coisas que eu coloquei aqui.

Como leitor dos seus artigos, como seu amigo, vou as respostas:

Com relação a Casa do Migrante a minha função é de  um simples apoio na gestão do local.  Também de obter e/ou buscar recursos para necessidades montagem.    Busquei entre alguns amigos:  cadeiras, ventiladores, rádio e outros materiais.  

Vou buscar junto a Sabesp auxilio que é dentro da Responsabilidade Social.

A coordenação técnica é da  Secretaria Promoção Social da Prefeitura, liderada pela Dra. Claudia, auxiliada pelo Jediel e  profissionais da área.

A função é abrigar pessoas que estarão de passagem pela cidade, que sempre foi muito bem realizado pelo Albergue.   Também buscar o morador de rua para o abrigo, com o objetivo de motivá-lo para uma ocupação acompanhada  sempre com a tentativa de evitar o retorno. O que também não é fácil.

É sabido que não é  simples  retirar o morador da rua, principalmente pela liberdade que a rua oferece. A dificuldade também existe por outros motivos que todos sabemos (ausencia de parentes, alcool e outros).

São dois campos a serem trabalhados. O que esta de passagem que é mais rápido e simples, mas, o morador de rua, este sim, exige  profissionais: psicologo, assistente social, coordenação, além da participação da sociedade. Pensamos em conduzi-lo até para o trabalho, respeitando os limites é claro.

Existe pouso, café, almoço e jantar. Precisamos garantir a higienização, limpeza e as condições básicas de acomodação.  Tudo vem sendo realizado com muita atenção.

Não quero de maneira nenhuma fazer previsão do futuro, isto porque a idéia  que temos é de um trabalho dificil. Também não pretendo fazer disso uma forma de promoção.   Penso que o trabalho quanto mais simples será melhor.     Aceitei o desafio principalmente porque quando criança residia no córrego Barra Bonita com um irmão muito doente (mal de simioto) que meu pai trazia em Jales para cuidados médicos, não havendo onde ficar se serviu do Albergue várias vêzes, isto por volta de  1963.   Meu falecido pai falava muito no Albergue.
Sempre quis.  Mas com o convite, agora  acredito que poderei retribuir um pouco.  


Então Alexandre é o que eu posso te informar.   O trabalho é de muita persistência.   Vamos
em frente.
Aguardo você para uma visita.
Grande abraço.

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h59
[] [envie esta mensagem] []


 
   VELÓRIO

Está sendo velado na Câmara Municipal, o ex-vereador Satoru Yamada, que faleceu hoje de madrugada na Santa Casa de Jales.

Satoru foi Vereador na 6ª Legislatura, entre 1969 e 1973; e na 7ª Legislatura, de 1973 a 1977. Foi presidente da Câmara de 01/02/1973 a 31/01/1975 e renunciou ao mandato de vereador em 30/12/1975.

Foi vereador também na 8ª Legislatura, de 1977 a 1983 e voltou a ser presidente de 01/02/1979 a 31/01/1981. Exerceu o cargo de Superintendente do antigo IPASM (Instituto de Previdência e Assistência Social do Município de Jales) de 19/07/1993 a 30/12/1996 e de 02/01/2001 a 24/05/2004 (voluntário)

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h54
[] [envie esta mensagem] []


 
   BENESSE

Da Assessoria da Câmara

Especiato visita empresários instalados na Incubadora Industrial

 

O presidente da Câmara Municipal, Luís Especiato – PT, esteve nessa terça-feira 23, visitando os empresários instalados na Incubadora Industrial, localizada no galpão da antiga Fepasa.

 

A visita foi motivada em razão da publicação, pela Prefeitura, de um Decreto que pede a desocupação dos barracões que estão sendo utilizados pelos empresários instalados na incubadora. Esses empresários já haviam procurado o presidente da Câmara, para que ele interviesse junto ao prefeito na busca por uma solução.

 

Segundo o presidente, o prefeito, atento aos problemas dos empresários, recebeu todos em seu gabinete e, em uma conversa rápida, estendeu o prazo para a desocupação, já que pela lei do município que regulamenta a instalação nas Incubadoras, existe um prazo de 3 anos de ocupação, o que já se esgotou.

 

Especiato viu in loco todo trabalho realizado na incubadora e as adaptações feitas pelos empresários para acomodar suas empresas. Ele ficou sensibilizado com os empresários e se colocou à disposição para ajudar a viabilizar a cessão de terrenos para acomodar as empresas.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h41
[] [envie esta mensagem] []


 
   SERVIDORES

Da Assessoria da Câmara

Vereadores recebem reivindicação dos Servidores Municipais da Saúde

 

Na Sessão de segunda-feira 22, o presidente Luís Especiato interrompeu a sessão por dez minutos para atender Servidores Municipais da Saúde que, juntamente com o presidente do S.S.P.M.J.R. (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jales e Região), José Luís Francisco, se fizeram presentes no Plenário.

 

O motivo da audiência, ali mesmo no Plenário, foi a entrega da sugestão do Projeto de Lei para que a Câmara encaminhe ao Executivo, solicitação no sentido de que a administração municipal institua o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos profissionais da área da saúde. O anteprojeto de lei foi elaborado por Comissão designada pela Portaria nº 266/2009, da administração.

 

Os servidores querem que os vereadores se empenhem junto ao prefeito municipal no sentido de que o Projeto seja enviado o mais breve possível ao Poder Legislativo para sua apreciação e aprovação.

 

Para o presidente da Câmara Municipal, Luís Especiato, o Legislativo fará o seu papel e vai cumprir com as normas regimentais. Ele deixou claro que não depende apenas da boa vontade dos vereadores, mas também, do Executivo em providenciar o Projeto o quanto antes.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h39
[] [envie esta mensagem] []


 
   ASFALTO

Da Assessoria da Câmara (e Especiato elogiou o trabalho do secretário)

Vereadores questionam a qualidade do asfalto junto ao Secretário de Obras

 

O Secretário de Obras, Serviços Públicos e Habitação, Antonio Marcos Miranda, atendendo o requerimento dos vereadores membros da Comissão Permanente de Obras, aprovado em 08 de janeiro de 2010 participou da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Jales realizada nessa segunda-feira (22). Miranda foi indagado pelos vereadores principalmente quanto à qualidade do asfalto e do recapeamento realizado na cidade.

 

Miranda, inicialmente, fez a leitura de um relatório com dados técnicos sobre a qualidade do recape realizado pela Prefeitura Municipal e igualmente por uma empresa terceirizada no período de 2007 e 2008. Segundo ele, foram realizados conforme Normas Técnicas de Execução do D.E.R. (Departamento de Estradas de Rodagem).

 

Em seu relatório, Miranda acrescenta que nos anos de 2007 e 2008 foram realizados aproximadamente 50.000 m2 (cinquenta mil metros quadrados) de recapeamento nos bairros do Jd. Paraíso, Jd. Paulista, Jd Roque Viola, Jd. Novo Mundo, Jd. Trianon, Jd. América, Rua França, Rua Nove próximo à Unijales, Avenida Francisco Jalles e também pavimentação asfáltica na Avenida Lourival de Souza.  

 

Questionado pela péssima qualidade do recapeamento realizado, o secretário Miranda, deixou claro que a administração reconhece que houve problema no recapeamento e segundo ele, nesse ano será feito a recuperação dos pavimentos com recursos próprios do município. Miranda também diz que estão previstos a pavimentação asfáltica na estrada que dá acesso à Escola Agrícola, ao Cemitério novo e à Marginal Ayrton Senna ligando o Bairro São Gabriel ao Distrito Industrial III.

 

Segundo o secretário, esse recapeamento feito pela Prefeitura com mão de obra própria tem um custo de R$ 5,00 (cinco reais) o metro quadrado, se realizado por uma empresa terceirizada o custo seria de R$ 22,00 (vinte e dois reais) o metro quadrado, uma diferença considerável.

 

A vereadora Aracy (Tatinha), questionou o secretário quanto aos dados técnicos e para ilustrar, trouxe um pedaço de asfalto com medidas fora do padrão apresentado pelo secretário Miranda, que alegou um pavimento de 3,5 cm de espessura. Tatinha mostrou que o pedaço que tinha em mãos era de 1,4 cm, uma diferença grande, salientou Aracy.

 

Ao final, o senhor presidente Luís Especiato usou a palavra e agradeceu ao secretário o atendimento à convocação da Câmara Municipal e elogiou Miranda pelo seu trabalho à frente daquela pasta.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h37
[] [envie esta mensagem] []


 
   FRASE

"Infelizmente, eu sou PT. Não tem como fugir disso" - Antônio Marcos Miranda, secretário municipal de Obras e Serviços Públicos de Jales, em entrevista sobre o escândalo do asfalto na cidade.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 12h31
[] [envie esta mensagem] []


 
   CONVITE

PSDB, DEM e PPS começaram a distribuir nesta terça-feira os convites para o evento que oficializará a candidatura do governador de Sâo Paulo, José Serra (PSDB), à Presidência da República.

O convite é assinado pelos presidentes dos três partidos: o deputado Rodrigo Maia (DEM), o senador Sérgio Guerra (PSDB) e Roberto Freire (PPS).

"Ao final do evento será divulgado um documento conjunto. Contamos com a sua indispensável presença", diz o convite. Embora não cite o lançamento da campanha, o texto menciona "a presença de José Serra", com o nome do governador em negrito.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h42
[] [envie esta mensagem] []


 
   HOMICÍDIO

A polícia ainda investiga as circunstâncias de um grave crime ocorrido hoje, no JACB, em Jales. Depois de uma discussão com um homem, duas mulheres foram agredidas com golpes de foice. Uma delas teria morrido na hora e outra levada em estado grave para a Santa Casa.O caso aconteceu por volta de 18 horas e o homem foi levado para a Delegacia para ser interrogado.

Outras informações durante a programação da Rádio Assunção, no Jornal do Povo 1ª Edição (às 7h30) e no Jornal do Povo 2ªEdição (às 11h30) e aqui neste Blog.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h32
[] [envie esta mensagem] []


 
   GOVERNADOR

Geraldo Alckmin (PSDB) deve ser mesmo o candidato a governador de São Paulo. Seu vice deve ser Guilherme Afifi Domingues, do Democratas. Aloysio Nunes Ferreira deve ser candidato a senador, junto com Orestes Quércia.

Veja na Folha:

PSDB e DEM avançaram na costura do acordo para a eleição ao governo do Estado de São Paulo e estão prestes a anunciar que o candidato a vice-governador na chapa de Geraldo Alckmin ao Palácio dos Bandeirantes será Guilherme Afif Domingos. Os dois ocupam secretarias do governo e devem deixar os cargos para a disputa.

O último nó para o acordo foi desatado ontem: o chefe da Casa Civil, Aloysio Nunes Ferreira, avisou aos aliados que concorrerá ao Senado. Atendendo ao pedido do governador e presidenciável José Serra, Aloysio desistiu de desafiar Alckmin para as prévias. Há duas semanas, a Folha adiantou que ele tendia a concorrer ao Senado.

Mas só ontem, depois de conversa com Serra, informou oficialmente a seus aliados.

O ex-governador de São Paulo Orestes Quércia (PMDB) já avisou a seus apoiadores que será "companheiro de chapa" de Aloysio, concorrendo à outra vaga ao Senado.

Com o PMDB, a aliança projeta arrebatar 60% do horário eleitoral: 10 minutos dos 18 minutos de programa a ser veiculado a partir de 17 de agosto.

Alckmin (Desenvolvimento), Afif (Emprego e Relações do Trabalho) e Aloysio se afastam do governo do Estado na semana que vem. Alckmin e Afif já traçam agenda paralela a partir do próximo mês.

O anúncio da chapa só deverá acontecer após o lançamento da candidatura de Serra à Presidência, no dia 10 de abril. "A aliança com o DEM está resolvida. Devemos fazer um evento em abril", disse o presidente estadual Mendes Thame.

Despedida

No dia 31, como antecipou o "Painel" ontem, Serra oficializará sua renúncia ao governo no auditório Ulysses Guimarães, no Palácio dos Bandeirantes. Diante de 2.000 convidados, o tucano fará uma prestação de contas de seu mandato.

Segundo roteiro discutido com aliados, Serra enviará, no dia da cerimônia, carta de renúncia à Assembleia Legislativa, com a data de 2 de abril. Ele quer ficar no cargo até a Sexta-Feira da Paixão. Na véspera, terá inaugurado o Rodoanel.

Para garantir visibilidade a Serra, o rito acontecerá em capítulos. A transmissão de cargo para o vice, Alberto Goldman, deverá acontecer na terça.

O lançamento da candidatura à Presidência será no dia 10. Só depois, a coalizão estadual deverá ser anunciada. Ontem, ainda que em tom de brincadeira, Serra revelou a preocupação com o deserto que atravessará até as convenções de junho.

   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h21
[] [envie esta mensagem] []


 
   TODO MUNDO JÁ SABIA!

Deu na Folha

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) apoiou as greves de alguns setores do funcionalismo público paulista através de sua página no serviço de microblogs Twitter.

"Insatisfação do funcionalismo em SP. Professores em greve, sem diálogo. Na Saúde, paralisação de 48h. Fatecs e presídios convocam assembleia", disse Mercadante em um de seus tweets. "É urgente diálogo e negociação com os servidores."

Os professores da rede pública de São Paulo estão em greve desde o início do mês, embora o governo diga que ela não está afetando significativamente as aulas. Já o SindSaúde (sindicato dos trabalhadores públicos da Saúde) convocou uma paralisação de 48 horas nesta semana.

Além deles, os delegados da Polícia Civil resolveram entrar em "operação padrão" devido à falta de respostas a respeito do projeto de reestruturação da carreira dos delegados. Não está descartada uma paralisação total se não houver manifestação por parte do governo.

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), já insinuou em diversas oportunidades que as greves possuem caráter político. Questionado na semana passada se o movimento grevista tinha motivações políticas, Serra disse que os jornalistas "são suficientemente inteligentes e observadores para tirarem conclusões".

No caso dos professores, por exemplo, a Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo) é uma entidade sindical ligada à CUT (Central Única dos Trabalhadores) e ao PT, o que levantou a suspeita. Manifestantes ligados ao sindicato já foram em diversos eventos onde Serra estaria para protestar. Hoje, em Franco da Rocha (Grande SP), quatro foram detidos em conflito durante a inauguração de um centro de saúde pelo governador.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h17
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

Apesar de estarem tentando promover um apitaço em área hospitalar, portanto, totalmente ilegal, a prisão de três professores e a repressão a outros tantos era o que a Apeoesp sonhava para poder chamar o governador de "autoritário" e outras coisas menos elegantes.

É assim que começa o problema: primeiro xingam, provocam com palavras de ordem, elogiam a Dilma, jogam ovos, chutam o carro oficial, fazem apitaço, depois enfrentam a polícia e posam para a TV com olhos lacrimejantes e com as costas marcadas pelo cacetete. 

Enquanto isso, os alunos continuam em casa sem ter o que fazer e lamentando as férias e os sábados perdidos.Neles ninguém pensa.Só queria saber de onde vem tanto dinheiro para tantas viagens a São Paulo, faixas, carros de som, piquetes pela região...

Muito triste.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h11
[] [envie esta mensagem] []


 
   LISHIMANIOSE

Ninguém ainda se ateve para a gravidade do problema, mas a leishimaniose avança na cidade, enquanto a dengue aparenta estar controlada, em relação a outras cidades. Aliás, enquanto já foram registrados 11 casos de leishimaniose em Jales e uma pessoa morreu, não houve nenhuma ocorrência tão grave com relação à dengue.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h07
[] [envie esta mensagem] []


 
   VALORES

Desde o dia 8 de fevereriro, o vereador Luiz Henrique Viotto e o resto da população, é claro, esperam resposta da Prefeitura a um requerimento sobre os custos da terceirização da coleta de lixo na cidade. Sei que o prazo regimental ainda não expirou, mas a questão é o motivo da demora. Outros requerimentos muitos mais difíceis de serem apurados e respondidos foram aprovados naquela mesma data e já foram respondidos.Enquanto que sobre a terceirisação, bastaria perguntar ao setor de Finanças. Uma "interfonada" resolveria o assunto. Mas parece que há alguma dificuldade aí.Ou alguma coisa a esconder?

Mas quando as respostas vierem, não importa quanto tempo leve, publicaremos aqui neste Blog para que você, contribuinte, saiba quanto custa para ver seu lixo doméstico levado da sua casa. Posso apostar que não é pouco.

 As perguntas que Macetão fez são as seguintes:  

1.                      Qual o valor repassado, mensalmente, à empresa Ecopav entre o período de janeiro de 2008 até dezembro de 2009?

2.                      Qual o valor e quando foi realizado o primeiro pagamento pela Prefeitura à Ecopav?

3.                      Qual a forma de contratação da Ecopav e quando termina o contrato?

4.                      Quantos funcionários são empregados da Ecopav e quantos são servidores públicos municipais?

5.            Ao término do contrato, a Prefeitura fará nova licitação? Em caso negativo, por quê?

6.           O que a Prefeitura tem feito para diminuir os gastos com a coleta de lixo?

7.           Qual a quantidade de quilômetros prevista no contrato para serem varridos mensalmente?

8.           A quantidade de quilômetros prevista no contrato foi calculada por algum engenheiro ou empresa especializada?

9.           Qual a quantidade de quilômetros efetivamente varridos mensalmente e qual o valor pago pela varrição, também mensalmente?

10.         Quantos e quais funcionários foram cedidos nos últimos 12 meses à Ecopav?

11.         Qual o valor descontado mensalmente referente à cessão desses funcionários?

 

          

Plenário “Presidente Tancredo Neves”, em 08 de fevereiro de 2010.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h49
[] [envie esta mensagem] []


 
   PRESENÇA

A operação da Polícia Civil que prendeu masi de 20 pessoas em Guararapes, hoje de madrugada, contou com a presença de vários policiais de Jales. Vários podem ser reconhecidos nas imagens da TV TEM. Entre eles o delegado Sebastião Biazi e o investigador Oscar.

Não consegui abrir a matéria no site da TV TEM, mas no Bom Dia ficou assim:

A polícia desarticulou na manhã desta quarta-feira nove quadrilhas de tráfico de drogas que agiam em Guararapes, município vizinho a Araçatuba. Segundo a polícia, 53 mandados de busca e apreensão foram cumpridos e 22 pessoas foram presas na operação que contou com mais de duzentos homens, além do apoio de um helicóptero.

As investigações começaram há um ano, quando gravações telefônicas revelaram que nove quadrilhas diferentes dividiam o mercado de drogas na cidade de trinta mil habitantes. As escutas revelaram ainda que todas eram comandadas por presos de uma quadrilha que age de dentro dos presídios paulistas.

Uma das pessoas presas na operação foi o agente penitenciário Fábio Henrique Moreira, que trabalha no presídio de Valparaíso e é apontado como um dos líderes mais perigosos do esquema de tráfico.

As nove quadrilhas comercializavam maconha, cocaína e principalmente crack em um esquema doméstico, ou seja, a droga era vendida apenas no município de Guararapes.

Todas as pessoas presas estão sendo ouvidas na delegacia da cidade, e devem ser transferidas para cadeias da região. Os presos serão indiciados por tráfico de drogas, formação de quadrilha e associação ao tráfico.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h30
[] [envie esta mensagem] []


 
   DESVIO

O Ministério Público Federal em Jales denunciou por peculato (furto praticado por servidor público) uma jovem de 22 anos, ex-estagiária da Caixa Econômica Federal de Fernandópolis, interior de SP, que desviou R$ 4.240,00 de contas correntes de clientes do banco para sua própria conta. 

A fraude foi descoberta após reclamação de correntista que denunciou movimentações indevidas em sua conta. A CEF de Fernandópolis abriu um procedimento administrativo para apurar a irregularidade e descobriu que a estagiária era a responsável pelo saque indevido e descobriu também que ela era responsável por desvios ocorridos na conta de outros correntistas.

A fraude ocorria quando a estagiária era chamada para prestar auxílio aos correntistas no manuseio dos terminais eletrônicos. Ela aproveitava-se do desconhecimento e inexperiência das vítimas, e antes de realizar as operações solicitadas pelos clientes, de maneira fraudulenta, realizava transferências irregulares para sua conta corrente e somente depois efetuava a operação desejada pelos clientes. 

Após a análise da documentação, descobriu-se que o total desviado foi de R$ 4.240,00. Desse total, a denunciada restituiu R$ 900,00. Se condenada, a ex-estagiária pode pegar uma pena que varia de dois a doze anos e multa. 

Assessoria de Comunicação do MPF



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h12
[] [envie esta mensagem] []


 
   ENTREVISTA

Ouça com atenção a entrevista coletiva do secretário Antônio Marcos Miranda, logo depois do depoimento na Câmara, ontem, sobre o asfalto. Sei que o começo é sofrível, ele divaga muito, mas o final piora(rsrsrs). Só que ele fala coisas, digamos, interessantes, para se compreender esta administração quase imcompreensivel.

O cara, como eu disse, deveria saber tudo sobre o escândalo deste asfalto que mais parece feito de farinha, areia ou de água, mas diz que não sabe. Diz que o problema é limitado a 12 mil metros etc.

Amigo, se ele não cita o seu bairro aí, talvez ele tenha esquecido, viu?!?! Não quer dizer que ele omitiu, não. Ah, sei lá! Talvez ele tenha omitido mesmo.

Mas acho realmente que quem está sendo omisso são os vereadores que até agora não criaram uma CEI para investigar o caso, não contrataram uma empresa para fazer a perícia técnica e contábil no serviço e no material. Ou será que somente os inimigos do prefeito é que podem ser alvos de uma CEI?

Bem, há a possibilidade de os vereadores terem se contentado com o que Miranda disse ontem na tribuna da Casa.Aí, são os eleitores que têm que julgar.   

 Clique aqui : Miranda.wav



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h38
[] [envie esta mensagem] []


 
   ASFALTO

Fiquei boaquiaberto com a entrevista do secretário de Obras, Antônio Marcos Miranda logo depois do depoimento na tribna da Câmara, ontem. Quase inacreditável! Entre outras coisas, o homem que é o responsável, ou deveria ser, pelas obras em andamento na cidade, disse que não sabe os motivos do asfalto aplicado no ano da eleição ter de soltado do solo e literalmente ter virado FARELO.

Ora, se ele que é engenheiro civil e deve ter acompanahdo o serviço, não sabe, imagina o povo!! A verdade é que houve um ENORME DESPERDÍCIO DE DINHEIRO E AGORA VAI HAVER MUITO MAIS.

Volto ao assunto em breve. Pretendo trasncrever algumas falas so secretário para que vocês vejam do que eu falo .



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h46
[] [envie esta mensagem] []


 
   ÉTICA

Parece que o vereador Henrique Macetão está mesmo enrascado. O presidente da CEI da Petrobrás, Riva Rodrigues, fez uma representação contra ele na mesa diretora da Câmara e o caso vai para o Conselho de Ética.  

Riva reclama que Macetão não teria respeitado a determinação de manter sigilo sobre os documentos da CEI, naquela entrevista á TV TEM. Macetão teria obtido os documentos dizendo à Secretaria da Cãmara que tinha sido autorizado por Riva, enquanto ele nem sabia do fato.

Parece que há um terceiro fato relacionado com uso de veículo oficial da Casa que também pode gerar outra representação. A conferir!

Macetão escapou da primeira ameaça, relativa àquela entrevista ao Jornal A Tribuna, no qual fazia uma generalização do caráter dos colegas vereadores, mas desta vez...



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h39
[] [envie esta mensagem] []


 
   MUITO BOA!!

Veja se você se encaixa numa destas possibilidades.

http://charges.uol.com.br/2010/03/22/cotidiano-tipos-de-internautas-/

 

 

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h34
[] [envie esta mensagem] []


 
   BÔNUS DOS PROFESSORES

POR FAVOR, LEIAM COM ATENÇÂO

O bônus por desempenho na rede estadual de São Paulo será pago neste ano a 176,5 mil professores - um crescimento de 5% em relação ao número de beneficiados em 2009, quando o programa foi criado, segundo dados oficiais. A rede conta com um total de 220 mil docentes. A divulgação dos benefícios será feita hoje (segunda-feira).

Cerca de 63% dos docentes receberão valores acima de R$ 2,5 mil. Para 17%, o bônus será inferior a R$ 1 mil. Uma parcela de 2,3% ganhará mais de R$ 8 mil. Outros 33 mil funcionários também foram beneficiados. No total, o programa custará R$ 655 milhões ao governo e o valor será pago na quinta-feira. O pagamento ocorrerá em meio a uma greve decretada pelo sindicato dos professores, no dia 8, por reajuste salarial.

Recebem o benefício professores, diretores e outros funcionários que cumpriram ao menos parcialmente as metas de desempenho definidas pela rede para suas escolas. O bônus leva em conta o Idesp, índice calculado com base nas taxas de aprovação, repetência, evasão e a nota dos estudantes no Saresp, uma prova aplicada todos os anos para alunos da 4ª e 8ª séries do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio.

Em 2009, funcionários e professores das 230 escolas com notas mais altas também foram beneficiados, mesmo aqueles que não atingiram suas metas, o que provocou polêmica. Neste ano, o critério foi modificado e incluiu mais equipes escolares: todas as que tiveram notas acima da média do Estado receberam valores segundo a proximidade que estão de sua meta de longo prazo - valor estipulado pela secretaria para 2020. Pelos critérios do bônus, professores e funcionários que atingiram suas metas de desempenho recebem até 2,4 salários. Quem trabalha em unidade que superou a meta ganha 2,9.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h09
[] [envie esta mensagem] []


 
   PONTO TURÍSTICO

O gerente de divisão da Sabesp, Antônio Rodrigues da Grela Filho, o Da Lua, não cansa de receber visitas na sua Estação de tratamento de Esgotos, que graças à ousadia e o excelente trabalho de sua equipe, se tornou ponto turístico de Jales. Talvez o mais visitado.  

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h04
[] [envie esta mensagem] []


 
  
 
      
 

Sempre antenado em tudo que acontece à sua volta, Renato Cesar Pereira, frequentador deste Blog, nos envia um site criado por um paranaense que oferece projetos de lei a vereadores de todo o país. E perguntamos? Será que algum projeto desses já inspirou alguns de nossos parlamentares municipais? Tem até tabela de preços.

Visite: http://www.projetosdelei.com.br/

 



Categoria: Link
Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h54
[] [envie esta mensagem] []


 
   SERVIDORES MUNICIPAIS

Sempre muito solícito, o grande José Luis Francisco, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jales e Região enviou resposta ao comentário que eu fiz sobre o pedido de parcelamento da dívida da Prefeitua com o IMPS - Instituto Muncipal de Previdência Social, órgão responsável pela assistência social dos servidores ativos e inativos Há várias informações importantes que vocês verão no rádio e nos jornais nas próximas semanas, mas leem aqui em primeira mão. As duas mais significativas são que o Conselho do IMPS (antigo Ipasm) aceitou parcelar a dívida da Prefeitura, mais uma vez, e que o reajuste dos servidores volta à tona nesta semana. Obrigado Zé. Vejam em azul:

- Em função do Prefeito infelizmente não poder receber a  Diretoria do Sindicato devido as viagens à Brasilia e São Paulo, não foi possível ainda marcarmos a Assembleia com os Servidores, até porque ele mesmo informou aos servidores (camara) que iria atravès da sua assessoria técnica fazer o levantamento com relação a disponibilidade financeira e responder ao pedido aprovado em Assembleia, a última reunião agendada pelo prefeito para nos atender foi na quinta-feira (18/03) ás 11:00 horas, mas, infelizmente recebemos uma comunicado no mesmo dia por volta das 10:00 horas, que não seria possível ele nos atender, agendando novamente para quinta-feira próxima (25/03). A Diretoria do Sindicato se reuniu (18/02) e decidiu que se a semana que vem não formos atendidos faremos Assembleia com todos os servidores, devendo informá-los da real situação e que a Assembleia decida o rumo que devemos tomar.
 
- Com relação ao pedido do parcelamento do Sr. Prefeito, referente aos últimos meses em que não repassou ao Instituto Municipal de Previdência a contribuição da parte patronal, NÃO aprovamos o seu pedido que era em sessenta parcelas, então ele se dirigiu pessoalmente ao Instituto e solicitou uma reunião com todo o Conselho,  queria saber o  motivo da negativa; de forma unanime o Coselho se manisfetou dizendo "Que tal pedido poderia se repetir anualmente e desta forma poderiamos impactar a Prefeitura num futuro próximo" depois de muita conversa o proprio Conselho chamou a responsabilidade, uma negativa nossa teriamos o CRP bloqueado e aí seriamos nós os culpados pela falta de pagamento dos salários dos servidores, das aposentadorias e pensões, também a uma gama de fornecedores, prestadores de serviços, enfim, pelo travamento total da Prefeitura, decidimos então autorizar o parcelamento em trinta e cinco meses, terminando dentro no mandato do atual Prefeito; o CRP tinha validade somente até o dia 20 de fevereiro, e esta reunião aconteceu  poucos dias antes, pois o Prefeito estava preocupado com a validade do Certificado. A Dirtetoria do Sindicato ficou a par de toda a situação e aprovou a decisão do Conselho.
A nossa responsabilidade naquele momento era decisiva, e ele se comprometeu a nos receber e na medida do possível atender o nossa pedido (reposição salarial e aumento no valor da cesta).
Quero deixar claro que em momento algum vamos deixar de reivindicar os nossos direitos independentemente em que etapa for necessário busca-lo, faremos sempre enquanto representante da Categoria.
Pra finalizar; esperamos ser recebidos esta semana se não acontecer tomaremos os rumos que a Assembleia decidir, impreterivelmente deve acontecer até a próxima sexta-feira. 
     



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h43
[] [envie esta mensagem] []


 
   IMPOSSÍVEL

Altamente meritório o projeto de Henrique Macetão que pretende tornar pública a relação de todos os ocupantes de cargos em comissão lotados na Prefeitura de Jales e, portanto, com salários pagos por você, contribuinte. Mas igualmente impossível de ser aprovado. Apóio integralmente a iniciativa, mas considero-a impossível de ser aprovada. O prefeito tem maioria na Câmara e acho que alguns vereadores têm interesse em que a lista fique bem escondidinha.

Mas de qualquer forma, adoraria ver a proposta ser votada para saber quem vota contra e qual a justificativa, como vão tentar convencer o povo de que os cargos em comissão não precisam ser mostrados.

Art. 1º   A Prefeitura Municipal de Jales fica obrigada a divulgar,  na sua página oficial na Internet, a relação dos seus cargos em comissão.

Art. 2º  A divulgação dos cargos em comissão da administração direta e indireta deverá ocorrer na página principal da Prefeitura, em ícone próprio, contendo:

 

I – a relação com o nome de todos os cargos comissionados;

II – o respectivo grau de instrução;

III – a função desempenhada;

IV – a jornada de trabalho; e

IV – o valor da remuneração recebida.

 

Parágrafo Único -  A relação de que trata esse artigo deverá ser revista e atualizada mensalmente.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h01
[] [envie esta mensagem] []


 
   ORDEM DO DIA

Os projetos previstos para serem discutidos na Ordem do Dia, na segunda, dia 22, são estes:

1.   PROJETO DE LEI 00224/2009 - Luiz Henrique Viotto - Altera a Lei Municipal nº 3.603, de 4 de maio de 2009, que dá nova redação e outras disposições à Lei Municipal nº 2.725, de 25 de fevereiro de 2003 e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

2.   PROJETO DE LEI 00020/2010 - Luiz Henrique Viotto - Altera a Lei Municipal nº 3.603, de 04 de maio de 2009, que dá nova redação e outras disposições à Lei Municipal nº2725, de 25 de fevereiro de 2003 e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

3.   PROJETO DE LEI 00024/2010 - Aracy de Oliveira Murari Cardozo - Institui o Dia do Cliente no calendário oficial do Município de Jales e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

4.   PROJETO DE LEI 00025/2010 - Poder Executivo - Regime de Urgência - Define situação temporária de excepcional interesse público para contratação de pessoal nos termos preconizados pelo inciso X do artigo 298 da Lei Complementar nº016, de 31 de maio de 1993, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

5.   PROJETO DE LEI 00026/2010 - Luís Especiato - Dispõe sobre as atividades de recepção dos novos alunos nas instituições de ensino no Município de Jales e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

6.   PROJETO DE LEI 00027/2010 - Luís Especiato - Dispõe sobre o acompanhamento do Município na fiscalização das normas trabalhistas e do recolhimento dos respectivos encargos por parte das permissionárias e/ou concessionárias de serviços do município e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

7.   PROJETO DE LEI 00028/2010 - Luiz Henrique Viotto - Autoriza o Executivo a fazer doação de bens móveis conseguidos por doações aos contribuintes do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana - IPTU, mediante sorteio, e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

8.   PROJETO DE LEI 00029/2010 - Luiz Henrique Viotto - Dispõe sobre a divulgação de relação dos cargos em comissão da Administração Direta e Indireta no site oficial da Prefeitura Municipal de Jales e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

9.   PROJETO DE LEI 00030/2010 - Luiz Henrique Viotto - Institui a campanha permanente de educação postural nas escolas de ensino fundamental no Município e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

10.               PROJETO DE LEI 00031/2010 - Luiz Henrique Viotto - Determina a inclusão de borracha proveniente de pneus velhos na composição do asfalto utilizado pelo Município e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia já expedida);

 

11.              PROJETO DE LEI 00035/2010 - Poder Executivo - Regime de Urgência - Altera a Lei Municipal nº 3381, de 27 de fevereiro de 2008, que disciplina a estrutura administrativa e as atribuições da Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Trânsito, em 1ª e única discussão e votação, (cópia anexa);

 

12.               PROJETO DE LEI 00036/2010 - Poder Executivo - Autoriza o Poder Executivo a abrir Crédito Adicional Especial na Lei Orçamentária Anual do exercício de 2010, para os fins que especifica, em 1ª e única discussão e votação, (cópia anexa);

 

13.               PROJETO DE LEI 00037/2010 - Poder Executivo - Autoriza o Município de Jales a repassar contribuição financeira à Associação dos Moradores do Conjunto Habitacional José Antônio Caparroz Bogaz - COHAB JACB-I, em 1ª e única discussão e votação, (cópia anexa);

 

14.              PROJETO DE LEI 00038/2010 - Luís Especiato - Declara de Utilidade Pública a Cáritas Diocesana de Jales, em 1ª e única discussão e votação, (cópia anexa);

 

15.               PROJETO DE LEI 00039/2010 - Poder Executivo - Regime de Urgência - Cria o Programa Municipal de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Aquicultura Familiar, em 1ª e única discussão e votação, (cópia anexa);

 

16.               PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR 00004/2010 - Rivelino Rodrigues - Acrescenta artigo à Lei Complementar nº 040/95, de 18 de outubro de 1995 - Que estabelece o Código de Postura do Município, em 1ª e única discussão e votação, (cópia anexa);

 

17.               PROJETO DE RESOLUÇÃO 00001/2010 - Luiz Henrique Viotto - Dispõe sobre a criação  do Selo Trote Legal, a ser conferido aos cursos de Instituições de Ensino Superior da cidade, que apresentarem ações de organização para recepção dos novos alunos, que visam o estímulo ao exercício da ética, cidadania, cultura de paz e dá outras providências, em 1ª e única discussão e votação, (cópia anexa);

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h53
[] [envie esta mensagem] []


 
   LIXÃO

Outro requerimento que deve render foi apresentado pelo trio  Aracy Murari Cardozo, José Roberto Fávaro e Sérgio Nishimoto. Desta vez, a preocupação dos vereadores é com o "lixão" que tem espalhado seus "domínios" bem além do que deveria. Veja:

Considerando que a cidade dispõe de um aterro sanitário (lixão);

Considerando que ao lado do local apropriado para receber o lixo urbano da cidade está havendo um depósito irregular ou clandestino;

Considerando que o referido acúmulo, segundo informações colhidas no local, é originado dos entulhos de caçambas, carrinhos de tração animal e outros;

Considerando que o mesmo já invadiu uma rua e amplia-se para áreas públicas e privadas,

 

REQUEREM – à Douta Mesa, após ouvido o Plenário, para que seja oficiado ao Excelentíssimo Senhor Humberto Parini, Digníssimo Prefeito Municipal de Jales, solicitando as seguintes informações:

 

         1.   A Prefeitura tem conhecimento do depósito irregular que está ocorrendo às margens do aterro sanitário?

         2.   Em caso positivo, o que o Executivo está fazendo para inibir que os entulhos das caçambas, carrinhos de tração animal e de outros meios utilizados sejam depositados ao lado do “lixão”? 

                        3.  Há alguma família morando dentro ou nas imediações do lixão? Em caso positivo, o que pode ser feito para retirar e alojar adequadamente tal família?

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h45
[] [envie esta mensagem] []


 
   USINA DE ASFALTO

O vereador José Roberto Fávaro acertou na mosca ao apresentar um requerimento que questiona a situação da Usina de Asfalto de Jales. Taí um coisa que TODO jalesense gostaria de saber, Zé.

Considerando que o Executivo divulgou para a população jalesense que, devido à instalação da usina de asfalto em parceria com a Petrobrás, Jales não mais teria buracos nas ruas;

Considerando que a usina foi inaugurada com festa, inclusive oferecendo asfalto mais barato para as cidades vizinhas;

Considerando que as ruas de nosso município estão cheias de buracos e, onde foi feito o recapeamento, o mesmo está se “esfarelando”,

 

REQUER – à Douta Mesa, após ouvido o Plenário, para que seja oficiado ao Excelentíssimo Senhor Humberto Parini, Digníssimo Prefeito Municipal de Jales, solicitando as seguintes informações:

 

         1.  Quanto foi gasto para a instalação da usina de asfalto em Jales?

         2.  Qual a produção mensal de asfalto? 

                        3.  Quanto custa o metro quadrado do asfalto produzido pela Prefeitura? E pelas empresas contratadas?          

         4. Quais ruas foram pavimentadas ou recapeadas com asfalto produzido pela usina da Prefeitura?

         5.   A usina de asfalto está em atividade? Em caso negativo, por quê?   

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h38
[] [envie esta mensagem] []


 
   SERVIDORES

Leia primeiro o Post abaixo

Falando nisso, meu amigo José Luis Francisco, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais está devendo notícias a respeito das negociações em torno do reajuste salarial da categoria. O prazo dado pelo Sindicato ao prefeito para que ele apresentasse uma contraproposta aos 10% pedidos pelos servidores em assembléia ainda não venceu? Que eu me lembrer era antes do fim de fevereiro. E o parcelamento das dívidas previdenciárias da Prefeitura com o Instituto Municipal de Previdência Social já foi autorizado? Me lembro bem que o sindicato tinha garantido que não aprovaria o parcelamento, se o prefeito não oferecesse um índice que satisfizesse a categoria. Uma coisa estava atrelada à outra.Mas não ficamos sabendo de uma nem de outra. 

O prazo para o parcelamento era o mesmo 20 de fevereiro ao qual se refere a matéria sobre o Ministério da Previdência Social, citada no post anterior.   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h27
[] [envie esta mensagem] []


 
   DESESPERO

Também na Folha Noroeste, o colunista resposnável pela Folha Geral, afirma que o prefeito Parni e o secretário Chaparim estiveram em Brasília durante a semana que passou, provavelmente, tentando reverter as pendências que a Prefeitura tem com o Ministerio da Previdência e que, se não forem sanadas, bloqueiam os repasses de convênios oficiais, inclusive o da Facip com o Mnistério do Turismo, e com o Ministério das Cidades para o recapeamento asfáltico.

Fui informado também que o jornal A Tribuna deve trazer ampla reportagem sobree o assunto, que é de desesperar qualquer administrador e de branquear o bigode de qualquer prefeito. Confira.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h24
[] [envie esta mensagem] []


 
   ENTREVISTA

Deu na Folha Noroeste (coluna Folha Geral)

O promotor público, André Luiz de Souza, deu entrevista à TV Tem onde deu a entender que o prefeito Parini tinha pleno conhecimento sobre a abertura de uma conta da Rede da Cidadania para recebimento dos recursos enviados pela Petrobrás. Na mesma matéria, a TV Tem noticiou que o promotor estaria pedindo uma série de documentos às três entidades envolvidas nesse caso, Aderj, Rede da Cidadania e Coreca. Tudo leva a crer que - diferentemente do que acontece na Câmara, onde a Rede da Cidadania é o alvo principal – no Ministério Público o foco poderá ser atuação da Aderj e do Coreca. Esse caso, pelo jeito, está apenas começando.

Confesso que estava com saudade de ver o mais importante represetante do MP em Jales de volta ao noticiário. Ultimamente, ele andava meio sumido, não acham?

Será que a "grande imprensa" de Jales não o tem procurado ou ele estava mesmo meio recluso depois daquela carta aberta em que o prefeito o acusou de perseguição?

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h08
[] [envie esta mensagem] []


 
   AMPLIAÇÃO

Governo de São Paulo amplia alcance do programa Renda Cidadã

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social - Seads, adotou duas medidas para ampliar o alcance do Programa Renda Cidadã: o teto da renda familiar per capita para beneficiários passou de R$100 para R$200, e a duração máxima de concessão do benefício passou de 24 para 36 meses.

O Renda Cidadã é um programa de transferência de renda temporária que oferece um benefício mensal de R$ 60 por família, visando a melhoria das condições de vida a pessoas em situação de vulnerabilidade social. 

Com o aumento no teto da renda per capita, o programa poderá beneficiar um número maior de famílias. O aumento foi adotado mediante levantamento da Seads mostrando que boa parte dos municípios tinha dificuldade para localizar famílias com renda de até R$100 (as prefeituras são as responsáveis por cadastrar os beneficiários). Além disso, também foi constatada queda da incidência de pobreza, conforme pesquisa do IBGE (entre 1997 e 2007, caiu de 31,6% para 23,5%, o percentual de famílias com rendimento familiar per capita de até meio salário mínimo).

Atualmente, o Renda Cidadã atende 117 mil famílias de 644 municípios paulistas. A meta para 2010 é chegar a 162 mil famílias com repasse de R$ 116.895.600,00. Em 2009 o número de bolsas distribuídas foi de 137.299, com verba totalizando R$ 98.855.280,00. Segundo a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Rita Passos, a mudança representa uma antiga reivindicação. "Esse novo valor é mais adequado à realidade econômica do País".

Para o aumento da duração máxima de concessão do benefício, foi considerada a necessidade das famílias de superar as condições de vulnerabilidade social. No programa, a transferência de renda está integrada a ações socioeducativas, de geração de renda e qualificação profissional.
 
Complementando Renda Cidadã

O programa foi instituído em março para auxiliar as cidades a oferecer cursos de qualificação profissional às famílias atendidas pelo programa. A Secretaria financiará a implantação de projetos apresentados pelos municípios, desde que sejam oferecidos cursos que atendam as necessidades de trabalho local. O recurso repassado será de R$10 mil a R$50 mil, dependendo do porte de cada cidade, e deverá ser aplicado na estrutura necessária, como contratação dos instrutores, material didático e transporte dos alunos.  

Sobre o Renda Cidadã
 
Instituído em setembro de 2001, o programa tem o objetivo de implementar as políticas públicas de apoio à família estabelecidas pelo Governo do Estado de São Paulo. Cabe às prefeituras municipais inscrever os beneficiários, além de realizar as ações socioeducativas e de geração de renda (cursos, oficinas, palestras, capacitações, alfabetização, etc.). A Fundação Casa e o Itesp também cadastram famílias atendidas em suas ações.

A elegibilidade das famílias para recebimento do benefício é obrigatoriamente revista a cada 12 meses. Para permanecer no Renda Cidadã, a família com crianças e adolescentes (de 6 a 15 anos) precisa mantê-los frequentando a escola; e com carteira de vacinação atualizada (até 7 anos). O titular do benefício é preferencialmente a mulher chefe de família com idade mínima de 18 anos.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h56
[] [envie esta mensagem] []


 
   MEGALOMANIA

Deu no Estadão

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva estaria considerando a possibilidade de suceder Ban Ki-moon no cargo de secretário-geral da ONU, segundo afirma reportagem publicada neste sábado pelo diário britânico The Times.

 

 

Segundo o diário, "diplomatas dizem que Lula da Silva, que deixa o cargo em janeiro, pode buscar o posto mais alto da diplomacia mundial quando o primeiro mandato de Ban Ki-moon expirar, no fim de 2011".

 

"A ideia teria sido aventada pela primeira vez pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, durante a reunião de cúpula do G20, em Pittsburgh, em setembro", comenta o diário.

 

A reportagem observa que a possibilidade já vem sendo discutido pela imprensa brasileira, com sugestões de que Lula teria sido consultado por mais de uma pessoa sobre a questão.

 

'Paixão pela África'

 

Em entrevista ao diário, o assessor da Presidência para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, não negou a possibilidade.

 

"Ele (Lula) tem um grande interesse em questões internacionais, no processo de integração da América do Sul", disse Garcia ao Times.

 

"Ele tem uma grande paixão pela África. Ele realmente quer fazer algo para ajudar a África", afirmou.

 

Para o diário, o estilo pessoal do presidente brasileiro e sua capacidade para manter relações amigáveis com todos os lados - com a China e com os Estados Unidos, com o Irã e com Israel - elevou seu reconhecimento internacional.

 

O jornal comenta as ofertas feitas na última semana por Lula, durante sua viagem ao Oriente Médio, de servir de mediador para o conflito na região como um exemplo dessa proeminência cada vez maior do presidente no cenário internacional.

 

Veto

 

O Times observa, porém, que Lula tomou recentemente posições que desagradaram os Estados Unidos e a Grã-Bretanha, ambos países que teriam o poder de veto sobre sua indicação ao cargo de secretário-geral da ONU.

 

O jornal cita a recepção dada em Brasília ao presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, e as críticas às sanções ao Irã, e também o apoio à Argentina em sua disputa com os britânicos pelas ilhas Malvinas.

 

Segundo a reportagem, a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, teria considerado as iniciativas de Lula pela paz no Oriente Médio como "risivelmente ingênuas".



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h36
[] [envie esta mensagem] []


 
   FANTASIA

O texto abaixo é da Assessoria de Imprensa da Prefeitura e fala sobre a inauguração da Casa de Apoio ao Migrante. Vejam o que diz a secretária Claudia Bardelotti.

Foi inaugurada na última segunda-feira, dia 15 de março, a Casa de Apoio ao Migrante. O programa, realizado pela Prefeitura do Município de Jales através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Promoção Social, além de oferecer pernoite ao migrante também busca a reinserção do morador de rua na sociedade. A Casa de Apoio ao Migrante vem a atender ao espaço deixado após o fechamento do Albergue Noturno que durante muitos anos foi mantido por uma entidade social.
Um dos diferenciais desse novo projeto, segundo a Secretária Municipal de Desenvolvimento e Promoção Social, Cláudia Bardelotti, “é que será realizado na Casa um serviço que objetiva encontrar as famílias dos moradores de rua da cidade, para que eles possam ser inseridos novamente na sociedade”.

Depois não querem que a gente fale. Não é possível que ela tenha dito a frase do jeito que está aí. Me recuso a acreditar.

Não é possível que ela despreze o trabalho que já foi feito "centenas" de vezes pela mesma Secretaria de ela comanda atualmente. Me recuso a acreditar que ela ache simples assim "Encontramos a família do morador de rua e ele pode ser inserido na sociedade"??

Esquecem que muitos deles simplesmente NÃO QUEREM VOLTAR PARA A FAMILIA? Esquecem que muitas famílias não querem eles de volta? Esquecem que muitos não têm famílias? Esquecem do alcoolismo, das drogas, da "liberdade" que as ruas oferecem? 

Se fosse simples assim : "encontramos as famílias dos moradores de rua da cidade, para que eles possam ser inseridos novamente na sociedade" o problema já teria sido resolvido há muuuuiiitttoooo tempo.

Ah, outra coisa: E os migrantes onde é que entram nessa história?

Da Lua, por favor, se você está aí, salve-os!! Eles estão perdidos.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h41
[] [envie esta mensagem] []


 
   VERBAS DO MINISTÉRIO DO TURISMO

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Estado de S. Paulo

O Ministério Público Federal de Jales denunciou o ex-prefeito do município de Guarani D'Oeste em São Paulo Marco Antonio do Carmo Caboclo, por crime de responsabilidade, por deixar de prestar contas sobre um repasse de recursos federais no período de 2005 a 2008, quando era prefeito daquela cidade.Na denúncia, de autoria do procurador da República em Jales, Thiago Lacerda Nobre, o ex-prefeito é acusado de não ter prestado informações, dentro de prazo estipulado, sobre recursos federais no valor de R$ 72.905,91 transferidos ao município de Guarani D'Oeste. As verbas do convênio 774/2005 seriam destinadas ao apoio, à reforma e implantação de um Centro Cultural no município.Segundo o procurador, a vigência do convênio teria expirado em 18 de julho de 2006, e a prestação de contas deveria ser feita até o dia 16 de setembro de 2006. Mas, de acordo com o procurador, Caboclo apresentou a prestação de contas final dos recursos apenas em 09 de fevereiro de 2007, o que caracteriza crime de responsabilidade, conforme artigo 1º, inciso VII, do Decreto-lei nº201/67.O MPF requereu que, após recebida a denúncia, o ex-prefeito Caboclo seja citado para responder à acusação, e que sejam seguidas as próximas fases dentro do devido processo legal.O caso do ex-prefeito já era apurado pela Procuradoria Regional de República na 3º Região, que detém a competência originária para investigar crimes cometidos por prefeitos no exercício do cargo. Em razão de o prefeito ter deixado o cargo, os autos foram encaminhados à procuradoria da República em Jales nesta semana.

A mesma notícia foi publicaa assim, com mais detalhes, no site Bem Paraná. Vamos ver como vai sair na imprensa de Jales.

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou nesta sexta-feira a primeira denúncia contra agentes políticos investigados na operação que apura supostos desvios e superfaturamento na aplicação de verbas de R$ 56,9 milhões repassadas pelo Ministério do Turismo desde 2007 para 76 municípios do interior de São Paulo. As investigações, que estão concentradas nas regiões de São José do Rio Preto e Jales, interior de São Paulo, apuram denúncias de irregularidades cometidas pelos municípios na aplicação de verbas federais para festas de rodeios, eventos, construções de praças, pórticos e centros culturais e sociais.

Em três cidades da região de Jales, a Procuradoria da República encontrou de indícios de irregularidades. Nesta sexta-feira, o procurador da República em Jales, Thiago Lacerda Nobre, denunciou o ex-prefeito Marco Antonio do Carmo Caboclo (PT), de Guarani D'Oeste, por não apresentar dentro do prazo legal as prestações de contas da aplicação de R$ 72,9 mil para construção de um centro cultural no município. Caboclo foi denunciado por crime de responsabilidade por não prestar contas das verbas, que foram repassadas entre 2005 e 2008, quando era prefeito da cidade. O ex-prefeito não foi localizado para falar sobre o assunto

Além de Guarani D' Oeste, verbas repassadas para as cidades de Indiaporã e Mira Estrela, também são investigadas. Segundo Nobre, há indícios de mau uso da verbas nesses municípios, por isso, requereu a peritos da Controladoria Geral da União (CGU) levantamento físico das obras e documental das licitações. A CGU tem 60 dias para entregar os relatórios. "Temos informações de que uma arena de rodeio foi construída pela metade; de que funcionários municipais foram usados para construir uma praça com verbas federais e de que o Centro Cultural teria sido construído em outro lugar ao previsto no convênio com o Governo Federal", disse Nobre.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h53
[] [envie esta mensagem] []


 
   REAVALIAR OS CONCEITOS

Fiquei sabendo que alguns sindicalistas imprimiram alguns comentários meus aqui neste Blog e colocaram em um mural na escola “do Arapuã”. Quero dizer a eles que não tenho medo de publicidade. Podem imprimir, colocar em mural de escola, em outdoor, jornal ou seja lá onde quiserem. Mas nem precisam, o Blog está na internet e é de livre acesso. Além disso, se prestassem atenção, perceberiam que este Blog alcançou quase 20 mil acessos em poucos meses no ar.

Só espero que o papel, a tinta da impressora e o computador e até as tachinhas que prenderam o papel no mural sejam DA APEOESP, E NÃO DA ESCOLA. Só pra lembrar, o que está na escola é do POVO E NÃO DE UM SINDICATO. Não se apropriem do que não é de vocês. Não façam uso indevido do material que é fornecido para a educação das crianças e não para proselitismo eleitoral.

Mas DESAFIO ESSES MESMOS SINDICALISTAS A DAR A MESMA PUBLICIDADE A ESTE POST. Se são realmente honestos e quiserem  debater os argumentos civilizadamente, imprimam mais isto, coloquem no mesmo mural e distribuam aos professores. Se preferirem continuar espalhando apenas a sua argumentação furada, tentem esconder.

E desafio a isto também: PROVEM QUE EU CRITIQUEI OS PROFESSORES. APONTEM ONDE ESTÁ ESCRITO ISSO.

Apesar de os sindicalistas tentarem disseminar mais esta mentira, fazendo terrorismo e me ameaçando, NUNCA CRITIQUEI OS PROFESSORES.

Critico a greve, sim, que considero politiqueira e burra. Além de politicamente desastrada por uma série enorme de motivos, que um dia talvez eu comente aqui.

Mas agora faço uma crítica aos professores, sim. Esta é para vocês, professores e é em resposta ao comentário de uma leitora deste Blog, que questiona a liderança da Apeoesp em Jales (está lá no espaço dos comentários).Cada categoria tem a representação que merece. Precisam avaliar se querem continuar neste caminho e responder algumas perguntas para si mesmos: Há quanto tempo o Sindicato que representa os professores estaduais está dominado pelo PT?? Há quanto tempo, o Sindicato que diz representar os professores tenta usar a categoria para (sem sucesso) eleger os candidatos do PT? Quantos dos coordenadores da Apeoesp em Jales nos últimos anos se candidataram a vereador pelo PT?? Pensem comigo se é ou não promoção pessoal.Respondam para sí mesmos se o objetivo é defender a classe ou se promover politicamente para mais uma eleição. quantos da atual diretoria já tentaram se eleger e quantos vão tentar novamente em breve? É óbvio que os professores estão sendo usados por gente com interesses eleitoreiros. Ou teriam gritado, à toa, “Dilma Presidente” numa cerimônia em que o governador estava presente??

Se as reivindicações são legitimas, deveriam estar isentas dessa politicagem que dificulta a conquista dos pedidos. Simples assim!! Um sindicato precisa representar TODOS OS SEUS FILIADOS, não apenas os do PT. Um sindicato deveria levar pra a sua passeata apenas as bandeiras da classe que representa e não AS BANDEIRAS DO PT numa clara campanha politica.

Os professores precisam avaliar se o interesse do seu sindicato é realmente conquistar o que reivindica (sabidamente IMPOSSÍVEL) ou apenas desgastar a candidatura do governador.    

Agora volto aos sindicalistas. Vocês acham realmente que vão conquistar o apoio da população interditando a Avenida Paulista em plena sexta-feira chuvosa e contribuindo para um engarrafamento de centenas de quilômetros?? Acham que vão conseguir alguma coisa jogando ovos no carro do governador e gritando palavras de ordem em favor da Dilma?

Se acham isso, alguém precisa lhes avisar que enquanto vocês fazem campanha disfarçada, as crianças estão em casa esperando que vocês estejam na sala de aula e TODOS estão detestando a ideia de ter que estudar no período de férias. Ah, e que as faltas serão descontadas.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h19
[] [envie esta mensagem] []


 
   APELAÇÃO

O Tio Rei mostrou mais uma vez porquê é considerado um dos maiores analistas políticos da atualidade e tem o Blog mais acessado e de maior repercussão do Brasil. Leia o que ele diz sobre o horário político do PRB veiculado em rede nacional hoje à noite. Acertrou na mosca mais uma vez.Em azul.

Assim não, José Alencar!

Já escrevi aqui que tenho simpatia pela luta contra o câncer de José Alencar (PRB), vice-presidente da República. Um esforço que realmente o dignifica. Por isso mesmo, o horário político de seu partido que foi ao ar há pouco esteve muito abaixo da grandeza que ele atingiu. Optou-se pela exploração descarada da doença, com um apelo em que se justaram dois messianismos: aquele propriamente dito e o lulismo.

Alencar foi apresentado como aquele que “enfrenta um câncer há 12 anos, que já fez 15 cirurgias e que esteve sempre ao lado de Lula”. Não dá, vice-presidente! Isso diminui a sua figura e a sua luta.

Mas ainda era pouco: ouve-se a voz de Lula dizendo que Alencar vai vencer a luta. Premonitório!

O locutor diz que Alencar “chegou a ser desenganado”. E ele próprio surge para anunciar que seu tratamento foi bem-sucedido. Não se fala em cura do câncer no partido de Edir Macedo, mas a sugestão é essa. E isso, evidentemente, é uma mentira!

Alencar repetiu lá aquela variante de silogismo que já havia dito na Câmara: “Se Deus quer me levar, não precisa do câncer; mas, se não quer, não há câncer que me leve. E eu estou desconfiado que ele não quer me levar”. Então tá bom…

O programa cantou as glórias de Lula etc e tal, mas foi pensado para Minas. Eu realmente lamento que seja assim. A luta serena contra qualquer doença dignifica. Fazer da doença uma alavanca política rebaixa.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h47
[] [envie esta mensagem] []


 
   PROPAGANDA ELEITORAL

Veja o comentário de Dora Kramer sobre a propaganda eleitoral e sobre a ABSURDA MULTA imposta ao presidente Lulla e à ministra Dilma por propaganda anteciada. Já disse aqui: CINCO MIL REAIS não fazem nem cócegas em qualquer candidato.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h22
[] [envie esta mensagem] []


 
  

A CPI das ONGs acaba de convocar o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, para depor. Como é convocação, Vaccari é obrigado a ir.

Ontem, a Comissão de Direitos Humanos do Senado havia aprovado requerimento para convidá-lo - o que não tem caráter impositivo.

Vaccari terá de explicar as suspeitas de que atuou no desvios de recursos da cooperativa Bancoop, do qual foi presidente, e de fundos de pensão para abastecer campanhas do PT.Além de Vaccari, vão à CPI o promotor José Carlos Blat, autor das investigações contra a Bancoop, e dirigentes da cooperativa que estariam envolvidos em supostas fraudes com fundos de pensão. O autor do requerimento foi o senador tucano Alvaro Dias, que se aproveitou de um cochilo da base aliada para aprovar as convocações. Os depoimentos devem ocorrer na próxima semana.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h09
[] [envie esta mensagem] []


 
   RECORDE

Deu no Estadão

A arrecadação da Receita Federal em fevereiro, de R$ 53,541 bilhões, é recorde para o mês. Até então, o melhor resultado havia sido obtido em fevereiro de 2008, quando a arrecadação somou R$ 53,449 bilhões. Em janeiro deste ano, a arrecadação federal também foi recorde, com R$ 73,596 bilhões. Os valores já são corrigidos pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).
O resultado ficou dentro das estimativas dos analistas, que esperavam arrecadação entre R$ 52,6 bilhões e R$ 66 bilhões. O desempenho representa aumento real (descontada a inflação) de 13,23% em relação ao mesmo mês de 2009. No entanto, o valor é 27,25% menor que o apurado em janeiro de 2010. No acumulado do primeiro bimestre, a arrecadação totalizou R$ 126,568 bilhões, com crescimento real de 13,46% em relação ao mesmo período do ano passado.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h35
[] [envie esta mensagem] []


 
   IMPOSTÔMETRO



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h21
[] [envie esta mensagem] []


 
   EXAGERO

A justiça, mais precisamente o juiz da infância de juventude de Jundiaí, reconheceu o exagero da decisão de retirar da guarda da mãe, uma menininha de 1,8 anos por suspeita de que ela estivesse sendo usada pela própria para comover as pessoas às quais pedia esmola nas ruas da cidade. O caso havia sido denunciado anonimamente ao Conselho tutelar de Jundiaí, o que bastou para que o juiz tomasse a decisão. A cena da criança sendo arrancada dos braços da mãe comoveu o país há dois dias.

Era como usar um canhão para matar uma mosca. Um exagero enorme (desculpe o pleonasmo, mas era necessário).

Não foram levados em consideração os costumes da família da jovem mãe, que é cigana e alega que estava apenas “lendo a mão” e não pedindo esmola.

Hoje, depois de audiência com a família, o juiz voltou atrás e devolveu a guarda da criança à mãe, que imediatamente a amamentou, igualmente na rua.

A moça prometeu contratar uma babá para evitar novos transtornos.   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 20h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   NEM O NOME SALVA

Convido a todos os leitores que convidem seus amigos e peçam que eles convidem seus amigos para que convidem seus amigos e compareçam ao recinto de exposições Juvenal Giraldelli ,o recinto da Facip. Faltando 27 dias para o início da feira (festa de peão), NADA FOI FEITO NO LOCAL.

Estive lá hoje e o recinto está em petição de miséria. Vou repetir, se não entendeu: EM PETIÇÃO DE MISÉRIA.Mais uma vez, vai ser aquela correria e aquela dinheirama.

Já decidiram o que será feito daquela enorme quantidade de pneus que está depositada sobre os galpões de exposição do gado? Para onde vai aquilo? E aquele monte de lixo reciclável que está espalhado pelas ruas próximas?? O aspecto é horrível!! Para onde vai aquilo tudo??

O recinto não deveria estar sendo reformado a esta altura?? Vão ter que pintar tudo, recolocar vidros, cimentar muita coisa, enfim, a costumeira reforma geral e nme começaram.

Hoje à tarde estive lá e tirei uma foto que é emblemática da situação que se encontra o recinto faltando menos de um mês para a festa. Não salvou nem o nome do mais tradicional evento do pobre calendário de Jales. Até o nome (talvez literalmente) está sendo destruído.

Mas o site da festa já está no ar (http://www.facip.com.br). Lá consta que teremos exposição de animais, feira comercial e de artesanato, praça de alimentação e parque de diversões.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 19h29
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

Parece que finalmente a Secretaria Estadual de Educação resolveu se pronunciar.e dar alguma orientação aos pais e alunos, que até agora só tinham recebido informações dos grevistas. Mas a primeira entrevista de Marlene Jacomassi, Dirigente Regional de Ensino, depois do início da greve foi absolutamente significativa.As informações que ela deu no Jornal do Povo, hoje, jogaram uma luz na escuridão criada pela greve. Vejam algumas informações passadas por ela.

·        “Das 33 escolas da nossa área de abrangência (25 municípios), apenas dez estão com paralisação parcial”.

·        “As nossas escolas estão todas abertas. Muitas não têm alunos, mas as escolas estão abertas atendendo à comunidade. Há muitos professores que não querem entrar em greve, mas infelizmente nós não temos a presença dos alunos.”

·        “Nas escolas que estão paradas, nós temos a equipe de gestão, a direção e outros funcionários que querem trabalhar, mas não temos os alunos”.

·        “Cada escola terá um calendário de reposição diferente, porque tem escola que não está parada.Mas para quem está parado, nós temos o mês de julho para fazer a reposição e mais alguma orientação que a Secretaria decidir. [A reposição das aulas no meio do ano] é um caso serio, porque quando nós vamos repor? Temos 200 dias para cumprir, então o recesso de julho já fica comprometido.”

·        “As faltas [dos grevistas] serão descontadas. Elas já estão sendo relatadas on line diariamente e, segundo o governo, serão descontadas. Essas faltas vão prejudicar a vida profissional do professor, porque eles têm o bônus, eles têm a prova do mérito e tudo isso leva em conta a assiduidade, então o professor que falta, vai ter as consequências”.

·        “Se as pessoas faltaram ao trabalho e precisam repor, não há como ficar simplificando as coisas. Nosso governo é muito austero e no ano passado por conta da gripe, uma situação de saúde pública, nós tivemos que repor os dias parados, imagina agora que é uma questão de paralisação? Se greve é direito, também temos que pensar nas pessoas que não estão paradas e, também o caderno do aluno e o caderno do professor que precisam ser usados e não podem ser reduzidos à algumas horas por semana”

·        “Nós sabemos que os pais não encaminham os filhos para as escolas para ter duas ou três aulas, mas isso é em Jales porque em outras cidades está funcionando normalmente.Assim é a região de Auriflama, Paranapuã, Pontalinda, Dolcinópolis, Mesópolis, Santa Rita d’Oeste, Santa Clara d’Oeste  e Rubinéia. Uma escola de Santa Fé parou esses dias”.  

·        “A Orientação que a Diretoria de Ensino dá aos pais dos alunos é que procurem as escolas porque nenhuma escola está fechada. As escolas estão abertas com equipes lá trabalhando. Os pais devem ir às escolas e perguntar qual o posicionamento daquela escola, se os professores estão dando aulas e as escolas têm o responsável que dará essa resposta para os pais”.

·        “O Governo não está negociando com os grevistas porque não existe possibilidade de atendimento das solicitações, porque o que eles querem é uma ‘volta’ da legislação que foi aprovada, que é o Programa de Qualidade da Escolas. Esse programa passou pela Assembléia Legislativa, ele foi aprovado pelos deputados e já está em vigor, portanto, não vai mudar. O aumento de 34% o Governo já disse que não tem condições de dar e nós estamos esperando os professores voltarem às aulas.O caminho é o retorno, tanto é que muita gente não parou.”

·        “As pessoas precisam analisar bem a quem elas estão servindo, porque às vezes o Sindicato, num momento desses, tem até interesses de promoção do Sindicato, de promoção pessoal, mas é o aluno que está saindo prejudicado. Nós estamos orientando os professores, porque muitas vezes o professor está parado e diz que é direito de greve e ‘boa’, mas não. Não é assim! As faltas estão sendo registradas e serão descontadas”.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 19h17
[] [envie esta mensagem] []


 
   DUPLICAÇÃO

Da Assessoria do Governo do Estado

Estado abre licitação para duplicar rodovia Euclides da Cunha

Obra beneficiará diretamente 17 cidades da região de São José do Rio Preto

O Governo do Estado de São Paulo abriu a licitação para as obras de restauração e duplicação da rodovia Euclides da Cunha (SP-320). O edital de concorrência pública foi publicado nesta quinta-feira, 18, no Diário Oficial. O trecho da obra será entre a cidade de Mirassol e a ponte rodoferroviária no município de Rubinéia, numa extensão de 186 km, além de 18 acessos, quatro interseções e 21 retornos, no valor de R$ 1.113.789.084,60 e será divida em oito lotes. 

A extensão da obra abrange diretamente os municípios de Mirassol, Bálsamo, Tanabi, Cosmorama, Votuporanga, Valentim Gentil, Meridiano, Fernandópolis, Estrela d'Oeste, Jales, Urânia, Santa Salete, Aspásia, Santana da Ponte, Três Fronteiras, Santa Fé do Sul e Rubinéia. A entrega/abertura das propostas do Edital está prevista para o dia 11 de maio, às 14h30.  

O prazo de execução previsto é de 24 meses e serão priorizadas para 2010 as projeções urbanas e entroncamentos com rodovias estaduais e municipais, nas cidades relacionadas.

Em 18 de novembro de 2008 foi realizada com sucesso, na Camara Municipal de Votuporanga a Audiência Pública para início do processo licitatório para contratação da obras.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 19h15
[] [envie esta mensagem] []


 
   ADESÃO À GREVE

Dia 16 no Antena Ligada, a coordenadora da Apeoesp em Jales, conhecida como Porcina, disse que o movimento havia alcançado 70% de adesão dos professores. E que os pais “podem dormirem” tranquilos porque as aulas serão totalmente repostas e o aluno não terá prejuízo, mas não soube a maneira como os dias serão repostos, muito menos quando isso acontecerá.

No Jornal do Povo, ela disse que os professores corresponderam à expectativa ( na passeata) e avisou aos pais que não vai arredar o pé,(retornar ao trabalho) enquanto o governador não negociar.

Quanto à adesão à greve, Porcina reconheceu que ela não é de 100% e que há professores que não concordam com a paralisação e continuam comparecendo às escolas. Entretanto, estranhamente, ela admitiu que a estratégia de greve funcionou mais com OS ALUNOS do que com os professores. “Algumas escolas, pode ser que tenha professores lá dentro, mas alunos nós não temos.Aqui em Jales todas as escolas estão fechadas. Não tem alunos realmente, agora no município, pode ser que tenha escola funcionando porque não é 100% (dos professores) que está parado. [Os professores] "está lá" cumprindo horário, não sei o eu estão fazendo porque era dever de todos estar junto porque a luta é de todo mundo”.

Bem, julgue você se há exageros ou não. Na minha opinião, é comum vermos a guerra de informações em ocasiões como essa. Cada um puxa a sardinha para o seu lado, exagerando um pouco e acusando o outro lado de exagerar. Se ela diz que 70% dos professores estão parados, é possível que nem isso tenha cruzado os braços.Mas se ela diz que conseguiu convencer mais alunos que professores, eu fico sem saber o que dizer.

Além disso, apesar de as lideranças grevistas afirmarem que não têm medo de “provinha alguma” e que são contra a avaliação por mérito porque ela não beneficia os aposentados, há opinião consolidada entre eles que os aposentados não aderiram à greve.

De qualquer forma, fica claro que os pais de alunos não levam seus filhos às escolas por falta de uma orientação clara e oficial sobre a situação. ELA MESMA DIZ que há professores em algums escolas, mas nem sabe o que eles estão fazendo lá, já que os alunos não aparecem.

Distribuem os malditos bilhetinhos maltrapilhos, assutam os pais, mas não convencem todos os professores.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h15
[] [envie esta mensagem] []


 
   EDITAL DE DUPLICAÇÃO

Está aberta no Departamento de Estradas de Rodagem

do Estado de São Paulo, DER, a licitação na modalidade de Concorrência

- tipo: menor preço para execução das obras e serviços

de duplicação e restauração da SP 320 - Rodovia Euclides da

Cunha, entre os Municípios de Mirassol e Rubinéia, incluindo

duplicação de trecho da SP 461 e restauração e melhorias de

trecho da SP 543, num total de aproximadamente 191,40 km,

compreendendo 8 (oito) lotes.

LOTE 1 - Execução de obras de duplicação e restauração

da pista existente entre os km 453+000m e km 477+120m da

Rodovia Euclides da Cunha - SP 320 nos Municípios de Mirassol

e Bálsamo, extensão (km)24,120;

LOTE 2 - Execução de obras de duplicação e restauração

da pista existente entre os km 477+120m e km 500+500m da

Rodovia Euclides da Cunha - SP 320, nos Municípios de Tanabi e

Cosmorama, extensão (km)23,380;

LOTE 3 - Execução de obras de duplicação e restauração

da pista existente entre os km 500+500m e km 523+200 m da

Rodovia Euclides da Cunha - SP 320, e duplicação da Rodovia

SP 461 entre os km 124+000m e km 127+600m, no Município

de Votuporanga, extensão (km)26,300;

LOTE 4 - Execução de obras de duplicação e restauração

da pista existente entre os km 523+200m e km 546+180m da

Rodovia Euclides da Cunha - SP 320, nos Municípios de Valentim

Gentil e Meridiano, extensão (km)22,980;

LOTE 5 - Execução de obras de duplicação e restauração

da pista existente entre os km 546+180m e km 567+500m da

Rodovia Euclides da Cunha - SP 320, e restauração e melhorias

da Rodovia SP 543, entre os km 553+930m e km 555+730m, no

Município de Fernandópolis, extensão (km)23,120;

LOTE 6 - Execução de obras de duplicação e restauração

da pista existente entre os km 567+500m e km 592+900m da

Rodovia Euclides da Cunha - SP 320, nos Municípios de Estrela

D’Oeste e Jales, extensão (km)25,400;

LOTE 7 - Execução de obras de duplicação e restauração

da pista existente entre os km 592 + 900m e km 609+500m da

Rodovia Euclides da Cunha - SP 320 nos Municípios de Urânia,

Santa Salete e Aspásia, extensão (km)16,600;

LOTE 8 - Execução de obras de duplicação e restauração

da pista existente entre os km 609+500m e km 639+000m da

Rodovia Euclides da Cunha - SP 320 nos Municípios de Santana

da Ponte Pensa - Três Fronteiras - Santa Fé do Sul e Santa Clara

D’Oeste, extensão (km)29,500.

O edital 013/2010-CO, poderá ser adquirido ao custo de R$

100,00, até o dia 03/05/2010 no endereço abaixo.

A visita técnica deverá ser previamente agendada na Divisão

Regional de São José do Rio Preto - DR.9.

A garantia da proposta deverá ser recolhida até o dia

04/05/2010.

Os envelopes contendo a proposta de preços (envelope 1) e

documentação (envelope 2) serão recebidos até às 14h30min do

dia 11/05/2010, na sede do DER/SP, na Avenida do Estado, 777 -

térreo - Auditório, com início da Sessão de Abertura logo após o

vencimento do prazo de entrega dos envelopes, na mesma data

e local, na presença de interessados.

As empresas interessadas poderão obter maiores esclarecimentos

e informações na sede do DER/SP, na Avenida do Estado,

777 - 2º andar - sala 2112, na cidade de São Paulo - SP, ou através

do telefone 0XX(11) 3311.1580 ou Fax 0XX (11) 3311.1581

e 3311-1584 nos dias úteis das 9 às 12 e das 14 às 17 horas ou

pelo site www.der.sp.gov.br.

As informações estarão disponíveis no site http:www.enegociospublicos.

com.br



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 12h19
[] [envie esta mensagem] []


 
   SAIU A PESQUISA

Deu na Folha

 

Pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quarta-feira mostra que a ministra petista Dilma Rousseff (Casa Civil) subiu na disputa à Presidência e encostou no governador de São Paulo, José Serra (PSDB), que ainda lidera.

A diferença entre os dois pré-candidatos caiu de 21 para cinco pontos percentuais. Em novembro, Serra tinha 38% e agora aparece com 35%. Já Dilma subiu de 17% para 30%.

Ciro Gomes (PSB) caiu de 13% para 11%, e Marina Silva (PV) manteve-se estável em 6%. Brancos e nulos somam 10% e não responderam, 8%.

Rejeição

Além de subir na pesquisa, Dilma ainda viu seu índice de rejeição despencar de 41% para 27%. A rejeição de Serra também recuou, de 27% para 25%.

A capacidade de crescimento da petista também pode ser vista pelo fato de 38% dos entrevistados não saberem quem será o candidato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas entre os dias 6 e 10 de março, em 140 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 10h54
[] [envie esta mensagem] []


 
   CASSAÇÃO

Será que Macetão ficou sabendo porque Arruda foi cassado?? INFIDELIADE PARTIDÁRIA!!

Será que Macetão ficou sabendo qual foi a linha da defesa frustrada de Arruda?? GRAVE DISCRIMINAÇÂO PARTIDÁRIA!!A mesma que ele alega para deixar o PMDB de Jales.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 09h37
[] [envie esta mensagem] []


 
   PESQUISA

A coluna Radar, da VEJA, informa que a pesquisa CNI/Ibope será divulgada em São Paulo, às 10h.

Ainda segundo a coluna, José Roberto Arruda vai virar preso comum, se seus advogados não conseguirem reverter a sua cassação.É claro que vai para cela especial e tudo mais, porém, passa a ser preso comum, se as regalias de governador. 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 09h24
[] [envie esta mensagem] []


 
   DREITO HUMANOS?

O ministro Paulo Vanucchi, da Secretaria Especial de Direitos Humanos, avisou ao Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana que o governo vai mesmo alterar itens polêmicos do Programa Nacional de Direitos Humanos — alvo de críticas da sociedade civil e de setores do próprio Executivo desde sua edição, em dezembro.

Segundo ele, pelo menos três pontos serão mudados: defesa ao direito ao aborto, condenação do uso de símbolos religiosos em prédios públicos e criação de novos mecanismos de mediação de conflitos agrários.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 09h10
[] [envie esta mensagem] []


 
   ALBERGUE

A secretária de Promoção Social, Cláudia Bardelotti, disse ontem ao repórter Osmar Rezende, da Rádio Assunção, que a Prefeitura acaba de inaugurar uma casa de apoio ao migrante, assumindo o serviço que era do Albergue Noturno, fechado em dezembro por falta de verbas.

Já disse o que penso e vou repetir: como poderá um passageiro que não consegue pagar a corrida do táxi, comprar o táxi?

Em outras palavras, se a Prefeitura não pagava em dia os R$ 375,00 que deveria repassar mensalmente para a entidade, como poderá assumir o serviço totalmente a um custo de mais de R$ 7 mil??

Mas a coisa pode mudar. Agora há pouco ouvi na Rádio Moriah o gerente divisional da Sabesp, Antônio Rodrigues da Grela Filho, o Da Lua, dizendo que pretende ajudar na manutenção da casa de apoio. Aí, realmente a coisa muda de figura. Emprestando a sua competência, seu prestígio e a sua grande rede de amigos, Da Lua pode fazer a coisa “andar”.

O projeto não somente abrigaria os que estiverem de passagem, mas também teria a intenção de tirar das ruas os moradores de rua. Serão oferecidas atividades, pernoite e serão feitas ações para atrair e manter os moradores fora das ruas.

O objetivo de Da Lua é incluir a Sabesp no projeto. 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 08h56
[] [envie esta mensagem] []


 
   AVCC

Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

O prefeito Luiz Vilar recebeu nessa segunda-feira, 15, em seu gabinete a visita do presidente da Associação de Voluntário no Combate ao Câncer de Fernandópolis (AVCC), Adenilton Fernandes, da vereadora Candida de Jesus Nogueira (Candinha) e do voluntário Zequinha Feltrin para planejar o uso dos R$ 200 mil conquistados pela AVCC através do deputado federal Dado através do Ministério da Saúde. A verba terá contrapartida da Prefeitura e será utilizada para melhorar a área de internação da AVCC, que já está sendo construída. “A AVCC atende milhares de pessoas de Fernandópolis e região e precisa de investimentos permanentes na sua estrutura para que possa oferecer mais qualidade aos que precisam”, destaca o prefeito Luiz Vilar.

O presidente da AVCC, Adenilton Rodrigues destaca que os recursos serão de grande importância para a entidade, que tem seu ambulatório sendo ampliado para possibilitar a internação de pacientes. “Vamos discutir com os associados se o melhor é usar o recurso na obra de ampliação ou na compra de equipamentos. O prefeito nos deixou a vontade para decidir o melhor para a AVCC”.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 08h42
[] [envie esta mensagem] []


 
   TRÁFICO

A Polícia Civil desmantelou, ontem, mais um ponto de tráfico em Jales.Graças a uma denúncia, os investigadores da DIG e da DISE invadiram um sobrado na Avenida do Estado, entre o Jardim América e o Pronto Socorro e prendeu dois homens, já conhecidos da crônica policial.

No local, foi encontrado crack, maconha, balanças de precisão entre outros apetrechos que eram usados para o comércio ilegal.  Parte da droga estava escondida na cueca de um deles.

A pena para tráfico varia de cinco a quinze anos de reclusão.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 08h40
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

A Apeoesp pretende fazer uma passeata hoje no centro da cidade. Os grevistas querem parar o trânsito na área central a partir das 14 horas.

Se você pretende passar pelo local à tarde, cuidado. Se acontecer metade do que eles esperam, vai ser um problemão. Aliás, parece que não se contentam em criar problemas para os estudantes e seus pais. Vão perturbar o resto da população. E ainda querem o apoio do povo.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 08h37
[] [envie esta mensagem] []


 
   GOLPE

Deu no O Globo

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h47
[] [envie esta mensagem] []


 
   PRA RIR OU PRA CHORAR

Na última sessão ordinária da Câmara de Jales, durante as discussões do requerimento 32/2010, de Osmar Rezende e Aracy Cardozo, a Tatinha, duas colocações provocaram risadas do pessoal que assistia a reunião.

A autora do requerimento recomendou, em tom jocoso, que o prefeito coloque guardas na Praça Antônio Eurípedes de Oliveira, a Praça Japonesa em frente à Rodoviária,para conservar o dinheiro alí investido, "porque se não, aquele dinheiro, também, assim como o asfalto, vai por água abaixo".

E José Roberto Fávaro disse que foi convidado por um popular para ajudar numa "vaquinha" para comprar uma porta para o sanitário masculino da Praça João Mariano de Freitas, a Praça do Jacaré.

O requerimento cobra do Executivo informações sobre as medidas tomadas pela administração para proteger a Praça Antônio Eurípedes de Oliveira da ação de vândalos.

Aliás, os resultados dos requerimentos dos vereadores continuam sendo um mistério para a população. Aí vai de novo a mesma sugestão: que tal colocar no site da Câmara as respostas de TODOS OS REQUERIMENTOS aprovados pelos vereadores??

Ainda volto a falar sobre o assunto, mas a sugestão está aí.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h40
[] [envie esta mensagem] []


 
   MULTA

Falando nisso, sabe qual é a multa que pode ser aplicada a Lulla e Dilma por propaganda antecipada naqueles comícios disfarçados de inauguração pelo Brasil afora?? CINCO MIL REAIS para cada um!!!

Não é brincadeira, não!! CINCO MIL REAIS de multa como punição para a campanha com poder financeiro como a do PT não faz nem cócegas. Lembra de quanto o marqueteiro do Lulla recebeu NO EXTERIOR para fazer sua campanha?? DEZ MILHÕES DE REAIS. Não é mito ou boato. É fato e está no inquérito do mensalão.

Qualquer vereador de Jales deve ter gasto mais que isso na campanha passada.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   CHANCE???

 A cara de pau dos caras é uma coisa que se supera a cada dia. O TRE-SP suspendeu a veiculação da propaganda do PT em que o senador Merdadante  pedia "uma chance" para governar São Paulo. Ora bola (para não dizer outra coisa), se isso não é PROPAGANDA ANTECIPADA, me digam então o que é?? O que falta esses caras fazerem para que as "turidade" percebam que descumprem claramente a lei eleitoral?

Por favor, me deem a chance de continaur a ver esses caras fora do Governo Estadual  

Deu na Folha

Depois de suspender ontem a veiculação de inserções de propaganda do PT paulista em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva enaltecia a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, o TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) também tomou hoje a mesma decisão em relação à aparição do senador Aloízio Mercadante.

O desembargador Alceu Penteado Navarro, corregedor regional eleitoral do Estado, foi quem concedeu as duas liminares.

Segundo a liminar concedida hoje, a presença de Mercadante na propaganda do PT fere os limites da propaganda partidária gratuita por uma questão de promoção pessoal.

Na propaganda, Mercadante pede "uma chance" para o PT governar São Paulo após os 16 anos em que o Estado foi comandado pelo PSDB. Porém, o próprio Mercadante é uma das opções petistas para concorrer a este cargo.

Ontem, o desembargador acolheu a representação que questionava a citação de Dilma em uma das três peças que estão sendo veiculadas. Nela, Lula diz que Dilma é "mineira", mas tem "a cara e a alma" de São Paulo.

O PT tem a opção de substituir as peças. Caso não o faça ou não consiga reverter a liminar, a única peça que continuará a ser veiculada é a que é protagonizada pela ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h22
[] [envie esta mensagem] []


 
   CARTILHA

Do blog do Fernando Rodrigues

Aqui, a íntegra da cartilha

A AGU (Advocacia-Geral da União) lançou na manhã de hoje (16.mar.2010), em reunião no gabinete pessoal do presidente da República, uma cartilha sobre conduta de agentes públicos em período eleitoral. O objetivo da cartilha é disciplinar o comportamento dos funcionários públicos, dizendo o que é permitido e o que é proibido durante as eleições deste ano. Aqui, o documento em formato pdf.

O texto foi apresentado pelo ministro Luís Inácio Lucena Adams, advogado-geral da União, em reunião com a presença de representantes de todos os ministérios.

O governo resolveu editar a cartilha depois de sofrer várias contestações da Justiça. Um dos trechos do texto mostra com clareza o objetivo da iniciativa: "O ato do agente público é ilícito quando sua ação intervier no processo político-eleitoral, beneficiando partido, coligação ou candidato, de maneira a influenciar a consciência eleitoral do cidadão", e alerta que "atos que desviam da sua finalidade pública podem ser considerados de improbidade administrativa".

Entre as regras de anunciadas está a de que integrantes do governo não devem usar seus computadores e aparelhos de celulares funcionais para escrever mensagens em redes sociais como o Twitter e o Facebook (sobretudo mensagens de conteúdo político-eleitoral). Os nomes dessas redes sociais não são mencionado explicitamente, mas a AGU informa que a regra está contida na conduta geral dos servidores públicos –como informou post aqui do dia 10.mar.2010 sobre o assunto.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h11
[] [envie esta mensagem] []


 
   GRIPE SUÍNA

Lembram do comentário que fiz sobre os e-mails suspeitos que são reenviados com praga pela internet sem que as pessoas raciocinem se é verdade ou não?? Aquele sobre a gripe suína. Pois é! Viram o Jornal Nacional de hoje? Ele trouxe uma ótima reportagem exatamente sobre o e-mail que eu citei. Geeennnteee, pelo amor, não distribuam TUDO QUE LHES CHEGA ÀS MÃOS como se fosse a mais pura verdade.

Quando você reenvia alguma coisa para um contato no e-mail é como se estivéssemos ENDOSSANDO O QUE ESTÁ ESCRITO ALÍ. É como se estivéssemos recomendando que as pessoas sigam aquelas orientações. Aí não vale a frase "não sei se é verdade". Os amigos acreditam NA SUA PALAVRA!!

Não pague mico à toa! Quando receber alguma coisa sobre a honra alheia ou sobre assunto de saúde pública, procure saber se é verdade. Consulte alguém que conhece o assunto, pesquise, enfim, só reenvie se tiver certeza que é verdade.  

Mas se mandou para a sua lista de contatos aquele -email que fala sobre um GENOCÍDIO intencional causado pela vacina contra a gripe suína (que erroneamente é chamada de tamiflú) sinto de informar que pagou um BELÍSSIMO MICÃO digno de um grande Net chato.Veja a reportagem do Jornal Nacional veiculada hoje.  Em azul o texto, mas se ainda tiver dúvida, veja o vídeo.

Médico do Butantan desmente boatos sobre vacina contra nova gripe

 

Boatos que têm se espalhado pela internet estão questionando a eficácia – e até o objetivo – da campanha de vacinação contra a gripe A (H1N1). Para esclarecer dúvidas que chegaram por e-mail por inúmeros telespectadores, o Jornal Nacional ouviu o diretor de ensaios clínicos do Instituto Butantan, que estudou a vacina importada.

Entre as mensagens que circulam pela rede de computadores está uma dizendo que a vacina contém mercúrio e óleo de esqualeno, que seriam tóxicos.

“A quantidade de mercúrio que tem nessa vacina é muito pequena e considerada não prejudicial à saúde das pessoas”, afirma Alexander Roberto Precioso, do Butantã. Segundo o médico, o mesmo vale para a substância esqualeno. 

Um outro e-mail associa o mercúrio a incidência de autismo, um distúrbio mental, entre crianças.  “Não é possível afirmar neste momento que o mercúrio é responsável pela ocorrência de autismo”, afirma o médico do Butantan.

Em relação aos efeitos colaterais, o médico esclarece que eles são iguais aos da vacina da gripe comum: febre, dor no corpo e calafrios, mas a maioria das pessoas não tem nenhuma reação.

A segunda etapa de vacinação começa em 22 de março e vai até 22 de abril. Nesse período, devem receber a vacina apenas as grávidas, pessoas com doenças crônicas e crianças de seis meses a um ano e onze meses de idade.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h35
[] [envie esta mensagem] []


 
   CEI DA PETROBRÁS

A Assessoria da Cãmara confirmou que a CEI da Petrobrás ouviu, ontem, segunda-feira, importantes depoimentos como do prefeito Humberto Parini e do presidente da ADERJ, Anízio Martins Ferreira Filho, e nesta quinta-feira 18, às 8h ouvirá o presidente da Rede da Cidadania, Arnaldo Murilo Silva Pohl.

"Porém, em razão de muita especulação e divulgação indevida a Comissão da CEI, não mais informará até que não se tenha o relatório final. Ainda segundo declarações do presidente, o relatório final está previsto para o fim de março ou começo de abril."

É ou não o que eu disse? Acertei ou não quando preví que a fogueira das vaidades na CEI acabaria cancelando a divulgação das investigações? Não entendi o que quer dizer "em razão de muita especulação e divulgação indevida", mas somos nós que pagamos mais uma vez por desentendimentos entre eles. O que temos a ver com o que eles chamam de "divulgação indevida"?? E por que, presidente Riva, hoje todas as rádios divulgaram notícias sobre as audiências de ontem? Com certeza pegaram as infomações em algum site da região. E nós como ficamos?? É justo? 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 19h51
[] [envie esta mensagem] []


 
   CANCELAMENTO

A Prefeitura cancelou os convênios que mantinha com programas como o de Xadrez nas Escolas. O Tribunal de Contas teria considerado os convênios entre a Secretaria Municipal de Educação e os responsáveis pelos programas irregulares. Eles deveriam, segundo orientação do TCE, ter sido firmados com a Secretaria de Esportes.

Mas uma "pataquada" da administração? Talvez, mas o certo é que os alunos perdem mais uma vez!!  

O professor José Carlos Gonçalves Pereira, responsável pelo convênio de aulas de xadrez, defendeu a secretária Élida Barison, que segundo ele, apóia os programas "com unhas e dentes" e disse que ainda tenta algumas ações para reverter a situação e manter os convênios.São iniciativas criativas e bastante interessantes, mas que precisam de apoio do poder público, Câmara e Prefeitura. 

Reproduzo algumas delas, conforme e-mail enviado pelo professor. Em azul:

a) Criação de uma Associação nova (em substituição aa antiga APAENJ - ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E AMIGOS DO ENXADRISMO DE JALES) denominada ARPAJESA - ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE PAIS E AMIGOS DOS JOGOS DE MESA, (vide estatuto anexo) entidade essa que poderia cuidar dos interesses não só do xadrez, mas da Damas, jogos de baralhos e afins e outros jogos e quebra-cabeças de mesa.Vimos que muitos jogadores de baralhos em Jales, nas praças, bares, carecem de organização, assim nada melhor que organizar este seguimento ludico esportivo tambem, junto com o xadrez e damas. Agregaria valor e pessoal diferenciado na associação. Já houve manifestação de apoio por parte de presidentes dos clubes sociais Ipe e Jales Clube em sediar eventos, o que precisa é aportes financeiros para mantermos uma sede com secretaria, computador, telefone, banheiro, etc.
b)Criação de Projetos Ludicos, culturais e Esportivos itinerantes nas praças publicas de Jales, vide projeto XADRECO de autoria nossa como secretario da Ong ECOAÇÃO.
c) Aprovação de uma lei que regulamentaria o xadrez escolar, para que não fique mais aa mercê de ações subjetivas de tecnocratas do TCE.

Além disso, o professor propoe a apresentação de um projeto de lei para transformar o xadrez em matéria curricular nas escolas municipais e criar o "Programa de Xadrez Escolar Municipal"  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h59
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Deu no Bom Dia

As prefeituras de 11 municípios terão de prestar informações ao Ministério Público Federal sobre a situação de suas estações de trem. O procurador da República em Jales, Thiago Lacerda Nobre, quer saber quem cuida dos imóveis em Valentim Gentil, Meridiano, Fernandópolis, Estrela D’ Oeste, Jales, Urânia, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, Três Fronteiras, Santa Fé e Rubinéia.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h42
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

Apesar de reconhecer que o comparecimento de professores às assembleias realizadas nas manhãs de sexta-feira passada e de hoje, na Câmara foi baixo, os grevistas estão convocando agora uma passeata para Jales. Pretendem parar o trânsito aqui também.

A coordenadora da Apeoesp em Jales, conhecida como Porcina, garantiu que os alunos não terão prejuízo com a greve e que TODAS AS AULAS SERÃO REPOSTAS.

Só pra lembrar, em algumas escolas não há aulas desde a sexta-feira retrasada, ou seja, há quase duas semanas. Como a promessa é de que a greve continue pelo menos até a semana que vem, sera preciso pelo menos 15 aulas extras para repor a greve,que é dos professores e não dos alunos, que acabam sendo forçados a PAGAR pelo movimento.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h40
[] [envie esta mensagem] []


 
   CEI DA PETROBRÁS

Anisinho, Parini e a gerente da Nossa Caixa que abriu a conta bancária da Rede da Cidadania questionada na justiça pela Prefeitura foram ouvidos ontem pela CEI da Petrobrás, na Câmara. Parini teria explicado os motivos que o levaram a pedir o bloqueio da conta e Anisinho teria garantido que não há irregularidades nas contas da Aderj, da qual é presidente. Murilo Pohl, presidente da rede, deve ser ouvido nos próximos dias.

É claro que todas as declarações serão confrontadas com a auditoria contratada pela CEI.

Ainda hoje devemos trazer mais detalhes.   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h28
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

Fico entristecido por ver todos os dias os meus filhos perambulando pela casa sem ter o que fazer. Do computador para o sofá e do sofá para o computador. Ficar sem escola em pleno período escolar, em pleno começo de ano letivo é realmente duro. Mas o pior é a falta de previsão. Poderia mandá-los para umas férias em outra cidade, colocá-los num curso etc, mas não sei até quando vai a greve. Uma incerteza total. Como diz o bilhetinho maltrapilho distribuído por eles, acompanhamos pelo rádio.

A pior hora é a da entrada da escola, quando eles deveriam estar saindo felizes com suas mochilas pesadíssimas, porém, com a certeza de que estavam progredindo, andando para frente. Agora estão tão parados quanto os professores, Alias, mais parados que os professores. E olha que eles nem escolheram isso. Nem estão em greve. Queriam mesmo era estudar. É um tal de passar ônibus escolar (municipal) para cá e pra lá que não conseguimos evitar aquela sensação de que estão perdendo o preciso tempo de aprendizagem. Enquanto os outros estudam, eles estão parados, vendo o tempo passar.

Só me resta pensar que ainda vai ficar por: eles terão que ir à escola aos sábados para tentar recuperar o tempo que não queriam perder, mas que a greve da Apeoesp os fez perder.  

  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 03h11
[] [envie esta mensagem] []


 
   ELOGIO

Igualmente hoje à noite fiquei sabendo que há um funcionário orientando as pessoas que queiram usar a academia ao ar livre (chamada de academia da primeira dama) instalada no portal da cidade (Carranca de Jales). Ele fica no local à partir das 17h30 e dá a orientação que o pessoal precisa para não se contundir com exercícios mal feitos e não estragar os aparelhos.

Muito bom! Merece os nossos aplausos. Por enquanto, já que o que vem de lá, é preciso ser olhado com desconfiança.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 03h00
[] [envie esta mensagem] []


 
   AVISO

Somente hoje à noite descobri que existem placas nas calçadas da área proxima ao trevo da Avenida João Amadeu com a Rodovia Euclídes da Cunha alertando sobre a proibição de se fazer comércio nos passeios públicos sem autorização da Prefeitura. Acho que colocaram lá recentemente.

Isso me obriga a fazer um comentário: adianta colocar aquelas placas se NÃO HOUVER FISCALIZAÇÃO??? Nem precisaria das tais placas, se a fiscalização tivesse passado por alí e pelos outros lugares que já viraram ponto tradicional de comércio clandestino. Todo mundo sabe onde os ambulantes ficam e, eu acho, que eles também já sabiam que não era permitido vender alí.

As tais placas mais me parecem aquela coisa meio preguiçosa de gente que gosta de empurrar a responsabilidade para os outros. É como para dizer "nós colocamos os avisos lá, mas se eles continuam vendendo, o que vocês querem que a gente faça mais?"

A resposta é : Que coloquem os avisos para alertar os "estrangeiros", mas que fiscalizem.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h44
[] [envie esta mensagem] []


 
   DENÍNCIA ANÔNIMA

Recebi hoje uma denúncia sobre o transporte de universitários em ônibus particulares para outras cidades, mas como o denunciante o fez através de e-mail anônimo, talvez leve um pouco de tempo para apurar. E ainda assim, talvez não consigamos reunir as informações necessárias.

Mas vamos à luta! 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h29
[] [envie esta mensagem] []


 
   NOVA PESQUISA

Deve ser divulgada na quarta-feira, depois de amanhã,a nova pesquisa de intenções de voto para presidente da República CNI-Ibope. Tem gente dizendo que ela traz Dilma três pontos à frente de Serra e tem gente dizendo que Serra virá cinco pontos à frente de Dilma.É ver para crer. O que vier mostrará os resultados da campanha descarada do PT em favor de sua candidata (e vamos parar com essa bobagem de dizer que é PRÉ por que ela é CANDIDATA MESMO).

Outras notícias movimentam o ambiente eleitoral neste começo de semana. A primeira delas é que o PSDB de Minas acaba de lançar Aécio como seu candidato a senador e a segunda é que o TRE proibiu a veiculação do programa político do PT em que Lulla aparecia promovendo a sua candidata em mais uma descarada propaganda política antecipada.

Aliás, o que o ministro das Minas e Energia veio falar de importante na Rede Nacional de hoje? Mais campanha política, ora bolas. E virão mais por aí.Se cada ministro quiser fazer sua campanhazinha na rede Nacional vai faltar tempo. 

Do G1

O diretório estadual do PSDB em Minas Gerais aprovou nesta segunda-feira (15) a pré-candidatura do governador Aécio Neves ao Senado. No anúncio, publicado pelo blog do partido, a direção estadual diz que “o PSDB de Minas Gerais e os aliados do governador Aécio Neves estão totalmente comprometidos com o nome do governador de São Paulo, José Serra, como pré-candidato à Presidência da República”.


O comunicado dos tucanos diz que “o PSDB de Minas Gerais apresenta o nome do governador Aécio Neves como seu pré-candidato ao Senado da República, reconhecendo nele o nosso líder maior com autoridade para articular e fortalecer o projeto tucano para Minas Gerais e para o Brasil".

Do G1

O corregedor regional eleitoral de São Paulo, Alceu Penteado Navarro, concedeu uma liminar suspendendo a propaganda do PT estadual na televisão. O pedido foi feito pelo PMDB e deverá ser julgado pelo plenário do tribunal.

Propaganda do PT veiculada na sexta (12) mostrou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência da República. 

"Essa mineira tem a alma e a cara de São Paulo. Tem a cabeça moderna, gosta de trabalhar duro e fazer as coisas bem feitas. Dilma é assim. São Paulo é assim", declara o presidente, na propaganda.

Segundo a decisão, a inserção ultrapassa os limites da legislação sobre a propaganda partidária. De acordo com a lei, essas inserções são destinadas a difundir programas partidários, transmitir mensagens sobre a execução do programa da legenda e divulgar a posição do partido sobre temas político-comunitários.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h00
[] [envie esta mensagem] []


 
   GRIPE SUÍNA

Prestem atenção no que vou dizer NÃO HÁ A MENOR FUNDAMENTAÇÃO NAQUILO!!! Antes de reenviar qualquer porcaria que recebem, principalmente se contiverem orientações sobre assuntos de saúde, PESQUISEM, CONSULTEM, PERGUNTEM A ALGUEM antes de sair espalhando por aí. Muito cuidado!!

Quando enviam uma mensagem dessas a alguem, está endossando o que está escrito, ou seja, ATESTANDO QUE AQUILO É VERDADE. Deve ter responsabilidade nessas coisas.

O e-mail começa sempre com letras garrafais e em vermelho que é pra chamar a atenção do endereçado.Vejam bem, se é digno de crédito e do seu endosso. Diz assim:

RECEBI .....

E ESTOU REPASSANDO !!!!

se é verdade ???  não sei !!!!!!!

Ana 

Gente, alguém sabe quem é "Ana"? É claro que ela não existe, foi apenas um nome criado pelo primeiro cara que enviou. Com certeza, uma malintencionado que queria ver sua bobagem espalhada por aí por um milhão de pessoas. É como uma pichação, onde o cara busca apenas notoriedade, fama. E se uma pessoa lhe envia alguma coisa e diz logo que NÃO SABE SE É VERDADE, mas está repassando, deveria ser ignorada imediatamente.

Vamos raciocinar, na hora de ler o que vem pela internet.

Por fim, o e-mail sempre termina com "distribua entre Familiares e Amigos!!!" ou coisa parecida. O importante é se celebrizar.

E não é apenas quanto a este assunto. Tem muita bobagem por aí e ainda mais nessa época de eleição. Dos dois lados, vão espalhar asneiras sem fundamento como uma guerra de informação ou uma central de boatos para prejudicar o adversário.

CUIDADO com o que lê, seja criterioso com o que espalha.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h30
[] [envie esta mensagem] []


 
   DENGUE

Hoje no Jornal do Povo, a profissional responsável pela Comunicação sobre a dengue em Jales disse que há registrados 55 casos. Como a entrevista parece ter sido gravada na semana passada, pode ser que o número já tenha crescido.

Mas tenho recebido vários e-mail de amigo que nos informam sobre uma enorme quantidade de pneus nos pavilhões do recinto de Exposições Juvenal Geraldelli, o da Facip. Será que eles estão TOTALMENTE protegidos contra a água da chuva? Para onde eles irão com a chegada da festa?

E mais: dizem que por todo o recinto há pneus, loucas quebradas e outros objetos jogados ao relento podendo se transformar em criadouros do Aedes logo que uma chuva cair, assim como aconteceu hoje. Dizem que nenhum funcionário da Prefeitura aparece lá há muito tempo e a limpeza e retirada dos objetos potencialmente criadores não é feita. 

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h14
[] [envie esta mensagem] []


 
   PRISIONEIROS DA DEMOCRACIA

José Serra - O Estadao de S.Paulo

O Brasil comemora hoje os 25 anos da Nova República. Isso quer dizer que celebra um quarto de século de estabilidade política e de plena vigência do Estado de Direito, o mais longo período da fase republicana com essas características. Na primeira década da restauração da normalidade institucional, a democracia de massas firmou-se e afirmou-se no bojo da nova Constituição. E isso se deu apesar da morte do presidente eleito Tancredo Neves, da superinflação, do sufoco externo e do impeachment do primeiro presidente eleito pelo voto direto desde 1960.

 

A partir da estabilidade de preços conquistada pelo Plano Real, a credibilidade externa foi sendo reconquistada, nosso setor produtivo tornou-se mais competitivo interna e externamente, as fronteiras do comércio se expandiram e, acima de tudo, deflagrou-se um processo cumulativo de acesso das camadas mais pobres a um nível mínimo de bem-estar social. E essa mudança não caiu, como diria alguém, da árvore dos acontecimentos. Foi uma construção.

Durante muito tempo, a imagem do Brasil como o país do futuro foi para nós uma bênção e uma condenação. Se ela nos ajudava a manter a esperança de que um dia transformaríamos nosso extraordinário potencial em felicidade vivida, também nos condenava a certo conformismo, que empurrava, sempre para mais tarde, os esforços e sacrifícios necessários para a superação de limites. Durante um bom tempo, o gigante que um dia acordaria serviu mais à má poesia do que à boa política. E tivemos de dar o primeiro passo, aquele que, pode-se dizer agora, decorridos 25 anos, foi um ato de fato inaugural. E não que a fronteira tenha sido rompida sem oposições de todos os lados.

Certo convencionalismo pretende que a história dos povos se dê numa alternância mecânica de ruptura e acomodação; a primeira engendraria mudanças que acelerariam a história, conduzindo a um patamar superior de civilização; a segunda concentraria as forças da conservação ou mesmo do reacionarismo, sendo fonte de perpetuação de injustiças.

A nossa história de país livre não endossa esse mecanicismo. Sucedendo à monarquia constitucional, a República entrou em colapso em menos de 40 anos. Somente nos anos 90 tivemos o primeiro presidente ? Fernando Henrique Cardoso ? que, eleito pelo voto universal, transmitiu o poder a um presidente igualmente escolhido em eleições livres e que concluiu seu mandato. Em pouco mais de um século de República, o Brasil teve dois presidentes constitucionais depostos, um que se suicidou para evitar a deposição, um que renunciou e outro que foi afastado de acordo com as disposições da Constituição ? no período, o país experimentou duas ditaduras: a do Estado Novo e a militar.

Como se nota, experimentamos mais rupturas do que propriamente acomodação ? e boa parte delas não pode ser considerada um bem. Enquanto aquele futuro mítico nos aguardava, as irresoluções foram se acumulando. Quando o Brasil, na década de 80, se reencontrou com a democracia, era visto como uma das sociedades mais desiguais do planeta, com uma dívida externa inadministrável, uma economia desordenada e uma moeda que incorporara a inflação como um dado da paisagem.

A Nova República teve a coragem da conciliação sem, no entanto, ceder nem mesmo os anéis ao arbítrio. E isso só foi possível porque o povo brasileiro não se deixou iludir pela miragem de uma mudança por meio da força. Entre a democracia e a justiça social, escolhemos os dois. Nem aceitamos que a necessidade da ordem nos impedisse de ver as óbvias injustiças nem permitimos que, para corrigi-las, fossem solapadas as bases da liberdade. O povo ficou ao lado das lideranças que tiveram a clarividência de escolher a transição negociada. Aqueles eventos traumáticos que marcaram os 10 primeiros anos da Nova República não chegaram nem sequer a arranhar a Constituição. Ao contrário: curamos as dores decorrentes da democracia com mais democracia; seguimos Tocqueville e respondemos aos desafios da liberdade com mais liberdade.

Essa vitória da mudança gradual sobre as ilusões da ruptura não se fez sem lutas. Milhões de brasileiros foram para as ruas, em ordem e sem provocações, exigir o voto popular direto para a Presidência e para todos os cargos eletivos. O movimento das Diretas-Já não foi imediatamente vitorioso, mas mostrou sua legitimidade e levou setores que apoiavam o "antigo regime" a perceber que uma nova ordem estava nascendo: a ordem democrática.

Assistimos à Constituinte, às eleições diretas e à plena restauração da soberania popular. Esse tripé da consolidação democrática, com seus corolários ? alternância no poder e transição pacífica ?, são a base institucional que distingue o Brasil do presente daquele da fase da instabilidade. Foi a crença nesses valores que nos permitiu superar a ilusão de soluções radicais e imediatistas. A democracia, tornada um valor inegociável, permitiu que os sucessivos governos pudessem aprender com os erros de seus antecessores e os seus próprios, corrigindo-os, o que concorre para o aperfeiçoamento das políticas públicas.

Não foram erros pequenos nem triviais. Alguns foram monumentais, como o confisco da poupança e a tentação, de um cesarismo doidivanas, de acabar com a inflação "num só golpe", confiscando a poupança popular. A democracia que nos permitia errar de modo fragoroso também nos permitiu um acerto histórico: a implementação, nos governos Itamar Franco e Fernando Henrique, do Plano Real. Ele nasce, sem dúvida, de uma engenharia econômica ímpar, de um rigor técnico até então desconhecido no Brasil nos planos de estabilização, mas acredito que uma das razões de seu sucesso nunca foi suficientemente considerada: ele foi amplamente negociado com a sociedade, com um razoável período de transição entre os dois regimes monetários. Mais uma vez, o gradualismo mostrava a sua sabedoria.

A inflação não morreu com um golpe. Ela morreria com inteligência e democracia.

O significativo avanço das condições sociais e a redução do nível de pobreza no Brasil, hoje exaltados em várias línguas, só se deram por conta de políticas que foram se aperfeiçoando ao longo de duas décadas, como a universalização do Funrural, os ganhos reais no salário mínimo e os programas de transferência de renda para famílias em situação de extrema pobreza. O atual governo resolveu reforçar essas políticas quando percebeu que "inovações" como o Fome Zero e o Primeiro Emprego fracassaram. Também é um dado da realidade que as balizas da estabilidade, cuja régua e compasso são o Plano Real, foram mantidas (mais no primeiro do que no segundo mandato).

O crescimento, o desenvolvimento e o bem-estar não são manifestações divinas. Não estão garantidos por alguma ordem superior, a que estamos necessariamente destinados. Existem em função das escolhas que fazemos. Sou muito otimista sobre as possibilidades do Brasil. Se, antes, parecíamos condenados a ter um futuro inalcançável, hoje já se pode dizer que temos até um passado bastante virtuoso. Mas é preciso cercar as margens de erro para que continuemos num ciclo virtuoso. Dados recentes divulgados pelo IBGE demonstram que voltamos a ter um déficit externo preocupante e que a taxa de investimento está bem abaixo do desejável ? especialmente no caso do setor público ? para assegurar no futuro a expansão necessária da economia e do consumo. Afinal, os desafios que o Brasil tem pela frente ainda são imensos.

Com a Nova República, o Brasil fez a sua escolha pela democracia e pelo Estado de Direito. É essa a experiência que temos de levar adiante, sem experimentalismos e invencionices institucionais. Porque foi ela que nos ensinou as virtudes da responsabilidade ? inclusive a fiscal. Fazemos, sim, a nossa história; fazemos as nossas escolhas, mas elas só são virtuosas dentro de um desenho institucional estável.

Sejamos todos cativos da democracia. É a única prisão que presta seu tributo à liberdade. Assim, repudiemos a simples sugestão de que menos democracia pode, em certo sentido, implicar mais justiça social. Trata-se apenas de uma fantasia de espíritos totalitários. Povos levados a fazer essa escolha acabam ficando sem a democracia e sem a justiça.

 

GOVERNADOR DE SÃO PAULO



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 12h30
[] [envie esta mensagem] []


 
   RECOMEÇO

Recomeçamos a semana sem aulas em algumas escolas estaduais. E os alunos só na expectativa de ter que frequentar as aulas aos sábados para compensar a greve da Apeoesp.

Este foi o último fim de semana do verão.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h13
[] [envie esta mensagem] []


 
   FACIPINHA

Não concordo com a alegação que tem sido dada pela administração para reduzir a Facip a uma festinha de peão, menosprezando o que foi construído há décadas e menosprezando a feira Agrícola, Comercial, Industrial e Pecuária, que é muito mais que um simples festival de música. Na verdade, eles minimizam a Facip para minimizar os custos e, se pudessem, nem fariam nada. O problema é que o desgaste eleitoral seria grande, enorme, inesquecível, histórico. Então fazem meio que de improviso e dizem para o povo que era uma experiência.

Mas ainda que fosse verdade, a cada dia que passa fica claro que a tal "experiência" no formato já está fracassando.

A começar por aquela história de não cobrar ingresso, depois pelo papo de que Vadão iria liberar R$ 300 mil,que caíram para R$ 200 mil...

Ouvi de uma integrante do alto escalão da Prefeitura, na semana passada, que a Comissão do rodeio vai receber R$ 100 mil para fazer essa parte da facipinha e, dias depois, fiquei sabendo que o presidente da mesma comissão é o mesmo que vai explorar a boate, o que, se for verdade, indica que a boate pode ter sido dada como moeda de troca para a realização do rodeio. Ficou sabendo de alguma negociação com outros candidatos? Ela foi oferecida para outros candidatos?

Mais uma vez, se isso for verdade, há que lembrar que o grupo de xiitas que lotam a administração é composto por vários críticos das festas da administração anterior. Espelhavam maldosamente que o empresário que administrava a boate saía com "sacos de dinheiro nas costas". É claro que tudo não passava daqueles boatos maldosos que os xiitas do PT gostam de espalhar. Queriam enfraquecer um candidato a prefeito que era irmão do empresário que eu cito.

Agora eu pergunto: Naquela época a Facip ganhava uma boa grana com a "venda" da concessão da boate. E agora ganha o quê?      

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h09
[] [envie esta mensagem] []


 
   DESAPROPRIAÇÃO

A Prefeitura publicou hoje, na Folha Regional, um decreto de desapropriação amigável ou judicial de um terreno na Rua João Catarino, no Bairro São Judas Tadeu, onde alega, passa uma tubulação de águas pluviais.

"Considerando que em decorrência de sua localização, todas as vezes que há precipitação pluviométrica, a referida tubulação não consegue dar a vazão necesária para evitar a sua inundação, impedindo, assim, que seu proprietário o utilize regularmente", justifica o decreto.

O lote no terreno nº 5 da quadra 20, tem área de 483m² e uma edificação residencial com área de 119,61m².

As despesas decorrentes do presente decreto onerarão dotação própria consignada em orçamento, copm suplementação, se necessário.

Não há informações sobre o que será feito da área desapropriada.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h38
[] [envie esta mensagem] []


 
   CEI DA PETROBRÁS

Estou realmente ansioso para saber o que o prefeito de Jales, Humberto Parini, vai dizer em seu depoimento à CEI da Petrobrás nesta segunda-feira.
Vamos ver se o depoimento vai ser divulgado. Até agora a CEI tem informado o andamento das investigações e até dado informações sobre os depoimentos de gente digamos, "miúda". Vamos ver se com os "peixes grandes" como Parini, Murilo e Anisinho vai ser igual.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h26
[] [envie esta mensagem] []


 
   DIGA-ME COM QUEM ANDAS...

Fiquei boquiaberto, abismado com a reportaem que flagrou Wagner Love no meio de uma festona de taficantes na favela da Rocinha, exibida neste domingo no Fantástico. Um cara que é público, deveria dar exemplos, é atleta, ídolo de alguns acha natural estar na favela no meio dos bandidos. E mais: ser escoltado por traficantes perigosíssimos indicando que tinha estreito relacionamento com eles e foi convidado como "atração" da festa. Posso até imaginar as coisas que essa aizade proporciona para os dois lado. E a passividade do chefe da Polícia Civil, então? Não ví o cara condenar o jogador em hora nenhuma. Um absurdo.

Conhecer bandidos não é coisa dificil numa cidade grande. A gente cresce, estuda, joga bola com um monte de outras crianças e adolescentes que, nem sempre, seguem um caminho ideal. Mas mostrar intimidade, apoiar a festa?? isso é apoiar a atitude deles, os crimes que eles cometem e, pior, emprestar o SEU PRESTÍGIO às suas ações na comunidade.

Absurdo!



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h22
[] [envie esta mensagem] []


 
   RECOMENDO

Leia a crônica de Fábio Fiorani deste domingo do Jornal de Jales e especialmente a parte em que ele comenta a greve da Apeoesp. Muito bom MESMO!!

Recomendo 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h14
[] [envie esta mensagem] []


 
   FEF na ETE

Neste sabado, dia 13, recebemos as visitas dos alunos do 5º ano do Curso Engenharia Ambiental  da Fundação Educacional de Fernandópolis na estação de tratamento esgotos de Jales.

FOTO:

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h12
[] [envie esta mensagem] []


 
   SABESP

Neste sabado, dia 13, a Sabesp recebeu funcionários com filhos da Santa Casa de Jales que deram prosseguimento ao Programa "Nasce uma Criança, Plante uma Árvore". Eles plantaram 230 mudas, referente aos nascimentos no período de  dez/09 a fev/10 na área de reflorestamento da estação de esgotos de Jales.

Fotos:



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h08
[] [envie esta mensagem] []


 
   ALERTA

Leia a impressão do leitor José Carlos Bartolomeu sobre a atuação da imprensa jalesense no caso da limitação do percentual que poderá ser destinado ao pagamento de precatórios, determinada em decreto do prefeito nesta semana e aunciado em primeira mão aqui neste Blog:

Como era de se esperar, nos jornais deste final de semana apenas a Tribuna repercutiu o decreto do prefeito que prorroga a dívida com a família Jalles para até quinze anos. E como era também de se esperar, parece que o advogado da família, doutor Poloto, não ficou nem um pouco contrariado com mais essa pataquada do nosso prefeito. O motivo é mais do que claro: com a prorrogação, o acordo que dava 30% de desconto foi prá cucuia. Isso significa que nossa Prefeitura terá que desembolsar cerca de R$ 1.800.000 a mais, ao longo dos próximos anos, sem contar os juros, que não são baratos. Nosso prefeito, como se vê, fez um péssimo negócio. Mais lamentável que o "bom" negócio cometido pelo prefeito, só a atuação da imprensa jalesense (exceto a Tribuna) que, não sei se por ignorância ou rabo preso mesmo, simplesmente se omitiu, deixando os leitores na mão. Inclusive o Jornal de Jales, que vive falando em credibilidade, mas a cada dia que passa demonstra que não tem compromisso com a notícia.
zé carlos | josecarlosbartolomeu@hotmail.com | jales | serra | ???? |  14/03/2010 19:21

Mas façamos uma ressalva, José Carlos.A imprensa à qual você se refere é especialmente a "escrita". No caso da "falada", a Rádio Assunção já falou sobre o assunto e duas edições do Jornal do Povo. A primeira em entrevista do secretário Rubens Chaparim e a segunda nesta semana que passou com declaração do próprio prefeito.Essa última foi por minha sugestão.Talvez aidna na semana que ocmeça hoje, o Antena Ligada também aborde o tema que é de fundamental interesse público. Vamos acompanhar ao fim da semana, você volta e me diz se houve essa omissão.     



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h52
[] [envie esta mensagem] []


 
   CAMPANHA -DOAÇÕES OCULTAS

Do Blgo do Josias

Nas eleições municipais de 2008, os quatro maiores partidos políticos do país amealharam R$ 184,7 milhões em doações ocultas.

O PT frequenta o topo do ranking. O PSDB vem em segundo, seguido de perto pelo DEM. Na lanterna, o PMDB.

 

Eis os montantes amealhados pelo G-4, o grupo dos quatro grandes:

 

PT: R$ 74,1 milhões.

PSDB: R$ 42,9 milhões.

DEM: R$ 41,4 milhões.

PMDB: R$ 26,3 milhões.

 

Prevista em lei, a doação oculta não se confunde com o caixa dois. É um tipo de contribuição eleitoral que premia as empresas com o anonimato.

 

Funciona assim: em vez de doar verbas aos comitês eleitorais, as empresas doam aos partidos, que se encarregam de repassar o dinheiro aos candidatos.

 

Na hora de prestar contas à Justiça Eleitoral, os candidatos informam ter recebido as doações dos respectivos partidos. E as logomarcas dos doadores ficam à sombra.

 

Na eleição de 2010, que movimentará volume bem maior de dinheiro, o TSE quer acabar com a brincadeira. Baixou resolução que inibe o esconde-esconde.

 

Pelas novas regras do Tribunal Superior Eleitoral, o partido continua autorizado a receber doações de campanha, como prevê a lei. Porém...

 

Porém, o dinheiro não poderá mais ser levado ao caixa partidário. Terá de ser depositado em conta bancária aberta exclusivamente para a eleição.

 

A identificação da empresa passa a ser obrigatória tanto no caso dos repasses feitos a partidos como nas doações carreadas diretamente aos candidatos.

 

A investida do TSE produziu uma união partidária instantânea. Coisa rara na política. O G-4 analisa a melhor forma de recorrer contra a luminosidade.

 

Ouça-se, por oportuno, o presidente do PT, José Eduardo Dutra. Ele falou à Agência Globo:

 

“A partir do momento em que você abre uma conta para as eleições, e o depósito é feito, o dinheiro passa a ser do partido. Como vai saber se ele veio deste ou daquele doador?”

Para Dutra, as regras do TSE são um convite ao caixa dois: “Qualquer tipo de inibição à doação legal pode acabar nisso. De boas intenções, o inferno está cheio”.

 

Vice-presidente do DEM, o deputado Antônio Carlos Magalhães Neto (BA), acha que os prejuízos serão maiores para os partidos de oposição. Por quê?

 

ACM Neto diz que parte do empresariado opta pela doação oculta para fugir à retaliação das legendas aboletadas na máquina estatal.

 

O deputado Henrique Eduardo Alves (RN), líder do PMDB, enxerga no movimento do TSE uma interferência descabida na autonomia das legendas:

 

“Os partidos têm estratégias internas de fortalecer as campanhas de um Estado, grupo ou candidato. Agora, perdem autonomia sobre os recursos”.

 

O tucanato encomendou um estudo sobre o impacto das regras baixadas pelo TSE. A coisa fica pronta na próxima terça.

 

A reação suprapartidária é um indicativo do acerto do TSE. Doação oculta é algo incompatível com a era da informação.

 

Tomados pelo gogó, todos os políticos desfraldam a bandeira da transparência. Porém...

 

Porém, quando estão em jogo os seus interesses financeiros, preferem a limpidez do cristal Cica. Um acinte.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h49
[] [envie esta mensagem] []


 
   BILIONÁRIO

Dizem que ele é um dos testas de ferro do Lulla. Não posso dizer com certeza, mas que o crescimento relâmpago dele é estranho, isso é. Veja a reportagem de Época sobre Eike Batista, o homem mais rico do Brasil e o 8º mais rico do MUNDO.

No início de 2008, o empresário Eike Batista afirmou que seu maior sonho era se tornar o homem mais rico do mundo, dentro de cinco anos. Quase ninguém o levou a sério. Ele era rico, muito rico, conhecido por sua capacidade extraordinária de multiplicar o patrimônio. Mas estava longe dos ícones do capitalismo dos dias de hoje: o megainvestidor americano Warren Buffett, o criador do império da Microsoft, Bill Gates, o magnata mexicano das telecomunicações, Carlos Slim, entre outros. Dois anos depois, seu projeto já não parece galhofa. Eike foi o bilionário que mais ganhou dinheiro no ano passado – sua fortuna aumentou em US$ 19,5 bilhões, segundo a revista americana Forbes, que anualmente publica a lista dos mais ricos do mundo.

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI126833-15259,00-EIKE+O+HOMEM+DOS+US+BILHOES+TRECHO.html

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h46
[] [envie esta mensagem] []


 
   COMISSÃO

Duvida da VEJA? Então não leia porque vai achar, como o Poletto e outros alienados, que é armação política, que é a mídia boicotando o PT e outras besteiras mais.

Porém, se acha que a maior (em faturamente e leitores) tem alguma credibildiade, leia com atenção o que vai através deste link.É a matéria de capa desta semana.

http://veja.abril.com.br/170310/pedagio-pt-p-058.shtml

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h36
[] [envie esta mensagem] []


 
   IVES GANDRA - PERFEITO

Ouça e veja o que esse cara diz. Quer me conhecer?? Ouça o que diz Ives.Suas posições são PERFEITAS!! Não há detalhes, não há qualquer ruga. O que ele fala é o que eu defendo.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h19
[] [envie esta mensagem] []


 
   EXEMPLO

Deu no G1

Uma bela atitude da goleira americana Bryane Heaberlin marcou a vitória de 9 a 0 dos Estados Unidos sobre o Haiti, na última quarta-feira, pela primeira rodada da campeonato Sub-17 de futebol feminino da Concacaf. Em vez de comemorar o nono gol de sua equipe com as companheiras, ela foi em direção a Alexandra Coby, arqueira adversária, que chorava copiosamente após sofrer mais um tento, e deu um forte abraço na colega de profissão.

Sensibilizadas, as demais jogadoras americanas repetiram o gesto de Heaberlin, arrancando lágrimas de todos no estádio Alejandro Morera Soto, em Alajuela, na Costa Rica, onde está sendo realizada a competição. Há dois meses o Haiti foi devastado por um terremoto que deixou mais de 200 mil mortos e três milhões de desabrigados.

- Eu a vi chorando e isso foi muito duro para mim. Ela também é uma goleira e nós temos esse laço. Além disso, eu sei que ela perdeu pessoas próximas. Por isso dei um grande abraço e disse que ela foi muito bem, afinal, ela veio participar do torneio apesar de tudo que aconteceu. Tenho um respeito enorme por ela - afirmou Bryane, em entrevista ao site oficial da federação americana de futebol.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h56
[] [envie esta mensagem] []


 
   PRECATÓRIOS

Leia bem a notícia da Assessoria da Câmara Federal.Preste atenção no termo "PODERÃO". Ele é importantíssimo!! A PEC diz que os municípios poderão limitar e não que deverão limitar, portanto, o que ouvir em contrário é mentira.

Mudanças nas regras de pagamento de precatórios

 

O Plenário aprovou a PEC dos Precatórios (351/09), que muda as regras de pagamento desses títulos e permite a realização de um leilão no qual o credor poderá propor descontos para receber os valores em prazo menor sem aguardar a ordem cronológica. A proposta já foi promulgada como Emenda Constitucional 62.

Idosos com 60 anos ou mais e os portadores de doença grave terão preferência sobre os demais na ordem cronológica no caso de pagamento de precatórios de créditos alimentícios, que são os relativos a salários, vencimentos, proventos, pensões, benefícios previdenciários e indenizações por morte ou invalidez.

Estados e municípios poderão limitar o pagamento mensal de precatórios a percentuais de sua receita corrente líquida enquanto o valor total a pagar for superior aos recursos vinculados por meio desses índices. Alternativamente, poderão adotar, por 15 anos, cálculos semelhantes, em base anual, para encontrar os valores a pagar segundo o total de precatórios devidos.

Metade dos recursos deverão ser usados para o pagamento de precatórios em ordem cronológica e a outra metade poderá ser destinada ao pagamento de precatórios por meio de leilão com deságio.

Dúvidas? Então leia a PEC neste link e consulte especialmente a parte que fala sobre as opções.

http://www.camara.gov.br/sileg/integras/647309.pdf 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 14h43
[] [envie esta mensagem] []


 
   FICHA LIMPA

Ontem, 11, foi realizado no Rio de Janeiro (RJ) um ato público em apoio ao projeto “Ficha Limpa”, que pretende impedir a candidatura de políticos com pendências com a justiça, alterando a lei de inelegibilidade. Durante o ato, a arquidiocese cobrou pressa na aprovação do Projeto, que deverá ser entregue ao presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, no dia 17 de março, para ser encaminhado à votação logo depois da Semana Santa.

O objetivo do ato, que contou ainda com a presença da sociedade, é manter a mobilização em torno do projeto, que já arrecadou 1,6 milhão de assinaturas a favor da aprovação.

A necessidade e a importância do apoio da sociedade ao projeto “Ficha Limpa” foram bastante reafirmadas no encontro. Dom Orani falou sobre o papel do Rio e da Igreja nesse trabalho. “O Rio de Janeiro tem uma visibilidade nacional para chamar a atenção de todo o Brasil para não deixar morrer essa ideia e continuar acompanhando o que está acontecendo [...] e eu creio que o grande papel da Igreja é tentar encontrar maneiras éticas de ajudar o Brasil a ser cada vez melhor”, disse o arcebispo.

Os deputados Chico Alencar e Antônio Carlos Biscaia lembraram que o “Ficha Limpa” caminha com o mesmo propósito da Campanha da Fraternidade 2010. Segundo eles, um homem público não tem como servir a dois poderes: a Deus e ao dinheiro. “Essa legitimação permanente dos representantes serve para combater algo que a Campanha da Fraternidade lembra com as palavras de Mateus: ‘Não se pode servir a Deus e ao dinheiro’. Na política institucional, o deus do dinheiro predomina”, lembrou Chico Alencar.

Os encontros continuarão acontecendo até o dia 17. Esta semana, o grupo estará também em Vitória (ES), para mais um ato público. Belo Horizonte (MG) também consta no programa.

Participaram do evento o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta; a diretora executiva do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Jovita José Rosa, o relator do grupo de trabalho do projeto “Ficha Limpa”, deputado Índio da Costa, o representante da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP) do Regional Leste 1 da CNBB (Rio de Janeiro), Marcelo Lavennère, e os deputados Chico Alencar e Antônio Carlos Biscaia, que subescreveram o projeto.

Em coletiva de imprensa, nesta quinta-feira, 11, o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Geraldo Lyrio Rocha, disse que foi um “grande avanço” o Projeto Ficha Limpa ter chegado ao ponto que está em tramitação no Congresso. No entanto, ele destacou que a CNBB espera que o projeto seja aprovado ainda para as eleições de outubro. “Esperamos ter eleições ainda este ano com fichas limpas”. Dom Geraldo disse ainda que a CNBB vai acompanhar com interesse a entrega do texto ao presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, na quarta-feira, 17.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 14h36
[] [envie esta mensagem] []


 
   PROCON

O secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania, Luiz Antonio Marrey, e o diretor-executivo da Fundação Procon-SP, Roberto Pfeiffer, apresentaram nesta sexta-feira, 12, o Cadastro de Reclamações Fundamentadas e o ranking das empresas mais reclamadas em 2009.

Os fornecedores Telefônica, Itaú, Eletropaulo, Sony Ericsson e Tim são os cinco primeiros colocados do ranking de reclamações 2009. A lista contém apenas reclamações fundamentadas, ou seja, demandas de consumidores que não foram solucionadas, sendo necessária a abertura de processo administrativo para serem trabalhadas pelo órgão junto aos fornecedores.

A Fundação Procon-SP agrupou os fornecedores de uma mesma marca para facilitar a leitura dos dados por parte do consumidor. O parâmetro aplicado foi o modo como a empresa é apresentada ao público.

A área de Serviços (água, telefonia, luz, escola, clubes, oficina mecânica, etc.) foi a que registrou o maior número de reclamações, 57%, seguida pela de Assuntos Financeiros (bancos, cartões de crédito, financeiras etc.), 22%. As áreas de Produtos (móveis, eletrônicos, vestuário, etc.), Saúde (planos de saúde, cosméticos medicamentos, etc.), Habitação e Alimentos concentraram, respectivamente, 18%, 3%, menos de 1% e menos de 0,1% das reclamações fundamentadas.

No ranking de 2009, chama a atenção o fato de que as empresas de telefonia (fixa e móvel) e de energia elétrica, que são serviços de prestação contínua e essenciais ao dia a dia do consumidor, somaram 49% do total de reclamações fundamentadas. Esse dado que revela que as empresas, que atuam praticamente sozinhas no mercado, não estão conseguindo dar solução para problemas que elas mesmas causam aos seus clientes, obrigando-os a procurar um órgão de defesa do consumidor. Outro setor que se destaca é o das instituições financeiras que apresenta quatro empresas entre as dez primeiras colocações.

A Fundação Procon-SP notificou as vinte primeiras empresas colocadas do ranking, assim como as três primeiras de cada área, questionando o alto índice de reclamações funda mentadas e exigindo metas de redução das demandas.

Veja o ranking das empresas que tiveram maior número de reclamações.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 14h25
[] [envie esta mensagem] []


 
   CONVERSA MOLE

O prefeito de Jales disse hoje em entrevista a Osmar Rezende, no Jornal do Povo, que a Assessoria Jurídica da Prefeitura ainda não Sabe se o decreto que limita o pagamento de precatórios em 1,5% do arrecadado pela Prefeitura é vantajoso ou não para as contas do município. Conversa mole pra boi dormir.

Ora, se não fosse vantajoso, alguém acha que ele faria a adesão e publicaria o decreto tão rápido?? E dizer que o Congresso OBRIGOU as Prefeituras também não é verdade. O Congresso AUTORIZOU apenas.

Outra coisa: Ele mesmo admitiu que a limitação do pagamento de precatórios em 1,5% do que o município arrecada vai limitar os pagamentos a algo em torno de UM MILHÃO DE REAIS, que é menos que a parcela paga anualmente à Família Jalles, cerca de R$ 250 mil a mais que isso. E o resto?? É preciso ficar claro, então vou frisar bem: Limitar o pagamento de precatórios em 1,5% do que o município arrecada é dizer que nem a parcela com a Família Jalles será paga.

Alguém duvida que será vantajoso? Para a Prefeitura, claro, mas para os seus credores...   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h55
[] [envie esta mensagem] []


 
   GOVERNO NÃO CUMPRE PROMESSA HABITACIONAL

Do UOL Notícias

Dados encaminhados pela Caixa Econômica Federal (CEF) ao Tribunal de Contas da União (TCU) mostram que quase 262 mil moradias foram financiadas no âmbito do programa “Minha Casa, Minha Vida”, até dezembro de 2009, informa o site Contas Abertas. De acordo com os valores informados pelo banco, os investimentos no programa já envolveram aproximadamente R$ 13 bilhões, o que representa 38% dos R$ 34 bilhões previstos até 2011. Para o TCU, no entanto, é oportuno acompanhar, além dos valores, o ritmo de conclusão das moradias, já que, até dezembro, somente 1.221 unidades habitacionais haviam sido concluídas. A meta do programa, que completa um ano de existência neste mês, é entregar um milhão de casas.

A Caixa encaminhou informações detalhadas dos empreendimentos do “Minha Casa, Minha Vida” por município, unidade da federação e região geográfica, com os respectivos valores aplicados, fonte de recurso e número de moradias contratadas e concluídas por faixa de renda beneficiada, com a posição até dezembro de 2009. Do total de moradias contratadas ou financiadas pelo banco, conforme o segundo relatório de inspeção do TCU, 61% concentra-se na faixa de renda mais carente da população.

A partir dessas informações, o tribunal realizou comparações entre as metas estipuladas pelo governo federal e seu estágio de cumprimento até o final de 2009. Para facilitar a compreensão do assunto, o tribunal dividiu a análise da execução física e financeira do programa em dois tópicos, um referente aos empreendimentos contratados com pessoas jurídicas, e outro relativo às contratações efetivas com pessoas físicas.

Dos 262 mil empreendimentos, 78% foram contratadas por intermédio de pessoas jurídicas, quando os imóveis são de propriedade exclusiva do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e integram seu patrimônio até que sejam alienados às famílias. Depois de concluídos, os imóveis são adquiridos por venda direta com parcelamento. A apuração do tribunal mostra que 141,3 mil unidades habitacionais foram contratadas para atender famílias com faixa de renda de até três salários mínimos. Essas operações, financiadas com recursos FAR, envolveram o montante acumulado de R$ 5,9 bilhões até dezembro.

Além disso, para a faixa de renda de três a seis salários mínimos, houve a contratação de 46,2 mil moradias, também via pessoa jurídica. Já em relação à faixa de renda de seis a dez salários, as planilhas encaminhadas pela Caixa indicam que teriam sido contratadas 16,3 mil unidades habitacionais no país. Em valores, as operações para essas duas faixas de renda alcançaram o montante financiado de aproximadamente R$ 4,4 bilhões, divididos entre recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e da poupança (SBPE).

Segundo o relatório do tribunal, outras 57,8 mil unidades habitacionais foram contratadas diretamente com pessoas físicas, por meio de financiamentos que envolvem somente recursos do FGTS e do Orçamento Geral da União (OGU). As regiões Sul e Sudeste lideram em número de contratos assinados, com 72% do total. Das operações de financiamento às pessoas físicas beneficiárias do programa, aproximadamente R$ 1,6 bilhão foi financiado pela Caixa mediante a concessão de cartas de crédito para a aquisição de moradias, e outro R$ 1,1 bilhão representou o valor subsidiado pelo FGTS e pelo OGU.

Cerca de 82% das contratações diretas com pessoas físicas foram efetuadas visando à aquisição de imóveis novos (44%) e à construção individual pelas famílias beneficiadas (38%). O restante ficou dividido entre o apoio a produção de moradias, por meio do financiamento do empreendimento pela Caixa, a alocação de recursos, em que a Caixa compromete-se com o financiamento da pessoa física após a conclusão do imóvel, e a aquisição de imóveis na planta pelas pessoas físicas.

Não há prazos

O presidente Lula e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, já disseram várias vezes que não é possível definir prazos para a conclusão das obras do programa, e que a responsabilidade é unicamente das empresas a serem contratadas para a empreitada. “Quando o governo se recusa a dar prazos, ele diz o seguinte ‘nós demos as condições para se fazer’ e está garantindo todas as condições para quem vai executar. Como vou colocar metas e exigir que uma empresa privada cumpra estas metas?”, justificou Dilma assim que lançou o programa, em março de 2009.

“Nosso objetivo é assegurar que as famílias que realmente precisam possam pagar as prestações da casa própria”, reforçou a ministra, ao lembrar que em mais de 25 anos “nunca se fez um programa para enfrentar o déficit habitacional”, hoje estimado em mais de 7,2 milhões de moradias, dentro os quais 91% na faixa de famílias com renda entre zero e três salários mínimos.

Já para o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Paulo Safady Simão, este ano deverão ser contratadas um milhão de casas do "Minha Casa, Minha Vida", e 300 mil unidades serão entregues. O dirigente afirma que o governo deverá lançar no dia 29 de março, juntamente com a segunda edição"do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) a "extensão" do programa habitacional. No entanto, ele não adiantou quantas casas deverão ser incluídas na extensão do programa.

Monitoramento trimestral

O monitoramento do “Minha Casa, Minha Vida” teve início ainda no ano passado, por solicitação da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal. A ideia é acompanhar a execução física e financeira do programa, “tendo em vista o alcance social e o volume de recursos envolvidos”. A principal meta do programa é a redução do déficit habitacional brasileiro em 14%, por meio da construção de um milhão de novas casas e apartamentos para a população de baixa renda.

Para a faixa de renda mais baixa da população, que recebe até três salários mínimos, a meta a ser atingida é de 400 mil novas moradias. No caso da faixa de renda de três a seis salários, a meta também é de 400 mil unidades habitacionais, enquanto que 200 mil moradias devem ser obtidas para a faixa de renda de seis a dez salários.

Segundo informações da CEF, o valor máximo do imóvel financiado não pode ser maior que R$ 130 mil nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e no Distrito Federal, R$ 100 mil nos municípios com mais de 500 mil habitantes e demais capitais estaduais e seus municípios limítrofes e R$ 80 mil nas demais cidades.

O próximo relatório do tribunal sobre a execução física e financeira do programa “Minha Casa, Minha Vida” está sendo produzido com base nos resultados dos três primeiros meses deste ano. Por enquanto, segundo o TCU, "considerando que o programa ainda está em seu início e que a meta de um milhão de casas é relativo ao triênio 2009-2011 [prazo que o governo não confirma], entende-se oportuno continuar acompanhando o ritmo de conclusão das moradias contratadas nos próximos monitoramentos".

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h42
[] [envie esta mensagem] []


 
   PROPAGANDA ANTECIPADA

Deu na Folha

O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Felix Fischer aceitou a acusação de propaganda eleitoral antecipada contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a chefe da Casa Civil, ministra Dilma Rousseff, e votou pelo pagamento de multa no valor de R$ 5 mil, para cada um.

O voto foi apresentado no julgamento de recurso protocolado pela oposição contra decisão do ministro auxiliar Joelson Dias que havia considerado improcedente a acusação. O julgamento, contudo, não foi concluído por um pedido de vista do ministro Fernando Gonçalves.

Os partidos DEM, PPS e PSDB se basearam nos discursos proferidos por Lula e Dilma na inauguração da barragem Setúbal, em Minas Gerais, em 19 de janeiro de 2010, ao fazerem a acusação de propaganda antecipada. A propaganda eleitoral é permitida apenas a partir de 5 de julho.

Segundo a ação, o presidente afirmou, no discurso, que é importante que o governo inaugure o "máximo de obras possível" até o fim de março para "mostrar quem foram as pessoas que ajudaram a fazer as coisas nesse país".

O voto do ministro Joelson Dias pelo não recebimento do recurso foi acompanhado dos ministros Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia. Felix Fischer, por sua vez, pediu vista e apresentou hoje (11) um voto divergente.

"Até três meses antes do pleito, autoridades podem participar de inaugurações, mas não podem incutir um candidato no imaginário do eleitor. Ainda que não haja pedido explícito de voto, trata-se de propaganda disfarçada", opinou Fischer.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   MENOS FISCAIS

Deu no Estadão

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta sexta-feira, 12, em entrevista à Rádio Banda B, logo que chegou a Curitiba, a máquina fiscalizadora do Estado, reclamando que muitas vezes ela não permite que as obras aconteçam. "Sou favorável a toda e qualquer fiscalização que façam, até 24 horas, via satélite. Acontece que as coisas são complicadas. Muitas vezes as pessoas levantam suspeitas de uma obra, paralisa a obra e só depois da obra paralisada chega a conclusão que está correta. Quem paga o prejuízo da obra paralisada? Não aparece. O povo brasileiro paga porque não tem obra", disse.

Veja também:

link No Paraná, Lula inaugura obra do PAC vetada pelo TCU


Segundo ele, é preciso encontrar "novos mecanismos" de fiscalização. "Temos uma máquina de execução frágil e mal remunerada e temos uma máquina de fiscalização altamente modernizada. Há um descompasso e é preciso um ajuste para as obras poderem andar." As palavras de Lula foram ditas antes de ele chegar à Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, onde inaugura a primeira etapa das obras de modernização e ampliação, que devem se encerrar somente em 2012.

Principal obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Paraná, o Repar foi uma das quatro obras da Petrobras que o Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou que fossem impugnadas. Em 2009 o TCU apontou problemas em 19 dos 52 contratos da refinaria. Os editais do empreendimento, que deve receber investimento de 5,4 bilhões da Petrobrás até 2012, teriam restringido a competitividade e os contratos apresentariam indícios de superfaturamento, segundo o tribunal.

A decisão do TCU foi incluída na Lei Orçamentária para 2010, que recebeu o veto do presidente, garantindo a continuidade da obra. No dia 10 de fevereiro, a Câmara dos Deputados aprovou os vetos do presidente à Lei Orçamentária, sacramentando a decisão.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h26
[] [envie esta mensagem] []


 
   LANÇAMENTO

Deu na VEJA

A campanha do governador de São Paulo José Serra à Presidência da República vai começar oficialmente após a Semana Santa. A data foi escolhida pelo tucano porque ele não quer correr o risco de ver sua festa ofuscada pelo lançamento do PAC 2, em 29 de março, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff.

Ainda assim, Serra deve deixar, no final deste mês, o cargo de governador para poder disputar a eleição. Isso porque o tucano precisa atender à chamada "desincompatibilização", ou seja, não pode ocupar cargo público durante a campanha eleitoral

A data do anúncio oficial da candidatura de Serra veio também após pressões da cúpula do PSDB. Os líderes do partido esperam há mais de quatro meses pela decisão do governador e não queriam, justamente agora, ter de dividir a cena com o PT. A legenda pretende esticar o lançamento em mais de uma etapa. Dessa forma, os tucanos querem potencializar o ganho político do ingresso do governador na corrida presidencial e compensar o desgaste dentro do partido pela demora de Serra em assumir-se candidato.

Haverá, portanto, duas solenidades: a despedida do governo e o anúncio da candidatura de Geraldo Alckmin a governador; e o lançamento nacional em grande estilo, com aliados e tucanos de todo o Brasil reunidos em Brasília, para mostrar unidade do partido em torno do candidato.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h19
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Dia 07/03/2010 foi um dia muito especial na vida de José Ricardo Rodrigues Silva (EDEM Musical – Jales). Os 55 anos dele foram comemorados pela família, em Jales, com alguns amigos que foram cumprimentá-lo no dia 06/03, sábado à noite e que esperaram até a meia noite para cantar o parabéns a você no dia certo.

Dona Gilda encarregou-se de preparar os escondidinhos de Bacalhau e de Carne Seca, regados a vinho, cerveja e refrigerantes.

O tradicional bolo de chocolate da Dona Gilda não poderia faltar e a filha Giana demonstrou que puxou à avó e à mãe também servindo uma deliciosa Torta de Limão preparada por ela.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 03h39
[] [envie esta mensagem] []


 
   LINCHAMENTO

Morando já há muito tempo em São Paulo, reconheço que estou mais habituado às coisas desse Estado do que as do meu mesmo. Gosto de São Paulo, entendo a sua pluralidade, o seu gigantismo e a sua cultura. Conheço melhor o interior paulista do que o fluminense e chego a estranhar um pouco sotaque da minha família. Mas, claro, não esqueço as minhas origens e as preservo com todo o carinho. Ela faz parte da minha personalidade e da minha identidade, até profissional. O apelido me foi dado, ou melhor, imposto pelo pessoal da antiga Antena 1, em 1986, quando me mudei para Jales pela primeira vez. No começo eu até rejeitei o “nome artístico”, mas não gostava do meu nome e foi o Dr. Wanderley que deu a cartada final. Ele disse um dia na sala dele, na Rua 24, que eu deveria ser chamado de Alexandre Carioca. Ele estava acostumado com os nomes de jogadores do CAJ e achou que combinava com radialista. Mas eu respondi : “aí, não! Ou uma coisa ou outra”. E como todo mundo já sabia que quem estava na rádio era o cara do Rio de Janeiro, o carioca que tinha acabado de chegar, ficou o apelido mesmo que perdura até hoje. É a minha identidade.Está no meu nome como Jesus está no meu braço, tatuado.

Digo isso pra destacar que só costumo mesmo lembrar que sou Carioca em ocasiões especiais, como no carnaval, no desfile da Mocidade de Padre Miguel (onde minha família vive até hoje) ou quando o Botafogo entra no Engenhão. Nessas ocasiões eu me emociono mesmo “viajo” até lá.

Hoje aconteceu uma dessas ocasiões. Não gosto dele, não voto nele. O acho um demagogo puxassaco do Lulla, mas o choro do governador Sérgio Cabral ao lamentar a demagogia dos deputados na partilha do pressal foi uma dessas coisas que me lembram que sou carioca. Nunca vi um governador chorar e aquilo me impressionou.

Concordo com ele que foi uma irresponsabilidade tamanha que só acontece em ano eleitoral. A se confirmar a mudança, o crime será estendido à população do Estado do Rio que perde a grande maioria de seus recursos e, segundo o governador, pode ficar inviável administrativamente. A covardia dos deputados só não foi maior do que a de Lulla que havia dado garantias de que a PEC não passaria e prometeu empenhar os seus aliados para garantir isso. Não o fez. Foi exatamente a base aliada de Lulla que arrancou do Estado do Rio o direito de receber a compensação pelo que produz.

Como disse o Governador, “foi um linchamento contra o Rio".

"Na história do Rio houve algumas decisões que prejudicaram o estado, como, por exemplo, a mudança da Capital Federal para Brasília. Em um estado de direito democrático nunca vi nada parecido, tratando o Rio e a legalidade dessa forma." 

 

Veja a matéria veiculada hoje no RJ TV, da Rede Globo.

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h59
[] [envie esta mensagem] []


 
   COMENTÁRIOS

 

Por favor, leiam os comentários. Quando lancei este Blog, resolvi abrir espaço para comentários sobre o que posto para tornar este espaço um forum de debates plural, civilizado e democrático, como Jales NUNCA TEVE. É claro que sempre há os aproveitadores, os covardes e os antidemocráticos que tentam usar o espaço para "estragar a brincadeira". Não estão acostumados com isso e defendem a democracia somente para os que têm opinião igual a deles ou para os que não têm opinião. "Defendo a democracia, mas se falar de mim, vai ver!!".

 É assim que funciona. 

Mas eles não terão sucesso!! Quanto mais me ameaçam, com conversas como "vamos partir pra cima deste carioca", mais energia me dão. Mais reforçam o meu objetivo de exercer plenamente o meu direito de opinar, me manifestar, enfim, falar o que penso. Ainda que dirtorçam o que eu disse. 

E mais: a despeito deles, manterei aberto a vocês o mesmo espaço que destino a mim. Ao contrário deles, respeito o direito de vocês de discordar do que digo. Os comentários de vocês continuarão a ser postados normalmente, mas somente para quem quiser "brincar" dentro das regras da "brincadeira".

Para os outros, colocarei um mata burro.   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h25
[] [envie esta mensagem] []


 
   CAMPANHA DA FRATERNINADE 2010

Faz algumas semanas que eu quero fazer um comentário sobre o tema da Campanha da Fraternidade deste ano, “Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”. Andei lendo o documento que é meio extenso, mas nos remete a boas reflexões. É claro que se trata da minha opinião particular e pode ter erros de interpretação, mas é a minha opinião e vou postar abaixo alguns trechos que me fizeram formá-la.

Entretanto, é a frase tema que fortalece a minha interpretação e foi com base nela que busquei etender o texto inteiro. A frase/alerta é de Jesus e foi extraída do Evangelho de São Matheus. “Não acumuleis para vós tesouros na terra, onde as traças e os vermes arruínam tudo, onde os ladrões arrombam as paredes para roubar. Mas acumulai para vós tesouros no céu.” (Mt 6,19-20a). Ninguém pode servir a dois senhores: ou odiará a um e amará o outro, ou se apegará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a

Deus e ao Dinheiro” (Mt 6,24).

Parece óbvio que não se pode servir a Deus e ao dinheiro, mas na prática, não é bem assim e me parece que é isso que a campanha tenta ressaltar. As palavras de Jesus e seus exemplos de vida fraterna e caridosa são o caminho a ser seguido, portanto, aqueles que dizem seguir seus ensinamentos não podem servir a outro senhor, o dinheiro.Muito menos ao egoísmo, à crueldade, à exploração dos mais fracos e à concentração de riqueza para seus interesses particulares. A riqueza é para todos.Precisa ser para todos. Como diz a anúncio da campanha no rádio, a concentração do lucro tem outra face, a da misérria e da exclusão social. 

Não se pode explorar seus empregados, roubando-lhes direitos trabalhistas, humilhando-os e usurpando-lhes a chance de progresso e desenvolvimento pessoal e familiar, muito menos fazendo-os trabalhar até a exaustão e sem lhes dirigir tratamento com o respeito e igualdade que merecem; não se pode explorar a boa fé alheia, oferecendo produtos que não correspondem ao que anuncia, muito menos explorar a necessidade alheia, elevando preços de seus produtos até patamares extorsivos a quem deles necessita.Não se pode lucrar com a miséria nem com a doença alheia. Que tem poder econõmico deve saber usá-lo também em benefício de todos e não para manter os menos poderosos ainda menos poderosos.

É preciso oferecer oportunidades iguais para que todos sejam beneficiados pelo crescimento econômico.

Não é possível, como a frase/tema diz, se dizer seguidor das palavras e dos exemplos de Jesus e ao mesmo tempo ignorar a pobreza que o circula ou que bate à sua porta. Não foi isso que Jesus ensinou!! De uma forma ou de outra, fará o que ele disse. Ou escolhe a frase “acumulai para vós tesouros no céu” ou escolhe a frase “se apegará a um e desprezará o outro”.

De pouco adianta freqüentar a igreja tosos os domingos, se já na segunda-feira não segue o foi dito lá. Se na segunda-feira vai servir ao dinheiro e não a Deus.

É preciso ir à igreja e servir a Deus. É preciso ir á igreja e seguir o que disse Jesus: “Não acumuleis para vós tesouros na terra, onde as traças e os vermes arruínam tudo, onde os ladrões arrombam as paredes para roubar. Mas acumulai para vós tesouros no céu.”

E para fazer isso é preciso ter sempre em mente que a economia, o crescimento econômico é feito para beneficiar A TODOS sem diferença, para promover o bem comum.

Não é cndenável ser rico, desde que saiba dividir a riqueza e usá-la também em benefício do bem comum. Não se pode esquecer que tudo que se tem, lohe foi permitido por Deus.Tudo!!

Veja abaixo em azul parte do que diz o texto da campanha. Se quiser lê-lo inteiro clique no link para o site da CNBB (http://www.cnbb.org.br/site/component/docman/cat_view/241-cf/242-cf-2010). Leia e pondere se você tem servido MESMO a um único senhor.

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h56
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Para se estender a conciliação entre o Bem Comum e o bem

particular, é indispensável o exercício de duas Virtudes – a caridade

e a justiça – que são o liame interior da vida social, a primeira

ensina a vencer o egoísmo e incute a consciência de sociedade que

une todas as pessoas; a segunda estabelece o reconhecimento e o

respeito aos direitos do “outro”, seja este o indivíduo, um grupo

social intermediário, ou a própria sociedade.

Economia significa literalmente

“administração da casa”, tem o sentido de providenciar tudo que é

necessário à sobrevivência.

Uma constante no pensamento social cristão é o caráter humano da

economia, como atividade realizada por pessoas, devendo orientar-se

ao serviço das pessoas, como o centro, protagonistas e razão de ser

da vida econômica e social.

Os objetivos desta Campanha da Fraternidade Ecumênica são:

“Colaborar na promoção de uma economia a

serviço da vida, fundamentada no ideal da cultura da paz, a partir

do esforço conjunto das Igrejas Cristãs e de pessoas de boa vontade,

para que todos contribuam na construção do bem comum em

vista de uma sociedade sem exclusão”.

 Este objetivo exige que haja justiça social, consciência ambiental,

sustentabilidade, empenho na superação da miséria e da

fome e, de um modo geral, que se considere com atenção especial,

a dignidade da pessoa e o respeito aos direitos humanos.

• Sensibilizar a sociedade sobre a importância de valorizar

todas as pessoas que a constituem.Buscar a superação do consumismo, que faz com que o

“ter” seja mais importante do que as pessoas.

• Criar laços entre as pessoas de convivência mais próxima,

em vista do conhecimento mútuo e da superação tanto do

individualismo como das dificuldades pessoais.

• Reconhecer as responsabilidades individuais diante dos

problemas decorrentes da vida econômica, em vista da

própria conversão.

Um ideal de justiça econômica que sirva e sustente a vida só

poderá tornar-se realidade pela ampliação do exercício da democracia

e se forem estabelecidas também metas para se atingir a

plena sustentabilidade. Para se atingir os objetivos da CFE 2010,

são adotadas as seguintes estratégias:

• Denunciar a perversidade de todo modelo econômico que

vise em primeiro lugar o lucro, sem se importar com a desigualdade,

miséria, fome e morte.

• Educar para a prática de uma economia de solidariedade,

de cuidado com a criação e valorização da vida como o bem

mais precioso.

• Conclamar as Igrejas, as religiões e toda a sociedade para

ações sociais e políticas que levem à implantação de um modelo

econômico de solidariedade e justiça para todas as pessoas.

Esses objetivos e estratégias devem ser trabalhados em quatro

níveis: social, eclesial, comunitário, pessoal.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h51
[] [envie esta mensagem] []


 
   CEI DA PETROBRÁS

Pois é, gente, parece que a CEI da Petrobrás vai render mais um escândalo para Jales. Aliás, já está rendendo, não é mesmo?! E quem estiver à frente dessa investigação deve atrair para sí as luzes positivas da imprensa, obtendo um bom prestígio junto à população. Se alguém for punido, então...huumm, aí o cara vai conseguir a fama de que é imparcial, que não tolera corrupção etc, etc, etc, etc. Parece que os integrantes da CEI já perceberam isso e, dizem, que lá entre eles a busca pelos holofotes é grande. A inesperada entrevista de Macetão ao TM Notícias da TV TEM, afiliada à Globo, ontem, demonstra isso.

Não que ele não tenha direito de dar entrevistas, informar o povo, dizer o que está acontecendo. ELE DEVE!!

O problema é que deixou transparecer um certo desencontro entre eles. Riva não sabia da entrevista e comenta-se que Macetão pediu, na Secretaria da Câmara, os documentos mostrados à TV sem o conhecimento dos outros dois integrantes da CEI, Riva e Salatiel. Dizem que o diretor administrativo da CEI chegou a telefonar para o presidente para confirmar a autorização, mas não o encontrou.

Por outro lado, até então, somente Riva vinha aparecendo no rádio para falar sobre as investigações.

Ele chegou, inclusive, a me dizer que pensava em convocar uma entrevista coletiva, com participação da TV, para anunciar os detalhes mais graves do que havia conseguido. Macetão se adiantou.No popular, "furou seus olhos".

Que os políticos sejam chegados a uma vaidadezinha é natural, afinal, se pegam um peixe grande, como eu disse no começo) conseguem amealhar um bom prestígio e prestígio significa votos. Mas, então, que se reúnam e definam como a divulgação vai ser feita. E que a façam juntos.

Daqui a pouco a disputa vai ficar mais evidente e vão acabar decretando sigilo nas investigações da CEI (para evitar novos desentendimentos), deixando o povo a ver navios.   

Ah, se você não viu a matéria veiculada hoje e que contem a palavra do procurador fededal Thiago Lacerda Nobre, clique neste llink.

http://tn.temmais.net.br/noticia/9/1666/ministe%c2%b4rio-pu%c2%b4blico-vai-investigar-desvio-de-verba-da-petrobra%c2%b4s-para-entidades-de-jales.htm 

 

 

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h16
[] [envie esta mensagem] []


 
   VIRULÊNCIA

Quer saber o que é virulência, Paulo Salmaso? Quero saber a sua opinião, Eduardo Britto, que defende os grevistas e os proselitismo em sala de aula. Faço questão de saber o que acham sobre a notícia que vai abaixo.

Fiquei sabendo que a Apeoesp pretende entregar uma cartinha de protesto ao meu patrão na rádio.Se fizerem isso, espero que assinem e coloquem o endereço, assim como a Porcina disse que faria se os bilhetinho maltrapilho fosse de autoria da Apeoesp.Façam como eu faço aqui. Coloquem o nome no que fazem.E respondam pelo que fazem.

Entendeu? Enquanto fazem questão de defender a sua greve, querem tirar o meu emprego. Entendeu bem o que é VIRULÊNCIA, Salmaso??

Vou deixar bem claro uma coisa para aqueles que não sabem e os que fingem não saber. O BLOG E A RÁDIO NÃO TÊM QUALQUER LIGAÇÃO EDITORIAL ENTRE SÍ. Recorrer ao meu patrão de carteira assinada para protestar sobre as minhas opiniões NO BLOG é a baixeza das baixezas. Não ceitam opinião contrária?? Venham protestar aqui. Nem a rádio que eu trabalho ou qualquer outro veículo tem compromisso com as minhas opiniões.Meu trabalho lá não tem NUNHUMA RELAÇÃO com o meu trabalho aqui, portanto, uma queixa à rádio sobre o que digo aqui é COVARDIA e merece TODO repúdio.

Se encontrarem uma palavra que eu tenha dito na rádio sobre a minha opinião sobre a greve, corram lá agora. Mas recorrer à rádio é coisa de covarde e se isso acontecer, estarão mostrando a sua verdadeira face, a de intimidar quem tem opinião oposta às suas. 

EU SOU EU E A RÁDIO É A RÁDIO!!

E acrescento: A rádio me toma bom tempo do dia. Sem ela, me dedicarei integralmente ao BLOG.

PERCO O EMPREGO, MAS NÃO CALO A BOCA.

E MAIS: se isso acontecer, quem procura os seus direitos na justiça sou. 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h19
[] [envie esta mensagem] []


 
   VIRULÊNCIA

Só volto a tocar no asunto quando a greve acabar, na semana que vem.

O leitor Paulo Salmaso, de Macedônia-SP, me escreve para dizer que notou uma exacerbação das minhas preferências políticas, uma crescente virulência e apontar que eu estou me tornando tão parcial quanto os radicais que eu ataco. E me aconselha: "lembre-se que perfeito só Deus, que você tanto gosta de citar".

Obrigado pelas observações, Paulo, inclusive sobre a ortografia. Fico sempre feliz quando as ponderações são feitas assim, de forma...ponderada.

Mas não preciso concordar, certo?E não concordo mesmo. Como disse na resposta ao seu comentário. Não se trata de exacerbação da minha opinião. Já era assim, não houve aumento. O Blog é informativo e procuro atualizá-lo sempre, mas é igualmente OPINATIVO. Nele eu deixo as minhas opiniões sobre os assuntos que escrevo e as impressões sobre o que eu testemunho. Não me acuse de nada, pois não me anuncio como nada. Apenas manifesto a minha opinião e prego para que outros também o façam. Infelizmente, as pessoas não estão acostumadas a isso, nem mesmo as que defendem esse nosso direito.

Escrevo para quem gosta ou não do que escrevo. Isso é democracia. Isso é liberdade de expressão.

Se alguém de corrente diversa da minha mantivesse um Blog ou coluna e criticasse as minhas atitudes ou posturas PROFISSIONAIS (que fique claro) o máximo que eu poderia fazer é discordar e manifestar o meu descontentamento proporcionalmente ao que foi dito. No espaço (veículo) em que foi dito. Ou ficaria puto e perderia o sono. Mas me sujeitar a procurar seja lá quem for no seu emprego para pedir o seu telefone e depois ligar exigindo providências sob ameaça de processo?? Jamais!! Me acordou, me perturbou na minha sagrada privacidade. O que está aqui lê quem quer.

Sou incisivo no que digo e as minhas opiniões são ásperas, às vezes, e isso desagrada algumas pessoas, que podem contestá-las, desde que de forma civilizada e no espaço em que a crítica foi feita. Gosto de um bom debate, mas me ofender sem argumentar é apenas..., como diria você, provocar a minha "virulência".

Mas acho que talvez você e qualquer um tivesse a mesma postura se seus filhos chegassem em casa seguidas vezes relatando que o professor andou fazendo proselitismo político/sindicalista em sala de aula em vez de ensinar a matéria. Deixando de lado o ensino do currículo escolar (tarefa para a qual ele é pago) para conquistar a simpatia dos alunos para a greve que já planejava.

Ou que fossem liberados da aula antes da metade do expediente (como na semana retrasada) para que os professores pudessem discutir a sua greve. naquela ocasião, os pais não foram avisados e não tinham como providenciar companhia para os filhos, que foram, sim, largados à sua sorte na rua, sem que os pais soubessem.

Sei de crianças que ficaram esperando os pais na calçada, já que eles não estavam em casa e contavam com a chegada dos filhos muito tempo depois.

Nem tinha dito se era contra ou a favor da greve. Se verificar os posts anteriores, verá que eu protesto contra a falta de comunicação aos pais (o tal bilheitnho maltrapilho) e a necessidade de reposição das aulas aos sábados. Não tem ira, virulência ou coisa parecida.

E acrescentei que é preciso saber se há a condição "sine qua non" para a realização e manutenção de um movimento reivindicatório: A INSATISFAÇÃO DOS TRABALHADORES. isso a gente vai ver na semana que vem, quando a greve for oficializada.

E se quiser, pode perguntar a alguns pais de alunos que eles dirão a mesma coisa que eu digo.  

Vou repetir: não considero aquele papelzinho maltrapilho um aviso oficial da escola, as apenas um bilhete que bem poderia ser feito em qualquer impressora de lan house. Como a Porcina disse: se fosse uma mensagem da APEOESP teria o endereço e o timbre da entidade classista. Então por que o recadinho da escola não precisa ter o mesmo padrão? Afinal, a entidade representa os professores e não a escola, os alunos ou os pais.

Quero ser respeitado.

Ah, se ler os comentários vai ver que eles é que apareceram com virulência.

Mas, como “bons” professores, eles devem acabar me ensinando isso também.   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 03h03
[] [envie esta mensagem] []


 
   SERRA DESMENTE MENTIROSOS

Atenção pais de alunos e leitores deste Blog em geral!!

Ouçam a entrevista do governador de São Paulo, José Serra, à Agência Rádio 2, sobre os avanços do seu governo na educação. Particularmente, acho que desmente os mentirosos, mas deixo o julgamento para vocês.

Antes que liguem novamente no meu celular e me acordem, repito que os professores e quase todas as categorias profissionais têm direito à greve. NUNCA DISSE O CONTRÁRIO!! O que não têm direito é de usar uma entidade que deveria representar TODOS OS SEUS ASSOCIADOS como massa de manobra para suas batalhas políticas.E, no caso dos professores da rede estadual, não podem tratar os pais e alunos como se fizesem parte dessa sua batalha.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h29
[] [envie esta mensagem] []


 
   VOTAR PARA A ESCOLA

Veja o que um fiel leitor deste Blog percebeu. Sensacional, maravilhoso. Prova que tem muita gente que deveria voltar para a escola. LITERALMENTE e nos dois sentidos.

...O que me assusta, Carioca, é ver um professor falar em "senso crítico" e escrever "censo", assim mesmo com Cê da cebola. Vendo coisas desse tipo, chego a conclusão que alguns professores estão ganhando bem demais. Ah! e essa Porcina te acordar no meio da tarde prá falar asneiras é o fim da picada. Mas eu não queria estar na pele dela: se você normalmente já é um sujeito irritadiço, fico imaginando como ficou seu humor depois de ter seu sagrado sono pós-almoço interrompido assim tão bruscamente por essa atrevidota.
zé carlos | josecarlosbartolomeu@hotmail.com | jales | serra | ???? |  10/03/2010 17:55



Resposta:

SENSACIONAL!! MUITO BOM
Bem, Zé Carlos, o que dizer depois desse seu comentário?? Disse quase tudo, meu caro. Quanto ao sono, até poderia ficar irritado com isso, mas como não tenho muito certa a hora de dormir, nem fiquei tanto. O que me irritou foi a invasão. Acredita que ela teve a petulância de vir na rádio para pedir o meu telefone? Cara, que invasão descabida!! E ainda fez exigências. " Eu quero isso, quero aquilo..." Eu tentei argumentar e ela disse: " Espera aí que eu ainda não terminei e quando eu terminar eu te dou a palavra" hahahahahahahaha. Devia ser humorista e não sindicalista. Imagina só!! Ligou no meu celular sem eu ter dado o número, me acordou e ainda disse que me daria a palavra quando quisesse.Este mundo está doido mesmo. Parece que os sem noção estão tomando conta de tudo. Acho que estão por toda parte. Como ela falava sem parar e não me dava chance de responder, deixei o telefone jogado em cima da cama até ela cansar e tentei continuar a dormir. E não é que ela ligou de novo??

Mas já ouviu uma entrevista dela no rádio. Pela mãe do guarda!!! Mas ainda falo sobre esse sujeito fazer proselitismo sindical descarado na sala de aula. 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h03
[] [envie esta mensagem] []


 
   SALÁRIO DE PROFESSOR

Querem saber quanto ganha um professor da rede estadual em inicio de carreira. É... desses que serão aprovados em concurso daqui a uns meses. Assim que eles começarem a dar aulas eles já ganharão os seguintes salários, segundo o edital do concurso.

Para jornada reduzida de 12 horas 1/I – Tabela IV salário de R$ 454,66

Para Jornada Inicial de Trabalho Docente 24 horas 1/I – Tabela III R$ 909,32

Para a Jornada Básica de Trabalho Docente 30 horas 1/I – Tabela II R$ 1.136,65

E para a Jornada Integral de Trabalho Docente 40 horas 1/I – Tabela I R$ 1.515,53

É pouco? Talvez, mas eu lembro que isso é em início de carreira, sem qualquer benefício, bônus ou outra coisa.E, além do mais, se uma pessoa aceita prestar um concuro para determinada carreira ou se oferece para determinado emprego, NÃO TEM DIREITO de sair reclamando do salário um mes depois. Concorda? Como dizem por aí, "O que é combinado não sai caro". Podem até reclamar, mas só depois de um tempinho "sofrendo", não é memso?? E depois desse tempinho, já não receberão mais esse salário inicial.  

O edital inteiro para quem quiser conferir está aí:

http://www.concursosfcc.com.br/concursos/sedsp209/Microsoft_Word_-_Instrucoes_Especiais__DOE_25_12_09_alteracao_fone_sac.pdf



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h51
[] [envie esta mensagem] []


 
   RESPOSTAS DA APEOESP

Bem, acabo de buscar os comentários sobre o post da Apeoesp. Sabe o que achei? Mais Apoesp. Havia quatro comentários. Três da Giseli Lima, "petista na essência", e de um tal de professor Pacheco, sobre o qual nunca ouvi falar. Em dois comentários, eles deixam claro que o movimento é sim, político. O Pacheco chega a falar em "colocar para fora do estado este tipo de governo" e admite que tem feito pregação política na cabeça dos alunos "os nossos alunos nos apoiam e entendam neste monento, pois trabalhamos o censo critico".

Censo crítico, huummmm, entendo. Crítico contra quem mesmo?

Tenha compostura, Pacheco!! Atenha-se ao currículo escolar e pare de encher a cabeça de nossas crianças com os seus motivos para "colocar para o governo para fora do estado".  Até porque não adianta nada. A educação que eu lhes dou não permite uma manipulação assim tão fácil.Eles estão vacinados. 

Giseli quase exige que, "com jornalista", eu seja NEUTRO, mas assume que não é. "respirar é um ato político, e um movimento grevista não poderia ser diferente", filosofa.

É pra rir, Giseli? Aqui é o MEU BLOG e nele eu dou opinião sobre o que bem entender, como por exemplo: os sindicalistas estão fazendo campanha política em favor do PT, tanto é que boa parte deles é filiado e alguns já até disputaram eleições. os pais de alunos não foram comunicados oficialmente da greve e aquele porcaria de papelzinho é um lixo que empurra para a imprensa o dever de informar corretamente os pais.Apenas quer dizer "estamos entrando em greve e se quiser outras informações, vai procurar o noticiário no rádio". Viu? É a minha opinião e dela eu não abro mão.

Ao contrário de você que assume que o movimento paredista que influi na vida de milhões de crianças "é um ato político". 

É claro que vocês têm direito à greve, mas é claro que meus filhos e os de todos os cidadãos têm direito à escola.

[professor Pacheco Jales Apeosp] [ari_fofucho@hotmail.com] [jales] [professor] [99] [sou] [sou]
Fico muito triste de saber que ainda existe pessoas como voce com coragem de se colocar contra um movimento de luta dos trabalhadores de educação do Estado de São Paulo em relação a politica educacional que o partido do PSDB estabeleceu à partir de 1994, passaram - se 16 anos e hoje vivemos a destruição da escola publica certamente são pessoas como você que colaborou para que esta situação chegasse a este ponto. Os professores são vitimas deste sistema caótico chamdo educação, portanto só um movimento forte e contundente, colocara para fora do estado este tipo de governo e pessoas de mente atrasada e retraida como você, "VOCÊ" se lembra daquele ta FHC... ninguem houve falar mais é exatamente o que irá acontecer com todos os falsos tucanos de todo o BRASIl.... encerro convicto de que o pensamento politico esta presente na vida do ser humano, e que os nossos alunos nos apoiam e entendam neste monento, pois trabalhamos o censo critico. Josué Moraes Pacheco Representante da APEOESP

10/03/2010 15:27 

 [Gisele Lima] [gisele@apeoesp.org.br] [Jales, Sp - Brasil] [Professora] [Lula] [Serra]
Lamentável é a sua postura como jornalista que pelo menos deveria manter uma certa neutralidade nos fatos que ocorrem, quando você toma partido em defesa do governador , você também está fazendo política... Aliás, respirar é um ato político, e um movimento grevista não poderia ser diferente, muito me admiraria se um professor responsável por formar cidadãos críticos e conscientes não tivessem consciência política. Talvez você não entenda que reivindicar por salários justos, condições de trabalho decentes e plano de carreira digno sejam motivos mais do que suficientes para fazer uma greve, porque com certeza você não paga suas dívidas e nem sustenta uma família decentemente com menos de 2 sálarios mínimos, que é o que exatamente nós estamos ganhando atualmente, se esta fosse a sua realidade você certamente teria feito bem antes...

10/03/2010 10:37  

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h46
[] [envie esta mensagem] []


 
   PORCINA QUER RETRATAÇÃO. ENTÃO LÁ VAI

Acabei de ser acordado do meu sono vespertino pela coordenadora da APEOESP em Jales, Maria Helena, conhecida como “Porcina”.

Estava irritada e me ameaçava de “procurar os seus direitos” caso eu não me retratasse do post que fiz sobre a greve anteriormente.

Não sei quem lhe deu meu telefone celular e desliguei a ligação duas vezes. Na segunda, cansado de ouvi-la fazer sua campanha (os professores não recebem aumento há 15 anos e blá, blá,blá) eu disse que iria desligar e que ela não deveria mais me ligar, caso contrário quem iria procurar “ os meus direitos” seria eu.

A principalmente mudança que ela queria que eu fizesse era negar que a representante da APEOESP em Jales tinha dito que a greve em ano eleitoral obteria mais sucesso. Quem disse isso foi a diretora estadual da entidade e, no meu entender, ela é representante da entidade em Jales, sim. Ou estou enganado?? Bem pode ser. Não entendo bem esse negócio de estrutura sindical, “ser ou não ser” etc.

É A CORREÇÃO QUE ACHO DEVIDA.

Também quero fazer um esclarecimento e esse é espontâneo. NINGUÉM da APEOESP disse as palavras que grifei em azul e itálico sobre a relação professor/aluno/ pais de alunos. Sei que entenderam, mas pode ser que usem aquilo para me acusar de alguma forma. Eles não disseram aquelas frases, mas é como eu entendo o recado do bilhetinho maltrapilho.E isso nem ela nem ninguém vai mudar. É a minha opinião, professora.

Como pai de aluno e não como Blogueiro, acho aquele pedaço de papel uma ofensa. Sem contar que é de uma burrice extraordinária para quem diz que não tem medo de provinha nenhuma.Só prova que não tem muita articulação política, por empurra para o rádio o dever de informar os pais e perde a oportunidade de conquistar o seu apoio para movimento, que é legítimo, claro.

Ela garante que aquele comunicado é da ESCOLA e que se fosse do Sindicato viria com o nome dela estampado e o endereço da APEOESP (Rua 11...blá, blá, blá).

“Péraí, gente!!” Vamos parar esse trem e começar a viagem tuuuuuudo de novo. Para eu achar que o bilhete representava a APEOESP, aquele papelzinho precisaria ser timbrado, mas para eu achar que REPRESENTA A ESCOLA EM QUE OS MEUS FILHOS ESTUDAM, NÃO???

Como eu disse antes, deve ter alguém doidão aí e não sou eu.

A única declaração da APEOESP diretamente aos pais diz: "a partir de 4ªfeira (assim mesmo) não haverá aula por conta das reivindicações dos educadores não atendidas pelo governador. Os pais deverão acompanhar as notícias através do rádio".

Tentei argumentar que me senti desprezado e que não concordo com o fato de os meus filhos terem que repor as aulas aos sábados para “dar apoio” á greve. O que eles têm a ver com isso? E por que tem que ser envolvidos nisso? Mas ela não me deu nem chance de falar e foi logo dizendo que isso era coisa que pai que não quer mandar o filho para a escola que eles fazem um trabalho muito bonito, que têm direito à greve etc.

Conversa! Se fizessem não mandariam os pais buscarem informações no rádio.

Para ver o tom da ligação vou transcrever uma pequena parte:

“Você foi avisado porque nós enviamos a cartinha para todos os pais. Ou queria que o seu filho fosse largado na rua sem nenhum aviso? Estamos fazendo um trabalho muito bonito. Nunca deixamos de cumprir o nosso dever. Por lei, todo mundo tem direito a greve. Como pessoa culta que você é deve saber disso. Porque não critica a pouca vergonha que está no poder? Por que não critica os policiais quando eles entram em greve?”

Aí, sim, o azul é para grifar o que ela disse. Obrigado pelo “pessoa culta” mas o que disse apenas prova que não me conhece e que entrou de paraquedas neste Blog. Criticar a “pouca vergonha que está no poder” é o que mais faço aqui, de manhã, de tarde e de noite. E de madrugada também. Mas talvez tenha feito criticas ácidas demais ao seu partido e esse seja o motivo da sua ira.

Ah, ela disse também que havia um monte de contestações do pessoal que não concorda e que achou o que eu disse um absurdo. Podem contestar à vontade, Porcina. Aliás, acho até que devem. Mas não vou publicar uma linha que trouxer algo parecido com o que você disse. Se o comentário me ofender ou me agredir, vai pro lixo.

Mas vou repetir o que disse antes ao telefone: é a minha opinião e eu tenho direito a ela Até agora, repito, até agora não recebi nenhuma comunicação oficial sobre a greve na escola dos meus filhos.

 

De princípio, sou, sim, contra a greve e pelo visto A MAIORIA DOS PROFESSORES. É preciso que os professores estejam insatisfeitos e parece que isso eles não estão. Com exceção do Sindicato. Afinal não é nada mal receber R$ 1,8 mil por 40 horas semanais, não é. Mas nem me atenho a isso. Quero que os grevistas mantenham os meus direitos como pai e ser devidamente respeitado pela escola PÚBLICA dos meus filhos.

Fora me mandarem buscar o rádio para obter alguma satisfação e os telefonemas agressivos da Porcina, ninguém me informou nada.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h19
[] [envie esta mensagem] []


 
   DENGUE

Em Jales são 55 casos.

Fernandópolis teve um aumento de 506 % dos casos da dengue. No mês de janeiro foram 79 casos positivos, neste mês subiu para 400 casos confirmados da dengue.
O departamento de Vetores da Diretoria da Saúde de Fernandópolis intensificou os trabalhos contra a dengue.
De acordo com a Assessoria de Imprensa, a Prefeitura de Fernandópolis contratou 46 novos agentes para realizar o trabalho de combate à dengue com visitas às casas.
A Prefeitura irá instalar outdoors e faixas, além da distribuição de panfletos e realização de palestras educativas nas escolas públicas e particulares da cidade.
De acordo com o coordenador da equipe Jeferson Moreira, este é um trabalho de rotina, porém foi intensificado por causa das chuvas.
“Nunca paramos o mutirão contra a dengue, passamos nas residências informando os moradores sobre a doença e eliminamos o foco da dengue. Os focos se intensificaram, por causa do excesso de chuvas por esse motivo o a equipe de Controle de Vetores intensificou os trabalhos”, conta./////



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 11h38
[] [envie esta mensagem] []


 
   COMPARAÇÃO

Do blog do Josias

Se o bom senso tivesse de escolher um epitáfio, optaria pelo seguinte: “Aqui jaz uma vítima dos aloprados de todas as ideologias”.

 

Lula, exausto da própria inteligência, assassinou o bom senso em fatídica viagem a Cuba.

 

Na ilha de Fidel, lamentou que um preso “se deixe morrer de greve de fome”.

 

Desde então, num esforço inútil para esconder o caixão, o presidente despeja sobre o bom senso sucessivas camadas de “explicações”.

 

Nesta terça (9), em entrevista à Associated Press, Lula levou à sepultura do bom senso mais uma pá de “esclarecimentos”.

 

Pediu respeito às leis da ditadura dos irmãos Fidel e Raúl Castro:

 

"Temos de respeitar a determinação da Justiça e do governo cubano de deter pessoas em razão da legislação de Cuba, como quero que respeitem o Brasil".

 

Vigora em Cuba uma monstruosidade chamada “Lei de periculosidade". Prevê a detenção de pessoas que o Estado considere “perigosas”.

 

Para descer ao calabouço, o sujeito não precisa cometer crimes. Basta que a ditadura diga que o camarada, por “perigoso”, pode delinquir.

 

Para Lula, coisa normal. O presidente voltou a condenar os que, em desespero, recorrem à privação alimentar:

 

"Acredito que a greve de fome não pode ser usada como um pretexto de direitos humanos para libertar as pessoas”.

 

Como que decidido a desperdiçar a nova oportunidade para tomar distância do túmulo do bom senso, Lula exorbitou.

 

Comparou os presos políticos de Cuba aos bandidos recolhidos ao sistema carcerário paulista:

 

“Imagine se todos os bandidos presos em São Paulo entrassem em greve de fome e pedissem a liberdade".

 

Foi como se Lula cuspisse no caixão do dissidente cubano Orlando Zapata Tamayo, igualando-o a um Marcola qualquer.

 

Num rasgo de benevolência, Lula disse que gostaria que a prisão de opositores da ditadura de Cuba "não acontecesse”. Mas...

 

“Mas não posso questionar as razões pelas quais Cuba os deteve, como também não quero que Cuba questione as razões pelas quais há pessoas presas no Brasil".

 

Como se vê, no afã de explicar o inexplicável, Lula recorreu ao inadmissível. Antes, soara insensível. Com as novas declarações, converteu-se num alaporado ideológico.

 

É pena que o presidente esteja cercado de assessores que, vítimas da mesma alopragem, concordam com cada palavra pronunciada por ele.

 

Não há no Planalto ninguém capaz de dar ao chefe um conselho útil: Presidente, por favor, traga suas opiniões na coleira.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 11h36
[] [envie esta mensagem] []


 
   CENSURA

Deu no DiarioWEB

A Organização Não Governamental (ONG) Transparência Brasil, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Sindicato dos Jornalistas reagiram à ofensiva de políticos do interior do São Paulo que tentam, por meio de ações judiciais e inquéritos policiais, calar jornais e cidadãos que expressam opiniões em artigos e cartas. Além de Rio Preto, que sofre com as investidas do presidente da Câmara, Jorge Menezes (DEM), contra leitores e repórteres do Diário, em Ribeirão Preto vereadores acionaram a Justiça contra um comerciante que publicou um artigo no jornal “A Cidade.”

Sem citar nomes e com um texto descontraído, o comerciante Jânio Reis teceu críticas a políticos de Ribeirão Preto. Ele fez referência a uma reportagem do jornal que abordou as vestimentas dos parlamentares. Alegando ofensa à “honra” da classe política, o presidente da Câmara de Ribeirão Preto, Cícero Gomes da Silva (PMDB), acionou judicialmente o comerciante a se explicar. Em Rio Preto, três cidadãos foram vítimas da fúria de Menezes, que não suportou críticas.

Os leitores do Diário Basílio José de Almeida Neto e Luiz Carlos Aranha são alvos de inquérito na Polícia Civil. Já o Integrante da Comissão Fé e Política da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Marco Matheus, deverá responder na Justiça por declarações feitas em reportagem do jornal. “O mais lamentável, em alguns desses episódios no interior de São Paulo, é que os agentes públicos estão interpelando pessoas comuns, que ‘ousaram’ participar do debate público por meio de cartas enviadas a meios de comunicação”, afirmou o coordenador de projetos da Transparência Brasil, Fabiano Angélico.

Para ele, além do ataque à democracia, há o aspecto da disparidade de forças. “Parece-me inadequado que os reclamados sejam as pessoas. Os que se incomodaram têm poder econômico e político, por isso deveriam interpelar os veículos de comunicação, que são os responsáveis por tudo o que publicam e, em tese, estão mais bem preparados para enfrentar conflitos com o poder estatal. Autoridades políticas de uma cidade interpelando pessoas físicas soa como adultos que olham com cara feia para as crianças”, completou.

Censura

O Tribunal de Justiça (TJ) concedeu liminar ao assessor jurídico da Câmara de Rio Preto, José Alberto Juliano, impedindo o Diário de publicar o nome do advogado comissionado associado ao seu salário em reportagens jornalísticas. A liminar havia sido negada em primeira instância pelo juiz Lavínio Paschoalão. No entanto, o assessor entrou com agravo no TJ. A decisão que concedeu a liminar foi publicada no diário oficial do Estado na última segunda-feira.

A OAB criticou a iniciativa do assessor jurídico, que ocupa cargo em comissão na Câmara. “O jornalismo tem compromisso com a verdade, não tem compromisso comigo, nem com ninguém, apenas com a transparência. Quem tem medo de ter divulgado o valor do seu salário, que é servidor público, tem medo de dar satisfação à opinião pública. Isso chama-se censura”, afirmou o advogado Martim de Almeida Sampaio, coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB de São Paulo.

A Transparência Brasil lembrou que o Supremo Tribunal Federal permitiu a publicação dos salários e nomes de servidores públicos e disse que não se trata de invasão de privacidade. Invasão, segundo a ONG, seria o jornal querer saber aonde o servidor gasta e investe o dinheiro recebido dos cofres públicos.

O secretário do interior do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo e diretor do Departamento de Relações Institucionais na Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Alcimir Carmo, classificou de “absurda” a postura da presidência e da assessoria jurídica Câmara de Rio Preto no trato da coisa pública e na relação com a imprensa. “O legislativo é um espaço que deveria primar pela total e completa transparência para dar o exemplo de austeridade, já que é de sua competência a fiscalização do município em nome do povo”, disse.

Polícia arquiva inquérito

Nas ofensivas contra cidadãos que o criticaram em cartas no Diário, o presidente da Câmara de Rio Preto, Jorge Menezes (DEM), perdeu a primeira queda de braço. O delegado do 1º Distrito Policial, Genival Ribeiros Santos, relator do inquérito no qual Menezes acusa Basílio José de Almeida Neto de calúnia e difamação, descartou os crimes. “Apesar da crítica, a honra do vereador (Menezes) não foi atingida”, concluiu o delegado.

De acordo com Genival, o relatório do inquérito foi encaminhado à promotoria criminal, que também deverá emitir parecer sobre o caso. Já o inquérito contra o leitor Luiz Carlos Aranha, ainda não foi concluído. “Não tive intenção de ofender. A decisão do delegado mostra que tenho direito de criticar os atos políticos dos vereadores”, afirmou Basílio. Menezes não quis comentar o relatório da polícia.

Ribeirão

O presidente da Câmara de Ribeirão Preto, Cícero Gomes da Silva (PMDB), não foi localizado para comentar a ofensiva contra o leitor do jornal “A Cidade”. O chefe de redação do jornal, Josué Suzuki, condenou o ato do legislativo. “A gente vê a que ponto chega a arbitrariedade do político que não aceita a manifestação popular. Essa ação é um absurdo”, afirmou.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 10h36
[] [envie esta mensagem] []


 
   MAIS UMAs DELE

Em uma entrevista que concedeu hoje de manhã, o "deus dos idiotas" teceu algumas considerações muito esclarecedoras sobre alguns assuntos. Entre eles, o caso da prisão, turtura e greve de fome dos dissidentes políticos em CUBA. Vejam algumas. Tem mais, só que devem aparecer somente nesta quarta-feira.

SOBRE A PRISÃO DE DISSIDENTES EM CUBA
“Temos de respeitar a determinação da Justiça e do governo cubanos de prender as pessoas em função da legislação de Cuba, como quero que respeitem a do Brasil”.

SOBRE A GREVE DE FOME DE PRESOS CUBANOS
“Eu acho que greve de fome não pode ser utilizada como um pretexto dos [da luta por] Direitos Humanos para libertar pessoas. Imagine se todos os bandidos que estão presos em São Paulo entrarem em greve de fome e pedirem liberdade”

NÃO QUESTIONA
“Eu gostaria que não corresse [prisão de presos políticos], mas não posso questionar as razões pelas quais Cuba os prendeu, como não quero que Cuba  questione as razões pelas quais há pessoas presas no Brasil”.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h53
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

Governo atende reivindicação de sindicato e cria projeto de lei para incorporar gratificação aos salários de professores

O Governo do Estado de São Paulo enviou projeto de Lei à Assembléia Legislativa propondo reajustes nas Escalas de Vencimentos através das quais são calculadas as remunerações dos integrantes do Quadro do Magistério Estadual, que inclui Professores, Diretores de Escola, Supervisores de Ensino e Dirigentes Regionais de Ensino.

A medida atende a uma antiga reivindicação de todo o professorado, expressa por entidades representativas do Magistério.

O reajuste nas tabelas acabará por incorporar a Gratificação de Atividade de Magistério - GAM, que hoje é paga aos servidores apenas quando em efetivo exercício, não se incorporando nos proventos quando da aposentadoria. Assim, o benefício da incorporação da GAM à tabela de vencimentos, além de aumentar o salário base que serve de referência para o cálculo dos vencimentos e das vantagens conquistadas pelo servidor ao longo da carreira, fará com que os que estão em atividade não sofram essa redução quando da sua aposentadoria.

"A incorporação da GAM ao vencimento dos aposentados é uma legítima reivindicação do professorado. É mais uma ação de valorização e respeito aos profissionais da educação que tanto colaboraram para a melhoria do ensino público", disse o secretário de Estado da Educação Paulo Renato Souza.

O reajuste absorverá toda a Gratificação por Atividade de Magistério - GAM, que de acordo com a Lei Complementar nº 977, de 06 de outubro de 2005, corresponde a 15% da remuneração do profissional do Magistério e de acordo com o calendário proposto na Mensagem do Governador será feito em 3 etapas anuais.

A medida beneficiará 255 mil servidores ativos, 127 mil inativos e 23 mil pensionistas, totalizando 405 mil profissionais do Magistério.

O custo total com a proposta será de R$ 542 milhões de reais, sendo R$ 80 milhões o custo para os ativos e R$ 462 milhões, para os inativos e pensionistas. Em 2010, o custo será de R$ 162 milhões.

Com essa incorporação da GAM o Governo responde a um dos pontos centrais das reivindicações do Magistério, extinguindo todas as gratificações específicas e reajustando as escalas de vencimentos. O professor, a partir de então, terá toda a remuneração calculada com referência no salário base da categoria, continuando a fazer jus apenas à Gratificação Geral, pois esta é estendida também a outros funcionários públicos que não fazem parte do Quadro do Magistério.

"Pedimos o apoio da Assembléia para que o projeto tramite em caráter de urgência. Nosso objetivo é efetuar o primeiro pagamento o quanto antes", explicou o secretário. 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h24
[] [envie esta mensagem] []


 
   O PODER

Sei que o texto é meio gradinho, mas, por favor, leia. Vai aprender como funciona a cabeça de quem assume o poder. O que a gente imagina que acontece, por exemplo, com um metalúrgico que chega ao poder e se acha deus. É a prova cientifica e é sério.MESMO!! O cara nem é brasileiro e não fala especificamente do "deus dos idiotas", mas de qualquer ser humano, até aquele porteiro que vira autoritário só porque tem o poder de decidir quem entra em quem sai no estabelecimento.Extraí da revista Época. 

Dizer que o poder corrompe é um antigo chavão. A novidade é que esse velho axioma acaba de ser comprovado cientificamente em um trabalho de pesquisadores da Kellogg School of Management, nos Estados Unidos. Após uma série de testes comportamentais com voluntários, eles demonstraram como o poder costuma, em geral, mudar as pessoas para pior. Em testes, os poderosos não só trapaceavam mais, como se mostravam mais hipócritas ao se desculpar por atitudes que condenavam nos outros. “Os poderosos acreditam que devem ser excluídos de certas regras”, afirma o psicólogo social Adam Galinsky, professor de ética e decisões em gerência da Kellogg School of Management e um dos autores do estudo.

QUEM É
Americano de 41 anos, é Ph.D. em psicologia social pela Universidade Princeton

O QUE FAZ
Professor de ética e decisões em gerência da Kellogg School of Management, nos Estados Unidos

O QUE PUBLICOU
Mais de 75 artigos científicos.

ÉPOCA – O poder corrompe?

Adam Galinsky – Sim, corrompe. Basicamente, apesar de o poder deixar as pessoas no centro das atenções, de estarmos todos olhando para as autoridades, os poderosos se sentem psicologicamente invisíveis. E, por causa dessa sensação de invisibilidade, eles se permitem agir de maneiras imorais, ao passo que outras pessoas não agiriam assim por medo de punição. É como se ficassem à vontade para preencher suas mais íntimas necessidades. Uma das comparações de que gosto de fazer é a história do Senhor dos Anéis. No momento que ele põe o anel, fica invisível e age mal. O poder é esse anel.

 ÉPOCA – Como o senhor constatou isso?

Galinsky – Fizemos vários experimentos. Um deles foi com um jogo de dados. Dividimos os voluntários para a experiência em dois grupos: os muito poderosos e os pouco poderosos. Isolamos os grupos em um cubículo. Dissemos a cada um que eles ganhariam bilhetes para uma loteria conforme os pontos obtidos ao jogar os dados, que poderiam variar de 0 a 100. A média esperada era de 50 pontos. O grupo pouco poderoso anunciou ter obtido um resultado de 59 pontos, enquanto o grupo muito poderoso disse ter obtido 70 pontos. A conclusão é que o grupo pouco poderoso pode ter trapaceado com os dados, mas o muito poderoso trapeceou muito mais para conseguir mais bilhetes de loteria.

 ÉPOCA – O senhor diria que a melhor s maneira de testar a identidade moral de um indivíduo é dar poder a ele?

Galinsky – Sim, porque o poder não apenas muda a pessoa, mas revela quem ela é de verdade. Podemos afirmar, a partir dessa pesquisa, que a experiência do poder provoca certas mudanças no ser humano – e a maior é torná-lo hipócrita.

 ÉPOCA – A pesquisa chega a essa conclusão a partir de questões que envolvem superfaturar despesas de viagem ou ultrapassar o limite de velocidade. Quem faz isso está mais propenso a se tornar corrupto se chegar ao poder?

Galinsky – Em média, muitas pessoas, quando investidas de poder, tornam-se mais mesquinhas, afrouxam seus padrões éticos. Você está me fazendo uma pergunta diferente: se as pessoas que agem sem ética provavelmente se corromperiam no poder. “Provavelmente”, é a minha resposta.

ÉPOCA – Por que o senhor afirma que os poderosos, quando flagrados, mostram-se pouco arrependidos?

Galinsky – Por causa de um processo psicológico mostrado na pesquisa: os poderosos acreditam, de fato, que eles devem ser excluídos de certas regras e padrões aplicados aos demais. Ou então eles apresentam justificativas psicológicas para ter agido como agiram.

 ÉPOCA – Executivos e políticos mostram-se incomodados quando o senhor comenta com eles esse tipo de comportamento?

Galinsky – Quando estão fora do poder, as pessoas dizem: “Eu nunca agiria dessa forma”. Temos a tendência de acreditar que não temos a mesma vulnerabilidade e que não corremos os mesmos riscos dos outros. Mas a verdade é que, investidos de poder, muitos mudam. Somos suscetíveis. A pesquisa mostra, sistemática e cientificamente, que não só as pessoas

agem imoralmente quando podem, como elas se tornam hipócritas. Defendem padrões comportamentais mais rígidos para os outros do que para si mesmas. Foi o caso do governador de Nova York, Eliot Spitzer, que traiu a mulher com uma prostituta. Veio à tona depois que ele, como procurador-geral do Estado, combatia a prostituição. É nesse ponto que os poderosos caem do pedestal e a sociedade se revolta. Se eles apenas agissem mal, seria ruim, mas ainda por cima pregar o contrário do que fazem... A hipocrisia revolta. Vocês, por exemplo, têm um governador preso por obstruir a Justiça (José Roberto Arruda, governador afastado do Distrito Federal). Um governador é alguém que defende leis e comportamentos para a sociedade. Quando um político age assim, é mais revoltante do que executivos de empresas – porque executivos não necessariamente posam de modelo comportamental para os outros.

 ÉPOCA – Nessa era de Big Brothers, em que câmeras revelam até gestos das autoridades em lugares onde elas pensam estar protegidas, não é mais difícil agir de forma hipócrita?

Galinsky – Não é uma questão de ser vigiado, mas de se sentir conectado à coletividade e obrigado a prestar contas aos outros. Mera vigilância nem sempre é eficaz e tende a dissipar seu efeito com o tempo, porque não é um processo que internaliza no indivíduo essa noção de que ele deve se explicar.

 ÉPOCA – No Brasil existem cortes judiciais e celas especiais nos presídios para políticos, pessoas com nível universitário e autoridades. Isso reforça a crença de que os poderosos são pessoas diferentes?

Galinsky – Essa é uma questão mais complicada. Se as cortes especiais forem mais lenientes, daí você reforça o problema do tratamento especial. Se esses julgamentos forem mais rápidos e defender altos padrões éticos e legais para os poderosos, podem servir para reforçar que ninguém está acima da lei. É muito fácil para as pessoas que conquistaram certos postos atuar pelo bem delas mesmas, em vez de trabalhar pela coletividade, que as colocou lá. Costumo dizer em minhas aulas que é preciso criar algemas para os honestos: como podemos garantir que ninguém se sinta tentado a trapacear? Por isso eu nunca dou provas para fazer em casa. A tentação para fazer consultas é enorme.

 ÉPOCA – A punição é capaz de conter essa tendência humana de agir mal?

Galinsky – O melhor caminho é fazer com que os poderosos tenham de prestar contas. O Congresso tem de fiscalizar seus políticos, o governo e dividir o poder com eles. Os processos decisórios têm de ser transparentes. Os políticos têm de estar na vitrine da sociedade, bem visíveis. No mundo dos negócios, os altos executivos também têm de ser monitorados pela diretoria, pelos conselhos. Se a diretoria for uma rede formada por “mais dos mesmos”, ou seja, por indivíduos poderosos com o mesmo padrão comportamental, aí ela não exerce sua função de controlar o presidente, que se sente, por isso, invisível para os demais. Isso resulta em histórias parecidas com as da Enron e da World Com (empresas que faliram em 2001 em meio a graves escândalos de corrupção). O combate à falta de ética e à imoralidade passa pela divisão de poder. O Executivo tem de precisar do Legislativo, porque aí há um equilíbrio quase natural de forças.

 ÉPOCA – O senhor ficou surpreso com algum resultado de suas experiências?

Galinsky – Não, mas, se num experimento comportamental em que o poder não é uma força real acontece isso, imagine no mundo real, onde as pessoas lidam com o poder de verdade?



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h54
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE

 Que coisa lamentável!! A Apeoesp insiste nessa greve fracassada. E parece que não entendem qual é a motivação de uma greve: os grevistas precisam estar insatisfeitos.Esqueceram de perguntar a eles se eles estão contentes com o que o Governo do Estado lhes dá ou se preferem ser manipulados por uma greve política.

Vou repetir, a representante da Apeoesp em Jales admitiu em entrevista que o ano eleitoral foi escolhido a dedo porque em ocasiões assim é mais fácil conseguir o que querem através da pressão.

E as crianças é que se ferram. São usadas e pronto! Depois aidna aparecem os líderes do movimento para dizer que o Governo do estado não pensa na educação. E no que pensam os grevistas? No salário, no emprego e na eleição. "Ah, as crianças?? Depois a gente finge que repoe as aulas no sábado e tudo bem.Os pais nunca reclamam mesmo"

Posso fazer uma previsão? A greve não vai vingar (porque os professores não estão insatisfeitos e não aceitam entrar na roda eleitoreira) e a molecada vai ter que assistir às aulas aos SÁBADOS. 

O comunicado enviado aos pais de alunos matriculados no "Dom Artur" diz: "a partir de 4ªfeira (assim mesmo) não haverá aula por conta das reivindicações dos educadores não atendidas pelo governador. Os pais deverão acompanhar as notícias através do rádio".

O recado vem um papelzinho maltrapilho daqueles rasgados com uma régua. Uma coisa triste. E o recado final não deixa dúvidas. Querem que os pais de fod*** e  se quiserem informações sobre seus filhos que procurem na imprensa (no rádio especificamente).Rejeitam logo que os pais procurem a escola. "Vão ouvir o rádio, porque aqui não tem ninguém. Estamos em greve!!"

Tem algum doidão nessa porcaria e não sou eu!! Pelo amor dos meus filinhos!! Gente, deveria haver um cominicado oficial da DIREÇÃO DA ESCOLA, que me parece EXTREMAMENTE RELAPSA, OMISSA no episódio, mas o bilhete não vem assinado por ninguém. É apenas uma porcaria de um papel que provavelmente foi impresso com material (impressora, computador, papel e tinta) da escola. Tem apenas um rodapé indicando que foi escrito por uma "Equipe Dom Artur". Quem é ela? A diretoria está incluída? Todos os professores assinam?

Sou pai e pago impostos (muitos impostos, aliás) e mereço uma satisfação, uma indicação do que está contecendo. Onde posso obter informações? Só no rádio?? quem vai falar no rádio? A diretora da escola onde meus filhos estudam ou a Sindicalista da Apeoesp? A apalvra dela é a OFICIAL ou o que?  que eu saiba, a tal diretora da Apeoesp nem dá aula no Dom Artur. Levando em consideração o que diz o bilhete maltrapilho, não posso mesmo contar com a escola que deveria servir à população.  Revoltante!!

Fico boquiaberto com essas coisas. Logo a Apeoesp que tem muita experiência em greves realizadas quase todos os anos esquece que greve não é apenas faltar ao serviço, mas sim , promover mobilização em busca de suas reivindicações e, no caso do serviço público, prestar orientação ao povo. Não precisam trabalhar, mas precisam estar lá. Ficar em casa de folga é fácil.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h06
[] [envie esta mensagem] []


 
   PRECATÓRIOS

Mas a bomba vem mesmo na edição da Folha Regional distribuída hoje.Trata-se do Decreto Municipal 5085, de 5 de março de 2010 que implanta em Jales as novas normas da chamada PEC dos Precatórios. Não deixem de ler, mas vou tentar adiantar algumas coisinhas que pormetem causar um certo rebuliço entre os credores da Prefeitura, mas pode proporcionar uma certa folga de caixa ao Município.Tentei buscar na página da `refeitura na internet, mas, como sempre, é total desperdício de tempo.

O parágrafo primeiro do artigo primeiro diz que “para o pagamento dos precatórios vencidos e a vencer serão depositados, em conta própria, mensalmente no último dia de cada mês, 1/2 do valor correspondente a 1,5% da receita liquida apurada no segundo mês anterior ao mês do depósito”.

A Secretaria da Fazenda vai ficar responsável pela divulgação mensal do valor da receita líquida apurada.

50% vai para os precatórios em ordem cronológica e os outros 50% da forma que o Poder Executivo decidir.

O decreto é retroativo a 1º de janeiro e vigora enquanto os valor dos precatórios for superior ao valor dos recursos vinculados.

Trocando em miúdos, a Prefeitura limita a 1,5% da sua receita o valor que poderá pagar de precatórios, depositando uma parcela por mes.

Não sei de quanto é o Orçamento deste ano, mas me parece que é de R$ 72 milhões. 1,5% disso dá mais ou menos R$ 1 milhão.Se não estou enganado. 

O decreto terá maior repercussão nos jornais do fim de semana.Vamos ver.

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h48
[] [envie esta mensagem] []


 
   ALAMBRADOS DO CCI

Também foi publicado na mesma data o contrato com a Construtura Matsucon para a construção de rampas de acessibilidade, alambrado, divisórias e demais adequações no CCI do Jardim Estados Unidos.O valor é de R$ 26.851,50.

Portanto, "aqueeeeela' assinatura "daqueeeeeela" verba lá em Fernandópolis se refere à outras benfeitorias e não apenas à construção do alambrado.

Tá esclarecido, Juliano?



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h20
[] [envie esta mensagem] []


 
   CONTRATO

A Prefeitura publicou no fim de semana o termo de aditamento do contrato 15/07 com o escritório Ibanez Advogados Associados para prestação de serviçso de consultoria assessoria jurídica relativa á matérias deinteresse do Munciípio junto ao Tribuinal de Contas do Estado. O contrado vale a partir de 28 de fevereiro e vale por 12 meses.

O valor é de R$ 40 mil e não exige licitação.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h15
[] [envie esta mensagem] []


 
   EDITORIAL DO ESTADÃO SOBRE O ESCÂNDALO DA BANCOOP

O recém-escolhido tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, está tecnicamente certo quando diz que nunca tinha sido acusado de nada nem responde a processo algum, civil ou criminal, por sua atuação na Cooperativa Habitacional do Sindicato dos Bancários de São Paulo (Bancoop), de que foi diretor financeiro (entre 2003 e 2004) e presidente (de 2005 até fevereiro passado). Mas os seus protestos de inocência só se sustêm graças à letárgica andadura da Justiça brasileira. Datam de setembro de 2006, há 3 anos e meio portanto, as primeiras denúncias de irregularidades na cooperativa, levantadas pelo Ministério Público (MP) do Estado. Em 2007, foi aberto inquérito criminal para apurar delitos da entidade, como superfaturamento de obras, apropriação indébita, desvio de verba e formação de quadrilha. No ano seguinte, uma testemunha disse ao MP que recursos desviados da Bancoop ajudaram a financiar clandestinamente a vitoriosa campanha presidencial de Lula em 2002.

A testemunha, Hélio Malheiro, era irmão de um ex-presidente da cooperativa, Luiz Eduardo, falecido em um acidente de carro em 2004, juntamente com dois outros dirigentes da instituição. Dizendo-se ameaçado de morte, Hélio foi acolhido no Programa de Proteção a Testemunhas do governo paulista. O seu depoimento foi crucial para o MP caracterizar a Bancoop como uma “organização criminosa” e solicitar a quebra do seu sigilo bancário, como foi noticiado em junho de 2008. Só na semana passada, porém, o promotor responsável pelas investigações, José Carlos Blat, recebeu o papelório — mais de 8 mil páginas de registros de transações entre 2001 e 2008. E foi com base nessa documentação que ele pediu, na última sexta-feira, o bloqueio das contas da Bancoop e a abertura dos dados bancários e fiscais de João Vaccari Neto, acusando-o de “gestão fraudulenta”.

A apropriação para fins pessoais e políticos dos recursos dos cooperados, fundos de pensão e empréstimos captados pelo sindicato dos bancários transformou 400 famílias em vítimas do conto da casa própria: os imóveis que compraram na planta não foram construídos, mas os lesados continuaram a pagar as respectivas prestações. Segundo a revista Veja, que teve acesso aos autos do inquérito, a Bancoop sacou em dinheiro vivo de suas contas pelo menos R$ 31 milhões. Outros cheques, somando R$ 10 milhões, favoreceram uma empreiteira formada por diretores da entidade, que, por sinal, era sua única cliente conhecida. O responsável pelas obras da cooperativa disse que os pagamentos eram superfaturados em 20%. “Os dirigentes da Bancoop”, apurou Blat, “sangraram os cofres da cooperativa em benefício próprio e também para fomentar campanhas políticas do PT.”

A prova mais gritante foi o R$ 1,5 milhão pago entre 2005 e 2006 — quando a instituição estava praticamente quebrada — a uma firma espectral de serviços de segurança, então de propriedade de Freud Godoy, na época segurança de Lula. Cada qual a seu modo, Godoy e Vaccari se envolveram no escândalo do dossiê, a compra abortada pela Polícia Federal de material supostamente incriminador para candidatos tucanos na campanha de 2006. Quando a operação fez água, Lula chamou os seus autores de “aloprados”. Pelo dossiê, os petistas pagariam R$ 1,7 milhão. Nunca se descobriu de onde veio a dinheirama. À luz do que já se sabe das falcatruas da Bancoop, ela pode ter sido a fonte pagadora da baixaria. Tão logo entregou parte da bolada aos encarregados de comprar o dossiê, foi para Vaccari que ligou um dos cabeças da operação, Hamilton Lacerda, então assessor do senador Aloizio Mercadante.

Mas Vaccari não é o primeiro elo da cadeia. Ele deve a sua carreira ao companheiraço Ricardo Berzoini, que presidia o PT até poucas semanas — e, como tal, foi acusado de autorizar a compra do dossiê. Berzoini alçou o bancário Vaccari à presidência do sindicato da categoria, em 1998. Em 2004, Berzoini salvou a Bancoop da falência, ajudando-a a levantar no mercado R$ 43 milhões — via fundos de pensão de estatais comandados por petistas do grupo dele e de Vaccari. A Polícia Federal chegou a abrir inquérito sobre o prejuízo imposto aos fundos para favorecer a Bancoop. A rigor, nenhuma surpresa, considerando a folha corrida do PT. Mas, a cada escândalo, mais se aprende sobre a destreza com que a bandidagem petista se apossa do dinheiro alheio para chegar lá — e ali se manter.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h20
[] [envie esta mensagem] []


 
   CEI DA PETROBRÁS

A coisa tá pegando na CEi da Petrobrás. Depois dos depoimentos bombásticos da semana passada em que uma ex-funcionária revelou como descontava cheques altos na boca do caixa para pagar contas pequenas e devolvia o troco a um dos presidentes das entidades envolvidas, a Comissão terá de ouvir mais nove pessoas, entre elas o então gerente da Agência da Nossa Caixa, onde a conta foi aberta e era movimentada.

No total, SEIS contas estão sendo investigadas.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 15h07
[] [envie esta mensagem] []


 
   CANDIDATURA SERRA

Há informações cada vez mais crescentes de que o PSDB deve organizar o lançamento oficial da candidatura Serra na semana do dia 22 próximo. A data coincide com o período em que o Hospital do Câncer de Jales estará pronto para ser entregue e inaugurado pelo governador.

Vamos torcer para que quando ele vier a Jales já seja com a candidatura lançada. A oficialização, no entanto, só poderá ser feita na convenção partidária de junho.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 15h03
[] [envie esta mensagem] []


 
   ANALICE

Para quem costuma dizer que os tucanos são indecisos (outra mentira disseminada pelo PT) a deputada estadual Analice Fernandes foi bem incisiva na entrevista de hoje ao Antena Ligada.

Ela foi direta ao afirmar que Lulla e a poste estão fazendo campanha antecipada e, sem suas palavras, cometendo um crime eleitoral descaradão. Isso é fato! Não houve rodeios ou hesitação aí. As palavras foram claras.

Analice também disse que o prefeito Humberto Parini a procurou em seu gabinete na semana passada para pedir verbas para duas pontes na cidade. Ela disse que encaminhou o pedido e em breve Jales terá as duas pontes metálicas no valor de R$ 75 mil cada, nos córregos da peroba e Marimbondo.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 14h59
[] [envie esta mensagem] []


 
   NOVO "POSTINHO"

Acabei de receber uma agente do Porgrama de saúde da Familia. Ela veio fazer um cadastro da minha familia para o novo postinho que vai abrir. Pelo visto havia mais de uma dezena de agentes fazendo o mesmo serviço no bairro.Curioso, como bom repórter, perguntei: "quando vai abrir este novo postinho?" e ela me respondeu "ainda não tem data certa, mas quando abrir, seu cadastro já está pronto".

Então tá. obrigado.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 14h26
[] [envie esta mensagem] []


 
   NOVA PROGRAMAÇÃO

Vou ver se ainda hoje acho um tempinho para comentar as mudanças na programação da Antena 102. Mas posso adiantar que não concordo com elas.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h11
[] [envie esta mensagem] []


 
   PAVÔES SOBRE RODAS

Ah, a sabedoria das pessoas simples. Nada de complicado, mas tudo de verdadeiro e sincero. Não falo daqueles que fingem ser sinceros, como o “deus dos idiotas”, que a cada dia que passa fica mais rico e deixa mais ricos os seus filhos. Que fuma cigarrilhas importadas, come carne nobre da Argentina e bebe vinho chileno. Falo dos simples de verdade.

Hoje à noite, “Seu Chico”, um senhor nordestino de idade e que gosta das coisas nos seus devidos lugares, me veio com a seguinte questão: “cumpadi, como é que vai ficar essas motos nessa cidade? Os cabra andam por aí fazendo uma barulheira danada e ninguém vai fazer nada? Fico pensando como aquelas pessoas de idade fazem pra dormir. É uma barulheira só na cidade toda. Ninguém tem mais sossego. O cidadão trabalha de dia e quer dormir á noite, mas não consegue”.

Ele se referia às motos com escapamento estourado ou com canos que ampliam o barulho do escapamento. É visível que a polícia não está fiscalizando o fato, que, como diz o senhor, está por toda a cidade. Chuto estimar que uns 75% ou 80% das motocicletas de pequena cilindrada (menos de 150cc) estão com excesso de ruído nos seus escapamentos. E algumas scooter também.

Se eu, você, o seu Chico e todas as outras pessoas dessa cidade já perceberam o problema que é, diga-se, GRITANTE (sem trocadilho), por que só a polícia não vê isso? Todas essas motos estão sem licenciamento? E se foram licenciadas, na hora de licenciar não tiveram que passar por uma vistoria, dr.Altair Ramos de Leon (delegado de trânsito)?? Como o funcionário que faz a vistoria não viu isso? Não é ele o responsável pelos itens dos veículos. O que ele faz lá? Só verifica os “decalques”?? Então podemos supor que também não são verificados outros itens como pneus, lanternas, faróis, cintos de segurança...ou que a vistoria faz vista grossa com os escapamentos estourados.

Ah, já sei! Vai dizer que eles estavam em ordem na hora de passar pela vistoria. Aí, não! Aí é abusar da nossa inteligência. Então quer dizer que esses babacas em duas rodas trocam o escapamento sempre que vão licenciar a moto e depois recolocam os barulhentos? Puxa-vida, quase nao acredito!Isso deve sair mais caro que a multa.  

E os comandos, capitão Luiz Carlos Presutto, são apenas para forçar o condutor a pagar o IPVA em dia?? E os itens do veículo, quem fiscaliza??Só a Civil? Nenhuma dessas motos passa perto de uma viatura pra ganhar uma multa?

Multar ou recolher os veículos com documentação atrasada é fácil. Não gasta combustível, não gasta tempo, os policiais podem ficar na sombra e ainda rende uma boa grana para o Estado e o Município, que faturam com as multas, com a estadia no pátio, com o guincho e, finalmente, com o IPVA pago. Mas e o cidadão como fica?

Sei que mais parece que os babacas em duas rodas sofrem de complexo de inferioridade, já que usam aquele barulho para chamar a atenção. É o que um pavão faz para atrair a sua fêmea. Só que de forma inversa, pois acho que a fêmea deve correr de quem precisa de uma moto barulhenta para se sentir seguro diante de outros machos.

É como aquela velha disputa no banheiro da escola, quando os idiotas ficam olhando para os outros na tentativa de saber se o membro deles é proporcional ao da maioria. Se for, ele se sente seguro e confiante, mas se não for, ele fica complexado e se recolhe. Com as motos parece que é igual. Quem tem a moto mais barulhenta é o macho mais forte, mais seguro e confiante. Se a moto não faz barulho, o idiota sente como se tivesse o membro menor do que o dos outros ou que é impotente. Só é homem se tem uma moto barulhenta.

Ou o contrário. Eles se sentiam inferiorizados por terem os membros menores do que os da maioria e agora tentam se afirmar usando o barulho da moto. Na cabeça deles vale a equação: barulho grande = membro grande = mais mulheres. idiotas, imbecís, estúpidos! É preciso avisá-los que o ronco da moto pode ser o maior de todos que isso não afeta o tamanho do pênis nem do cérebro.  

Eles que se danem nas disputas dentro dos banheiros das escolas na adolescência, mas o resto de nós não tem nada com isso.    

Eu tenho ou não o direito de conversar na sala da minha casa ou de ver TV sem que um desses “babacas sobre duas rodas” passe montando no que ele pensa ser seu “órgão sexual” arrebentando com os tímpanos das pessoas?

Por favor, façam alguma coisa por nós. Sábio "seu Chico"!! Tem toda a razão. Está realmente insuportável.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h05
[] [envie esta mensagem] []


 
   DIREITOS AUTORAIS

Deu no Estadão

Compositores e intérpretes de música sertaneja, axé e pagode permaneceram no topo nos rankings de arrecadação de direitos autorais em 2009. Os números divulgados pelo Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) apontam Victor Chaves, da dupla Victor & Leo, como o campeão entre os shows mais rentáveis e Manno Goes (da banda baiana Jammil & Uma Noites), como autor da música mais executada, Praieiro (veja quadro ao lado).

Ao todo, em 2009, foram beneficiados 81.250 "titulares de música", conforme qualifica o Ecad, ou seja, compositores, intérpretes, músicos, editores e produtores fonográficos. O aumento do valor distribuído a esses profissionais foi de R$ 318 milhões, 17,06% em relação a 2008. O montante arrecadado foi de R$ 374,3 milhões, 12,63% a mais do que no ano passado.

O aumento recorde da arrecadação por execução de música nada tem que ver com as oscilações e quedas de vendas de discos no mercado. "A arrecadação sempre existiu e sempre existirá, principalmente num país continental e musical como o nosso", diz Glória Braga, superintendente executiva do Ecad, que presta serviço para dez associações de música

O resultado, segundo ela, é decorrente em parte de uma atuação mais incisiva da entidade em todos os segmentos onde haja música. As festas de rua previstas para comemorar os jogos da Copa do Mundo estão fora de sua mira, mas o Ecad já se envolveu em polêmicas sobre a cobrança de direitos autorais de músicas tocadas em festas fechadas, como aniversários e casamentos, já que não têm fins lucrativos.

"A cada ano temos contemplado mais titulares de música nas nossas distribuições. Isso vem primeiro por conta de um trabalho incessante de documentação de todas as músicas criadas e gravadas por esses titulares associados. Tudo é feito dentro das associações e enviado para nosso banco de dados", diz. No total são 1.750 mil obras cadastradas, entre brasileiras e estrangeiras.

O Ecad também tem aumentado a forma de captação e detecção de onde as músicas são executadas, incluindo sítios na internet, como blogs e rádios virtuais, desfiles de moda, e redes de lojas e restaurantes. "A gente tem trocado a fiscalização por soluções tecnológicas para obter cada vez mais informações sobre as músicas tocadas", diz Glória.

Uma dessas soluções é um aparelho denominado Ecad.Tec Som, que tem autonomia de até 16 horas de gravação automática, sem necessidade de dispor de um técnico para controlá-lo. Por exemplo, se uma casa noturna ou uma emissora de televisão opta por uma determinada modalidade na tabela do Ecad, paga um valor fixo para tocar quantas músicas quiser. Esse aparelho vai registrar quais foram as obras tocadas, para identificar intérpretes, autores e músicos envolvidos, que receberão os direitos.

Nas tabelas ao lado, a primeira corresponde ao total arrecadado por cada autor em todos os setores em que suas músicas foram executadas: shows, rádio, televisão, eventos, sonorização ambiental, locais com música ao vivo, etc. Victor Chaves é líder no ranking geral e no de shows. Astros internacionais, como Madonna, Elton John (e seu parceiro Onion M) e dois integrantes do Iron Maiden, aparecem na lista por conta dos megashows realizados no Brasil em 2009. Os valores são repassados pelas associações ligadas ao Ecad para os escritórios internacionais que cuidam dos direitos desses artistas.

Axé music, sertanejo, pagode e forró são mananciais de arrecadação com diversos representantes: Manno Goes, Durval Lelys, Dorgival Dantas e outros. Até quem não está no momento em maior evidência no show biz nacional, como é o caso de Carlinhos Brown, figura em posição significativa na lista por conta do carnaval, das micaretas e outras festas e eventos que atraem multidões. É nesse nicho também que reina uma antiga canção de Jorge Ben Jor, País Tropical, lançada no final da década de 1960 e que virou uma espécie de hino nacional festeiro.

"O pessoal do axé e do sertanejo faz muitos shows, a renda deles vem mais daí. Já artistas da chamada MPB, como Ben Jor, Lulu Santos, Djavan diminuíram muito o número de shows, mas eles têm rendimento de direitos autorais regulares, porque toca muito em rádio, tem gente que faz shows e canta músicas deles. Alguns vivem só disso", compara Glória.

> 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h11
[] [envie esta mensagem] []


 
   ESQUISITO

Não sei se é uma coisa propositadamente oculta, mas a lei de autoria de Claudir Aranda da Silva e emendada por Riva Rodrigues para incentivar os empreendimentos na cidade traz um detalhe que não foi comentado, o terreno vai ser doado pela Prefeitura. Totalmente doado. Acompanhem comigo se estou ou não certo.

Segundo a nota distribuída pela Assessoria de imprensa de Claudir, “com a aprovação do Projeto de Lei 010/2010, alterando o Artigo 16 da Lei nº 3.162 de 2006, da Política de Fomento ao Desenvolvimento Econômico de Jales, que teve emenda do vereador Rivelino Rodrigues (PPS), agora micro, pequeno, médio e ou grande empresários serão beneficiados no que se refere a construção do galpão/barracão ao município, depois de três anos da efetiva instalação.O que muda de concreto com a nova redação dada ao Art. 16, é que o empresário não mais precisará sair do galpão ou barracão. Apenas terá que construir, com recursos próprios, em terreno indicado de propriedade da municipalidade, prédio idêntico ao recebido para permutá-lo com o Município”.

 

Perceberam? O beneficiário recebe um galpão construído em terreno da Prefeitura e depois de três anos não precisará mais sair do galpão, apenas construir outro idêntico em terreno também de propriedade da Prefeitura. Isso quer dizer que o cara ganhou o terreno que lhe foi concedido inicialmente. É questão matemática: se eu ganho um terreno e um galpão e depois só tenho que retribuir o galpão...fiquei com o terreno de graça. Se estiver errado, por favor, me corrijam. Vejam que não estou entrando no mérito do benefício, se o a Prefeitura deve ou não dar os imóveis como forma de incentivo. Estou apenas dizendo que isso deveria estar claro na lei.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h10
[] [envie esta mensagem] []


 
   MUITO BOA

Sabe o que aparece quando você busca por "MENTIROSO" no site de buscas Google?? Adivinha!! Clica lá é vê. "Mentiroso", não esqueça



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h30
[] [envie esta mensagem] []


 
   RECOMENDAÇÃO

Recebí hoje um e-mail do amigo Valdir Bitencourt que começa com uma recomendação. Mas eu pergunto: Como se faz isso, meu amigo? Esse é o segredo de todas as eleições. Sempre queremos votar em gente honesta, trabalhaora, abnegada e que pense em todos, principalmente nos mais necessitados.

O problema é que as técnicas de enganar o povo estão ficando cada vez mais sofisticadas e o povo parece que está ficando cada vez mais desiludido, então, mais desinformado.

Enquanto as pessoas continuarem achando que política é a coisa suja da qual devem se afastar, enquanto continuarem votando em candidatos que pagam seu marqueteiro (o cara que é pago para nos enganar) com dinheiro roubado do povo e enviado ilegalmente para o exterior, como o Duda Mendonça, marqueteiro do PT que recebeu R$ 10 MILHÕES NO EXTERIOR, vamos continuar apenas torcendo por um "Brasil digno para os nosso descendentes".

Nas eleições, não VOTAR nos familiares, parentes, amigos,etc de políticos atuais, senão a roubalheira, sacanagem, etc continuarão, temos que trocar, VOTAR em pessoas idoneas, honestas, trocar sempre para melhor, só assim teremos um BRASIL digno para nossos descendentes.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h22
[] [envie esta mensagem] []


 
   ARROGÂNCIA

lembram do que escrevi aqui sobre as estratégias canalhas de boa parte dos petistas (especialmente a cúpula)?? Pois é! Não tenho a mesma categoria, mas a folha disse ontem quase a mesma coisa. Só que melhor.Leia um trecho, em azul:

"O PT PERDEU A MORAL, MAS NÃO PERDE O AUTORITARISMO E A ARROGÂNCIA"!
                                              
Trechos do Editorial da Folha de SP (07).     
        
É que a capacidade petista para a mentira tem origens diferentes, e mais antigas, do que a simples charamela lacrimosa dos espertalhões de voo curto.  Pois o PT, no clássico figurino stalinista, sempre pode dar uma interpretação "de classe" às críticas que venha a merecer. Como o partido se julga o representante místico dos "trabalhadores", o financiamento escuso que receba de empreiteiras, as alterações legais casuísticas que promova em favor de uma empresa de telecomunicação, não representarão escândalo jamais.   
Ao contrário: aliar-se financeiramente a "setores do empresariado" que vivem à sombra das benesses do governo, e aliar-se politicamente à escória do Legislativo brasileiro, torna-se um sinal de esperteza política na linha dos fins justificam os meios. Autoabsolvido pelo venerável espírito hegeliano-marxista da História, o petismo pode fazer tudo o que condenava em seus adversários, e apresentar-se ainda assim como detentor das virtudes mais cristalinas.
Quem apontar a farsa será tachado de inimigo dos trabalhadores -e, na tese de uma imaginária "guerra de extermínio", o PT mostra apenas a sua própria tentação totalitária.  Nessa lógica, que não admite críticas, faz-se de perseguido aquele que se apronta para perseguir; faz-se de vítima quem pretende ser algoz; faz-se de democrata o censor, de honesto o corrupto, de inocente o bandido. O PT perdeu a moral que tantas vezes ostentava quando na oposição. Perdeu a moral, mas não perde o autoritarismo, a mendacidade e a arrogância.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h13
[] [envie esta mensagem] []


 
   BEIJOQUEIROS

A crônica do meu amigo Fábio Fiorani, neste fim de semana, está sensacional. Muito boa mesmo.Dei muitas risadas especialmente do episódio entre Itamar a Nice, no sábado passado, no pesque-pague. Eu estava lá, ao lado do Fábio, e posso garantir que foi do jeito que ele narrou. Leia um trecho:

"Sábado passado o “Senadinho” (grupo de amigos que costuma se reunir para falar sobre política, bebericar e conversar amenidades) recebeu visita ilustre. Quem esteve conosco foi o santafessulense pré-candidato a deputado estadual, Itamar Borges. Até pela composição majoritariamente masculina do grupo, Itamar não pode exercitar plenamente seu célebre lado beijoqueiro. Profissional da política que é, elogiou concorrentes, falou com propriedade sobre seus planos como futuro deputado e, claro, pediu votos. Esse faz política com paixão. A pessoa certa fazendo o que gosta. Porém, o sábado nos reservava um encontro osculador. Eis que, de repente, surge no local a afamada beijoqueira e sempre candidata a prefeita de Jales, Nice Mistilides. E aí a piada estava pronta. Háháhá.  Nice, claro, beijou todos os presentes. E aproximou-se de Itamar. Momento de suspense! Dois dos maiores beijoqueiros dessa região, quiçá do Brasil, frente a frente! E não deu outra: um abraço carinhoso e beijos, muitos beijos. Cada um mostrando sua habilidade na arte de dar beijinhos. Técnica perfeita: um ligeiro roçar de bochechas, seguido de leve sucção e um som gutural quase imperceptível. Um duelo de gigantes. Háháhá. Lágrimas correram dos olhos de muitos presentes. Até os olhos de Chico Melfi, que já viram quase tudo, ficaram rasos d’água."



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h08
[] [envie esta mensagem] []


 
   ABANDONADOS

Estou me sentindo muito triste, mas muito triste mesmo com o que acabo de ver. Passando pela calçada de um depósito de materiais de construção na esquina da Rua 24 com 19, pertinho da minha casa, ví um casal jovem se preparando para dormir, ou pelo menos pernoitar, sob a marquise da loja. O lugar é escurinho, aparentemente protegido da luz, do vento, de ladrões etc.Mas não é lugar para um ser humano dormir. De forma alguma.

O triste é que até bem pouco tempo aquele casal que não passava de 30 anos estaria alojado no Albergue Noturno onde teria tomado banho, se alimentado e estaria dormindo em camas limpas, com roupas limpas e muito mais seguro.

É realmente entristecedor, mas é, também, muito significativo. Quando um governante (especialmente os do PT e o nosso prefeito) vier a público dizer que cuida do "social", lembre-se que em Jales (governada pelo PT e por ele) o Albergue Noturno teve que ser fechado porque a Prefeitura repassava apenas R$ 375,00 mensais e ainda atrasava o pagamento por vários meses.   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h51
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Neste final de semana me entreguei a o meu passatempo preferido, o cinema. Peguei alguns filmes que queria ver fazia algum tempo, entre eles “Gol”, “Tchê, a Guerrilha”, “Distrito 9” e “ Guerra ao Terror”, o ganhador do Oscar de melhor filme e melhor direção. Me decepcionei um pouco e me surpreendi um pouco.  Mas podem alugar qualquer um que terão diversão garantida. Em doses diferentes, é claro.

Por exemplo, esperava mais de “Distrito 9”. A história é muito interessante, mas talvez tenha sido mal aproveitada. Resta o consolo de o fim do filme indicar que haverá continuação em breve. Talvez mais emocionante e com mais ação. Uma favela de alienígenas?? Quanto assunto poderia ser desenvolvido daí? Mas o que me atraiu foi a promessa de um alto conteúdo de crítica social quanto á discriminação aos aliens. Gente que normalmente reclama da discriminação tendo as mesas atitudes que condenam contra eles.

Quanto a “Tchê, a Guerrilha”, aluguei o filme em busca de alguma informação histórica, alguma coisa que eu não sabia. Outra decepção!! O filme é apenas uma “homenagem” ao cara. Mostra como ele foi abandonado por Fidel, como os camponeses das serras da Bolívia o rejeitaram e o entregaram para o Exercido daquele país e até como ele foi fuzilado, depois de preso e subjugado.

Mas não há uma única cena em que ele apareça atirando alguém. Até na hora em que se é capturado, não mostra o momento em que ele se entregou. Talvez para manter o mito. A única menção aos inúmeros assassinatos que ele cometeu aparece no final, quando um soldado cubano vai buscá-lo no povoado em que foi capturado e o cara diz na cara dele: (quase anunciando o que viria depois) “Você fuzilou o meu tio”.

Também esperava mais de “Guerra ao terror, “vencedor do Oscar. É um filme emocionante em certos momentos, mas peca por não ter uma sequencia de fatos com começo, meio e fim. Nem mesmo uma trama que te prenda. É apenas uma sequencia de missões de uma equipe do esquadrão anti bombas do exército americano no Iraque. Algumas cenas são impactantes, mas no geral é apenas um filme médio. Não chega aos pés de “Crash, no Limite”, um dos melhores filmes que já vi e vencedor do Oscar em 2004. Simplesmente sensacional!!Como o nome diz, é uma porrada na nossa cara. Um soco no estômago. O tipo de filme perturbador que é capaz de te fazer pensar por alguns dias e depois guardar o que ele diz para sempre. Você desliga o DVD querendo xingar o primeiro racista que vê pela frente. Esse eu recomendo. 

O link para o site oficial é este: http://www.crashfilm.com  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h12
[] [envie esta mensagem] []


 
   SABONETE DE MOTEL

Tem algumas coisas que são feitas para serem burladas, desobedecidas, sei lá. Dá a impressão que foram criadas penas para dar problema.

Sabe aquele papo de sabonete ou cinzeiro de motel? Pois é. Dizem que são feitos para serem roubados. Tanto é que os donos usavam artimanhas para que as pessoas levassem os objetos, mas fizessem a propaganda do estabelecimento por aí.

Esse é exatamente o caso daquele cercado que colocaram nos banheiros públicos da Praça Euplhy Jalles, ao lado do Olices Lanches.

Estive tomando um lanche lá (no Olices e não no banheiro) e me sentei num lugar onde podia se avistar facilmente a entrada do banheiro masculino. Praticamente TODOS os rapazes ou homens que entravam no banheiro masculino pularam aquela grade que circula a rampa de acesso.

Tava na cara que aquilo eras mias um sabonete de motel. Coisinha mal feita a mal planejada.  

É claro que não falo da iniciativa de instalar uma rampa para facilitar o acesso aos deficientes físicos. Isso eu achei excelente, perfeito, inclusive as instalações internas. O que achei péssimo foi o fato de colocarem a grade fechando a entrada do banheiro. Que a pessoa deficiente dê a volta para entrar pela rampa, tudo ótimo. Mas obrigar TODOS a fazerem o mesmo percurso, já é de mais. E não é por vandalismo, é por facilidade mesmo. Bastaria colocar uma escada como segunda opção. Assim, quem tem deficiência e usa cadeira de rodas, entra pela rampa e quem não, entraria pela escada que encurta o caminho. Nem que o percurso seja grande, mas é que o cara tem que passar na frente da porta de entrada do banheiro para chegar até a entrada da rampa. Aí já viu, né?! O cara pula, mas não anda mais cinco metros. É um convite à desobediência.É um convite à depredação.

Aí, logo logo a Prefeitura vai começar a reclamar que quebraram a grade etc, mas eles quase convidam o cara a fazer aquilo. Colocassem uma escada na porta do banheiro e deixassem a rampa para os deficientes que o problema não existiria. Mas está arriscado a colocarem um arame farpado, pagar um guarda ou outra emenda que sairá “pior que o soneto”.

Ah, falando em guarda, uma turminha de rapazes ficou abrindo a caixa de força (dos disjuntores) para ficar ligando e desligando as luzes enquanto outro grupo estava lá dentro.

Não tinha jeito de colocar a caixa em lugar menos “convidativo” do que na porta do banheiro?

  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h25
[] [envie esta mensagem] []


 
   QUEM TEM CASCO É O QUÊ?

Em mais um daqueles seus disrcusos altamente demagógicos, o "deus dos idiotas" disse que tem "CASCO DURO". Ora, até onde eu sei, quem tem casco ou é tartaruga ou é quadrúpede. Será que ele assumiu?

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h07
[] [envie esta mensagem] []


 
   OFENDIDOS ou OS CARA DE PAU

Deu no Estadão

O comerciante Jânio Reis entregou nesta segunda-feira, 8, à Justiça de Ribeirão Preto, cidade do interior paulista, a sua justificativa sobre a crítica que fez a políticos em geral na coluna de leitores do jornal A Cidade, em setembro de 2009. A carta à publicação, com texto irônico, partiu de uma reportagem publicada em agosto sobre as vestimentas dos vereadores nas sessões, mas Reis não citou nomes nem a Câmara local. Porém, a Mesa Diretora da Câmara o interpelou judicialmente a se explicar.

"Não citei ninguém, mas eles vestiram a carapuça", afirma Reis. Um colunista do jornal também será interpelado pela Câmara. O presidente da Casa, Cícero Gomes da Silva (PMDB), disse que os textos atingem a honra da classe política e que os 20 vereadores concordaram com a interpelação.

A atitude da Câmara de Ribeirão Preto surpreendeu a organização não-governamental (ONG) Transparência Brasil, que combate a corrupção. "Políticos do interior gostam de intimidar uma manifestação espontânea, cercear a liberdade de expressão, mas me surpreendeu o fato do alvo ser um cidadão comum", diz o coordenador de projetos da entidade, Fabiano Angélico.

"Achei uma atitude covarde, pois mostra uma assimetria de forças; então, a Câmara que interpelasse o jornal", afirma. Angélico informa que a manifestação de uma opinião não pode ser encarada como uma denúncia.

Em sua carta à sessão destinada ao leitor, Reis disse que os políticos deveriam usar roupas em forma de xadrez ou dos Irmãos Metralha (personagens de desenho animado), entre outras ironias, mostrando sua indignação com a classe. Silva alega que ele chamou os políticos de corruptos, mas não citou nomes, por isso o interpelou judicialmente.

"Qual político não presta? Que ele indique", diz Silva, revelando já ter encaminhado interpelação contra o colunista Júlio José Chiavenato, que publicou, em dezembro, um artigo, no mesmo jornal, citando que as Câmaras "são inúteis e nocivas".

Colunista

"A Câmara de Ribeirão Preto tem uma série de projetos inconstitucionais, contas não aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, funcionários fantasmas e inoperância dos vereadores que não trabalham em prol da comunidade", diz Chiavenato. Ele afirma que ouviu falar que seria interpelado judicialmente, mas que nada recebeu até hoje. Ele não é funcionário contratado pelo jornal.

Sobre a atitude da Câmara, Chiavenato contra-ataca: "É prepotência de pessoas que fizeram da política uma profissão e que não admitem críticas."



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h03
[] [envie esta mensagem] []


 
   DIA DA MULHER

Em nome das minhas mulheres, Leda, Andréia, Isabela, Júlia, Rafaela, Ligia, Etelvina, Cibeli, Lucilene, Anne, Dinalva, Lucí, Waldélia, Alice, Daninha e todas as outras que foram de fundamental importância para a formação da minha personalidade...o meu muito obrigado. 

Sem vocês, eu não seria o que sou agora.

Que vocês consigam, no seu dia, um pouquinho da retribuição e gratidão que eu gostaria de dar e demonstrar pra vocês.

Feliz Dia Inernacional da Mulher. E que eu continue sendo influenciado por vocês.  



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h55
[] [envie esta mensagem] []


 
   FISCALIZAÇÃO

Veja a indicação do vereador Rivelino Rodrigues que será lida na sessão de segunda-feira. Parece que ele andou lendo post neste Blog sobre a falta de comando no Setor de Fiscalização da Prefeitura. Ou excesso de comando, sei lá.

Mas, Riva, há que se apurar a falta de fiscalização também durante o horário comercial. Há que se saber se os fiscais estão mesmo atuando ou apenas entregando carnês do IPTU, como um deles me disse.Mas a inciativa é louvável, claro.

Rivelino Rodrigues, Vereador à Câmara Municipal de Jales, no uso de suas atribuições legais, etc., e

Considerando que a deliberação sobre a atuação de vendedores ambulantes nas cidades é serviço público afeto ao Município, conforme Art. 30, caput e inciso VI, da Constituição Federal da República,

“Compete aos Municípios: VI – organizar e prestar, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão, os serviços públicos de interesse local...”; g.n.

Considerando que existem vendedores ambulantes, originários de diversas cidades do Brasil, trabalhando esporadicamente em nossa cidade, oferecendo ao público diversos tipos de produtos, tais como móveis e estofados, material de escritório, roupas em geral, brinquedos, entre outros;

Considerando que, na maioria dos casos, esses produtos vendidos também são oferecidos por empresas de Jales e isto faz com que, devido à elevada incidência de impostos cobrados dos empresários, os produtos oferecidos por ambulantes sejam comercializados com valores abaixo dos praticados pelo comércio local, prejudicando as vendas de nossos comerciantes;

Considerando, finalmente, que tais ambulantes estão praticando suas atividades no período noturno, onde a fiscalização é inexistente,

 

            INDICA à Douta Mesa, para que seja oficiado ao Prefeito Municipal de Jales, Excelentíssimo Senhor Humberto Parini e ao Secretário Municipal da Fazenda, Senhor Rubens Chaparin, para que tomem as providências que se fizerem necessárias no sentido de que:

 

              - Seja realizado uma intensa fiscalização no período noturno, visando impedir a prática irregular de vendedores ambulantes, originários de diversas cidades do Brasil, que trabalham esporadicamente em nossa cidade, oferecendo ao público diversos tipos de produtos.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 23h05
[] [envie esta mensagem] []


 
   SESSÃO DA CÂMARA

Na próxima segunda-feira, dia 8, os vereadores de Jales voltam a se reunir. Entre os projetos de lei, pelo menos dois aparentam ter objetivos coincidentes, ou semelhantes, que bem poderiam ser fundidos em um só. Trata-se do projeto de resolução 01/2010 de Luiz Henrique Viotto que "Dispõe sobre a criação do Selo Trote Legal, a ser conferido aos cursos de Instituições de Ensino Superior da cidade, que apresentarem ações de organização para recepção dos novos alunos, que visam o estímulo ao exercício da ética, cidadania, cultura de paz" e outro que simplesmente proibe o trote nas instituições de ensino da cidade, de Luis especiato. É claro que as desavenças politicas entre eles dificulta tal união. Mas não impede.

Outro projeto de Especiato declara de utilidade pública a Cáritca Diocesana de Jales.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h59
[] [envie esta mensagem] []


 
   FACIPINHA

Deu na Folha Noroeste (http://folhanoroeste.blogspot.com/)

Os vereadores da Câmara Municipal de Jales vão votar em primeira e única discussão na sessão ordinária de segunda-feira (8), projeto de lei do Poder Executivo abrindo crédito adicional especial na Lei Orçamentária do exercício de 2.010.

O projeto de lei se aprovado pelos vereadores incluirá no orçamento municipal deste ano, o crédio adicional de R$ 240 mil destinados à realização de despesas com a 41ª Feira Agrícola, Comercial, Industrial e Pecuária – Facip de Jales, conforme convênio firmado entre a Prefeitura de Jales e o Governo Federal, através do Ministério do Turismo.
O valor de R$ 200 mil, com a contrapartida da Prefeitura de Jales no valor de R$ 40 mil é destinado ao pagamento dos artistas que irão se apresentar na Facip a ser realizada entre os dias 18 a 21 de abril, e é oriundo de uma emenda parlamentar.
Inicialmente, como foi divulgado, seriam liberados R$ 300 mil, mas como explicou o prefeito Parini em sua justificativa ao projeto de lei “o valor ficou limitado em R$ 200 mil devido a Portaria n° 153 de 6 de outubro de 2.009, que instituiu regras e critérios para a formalização de apoio a eventos do turismo”. O presidente da Facip 2010, Airton Hentz (foto), sabe que o trabalho este ano será árduo para realizar uma boa festa e agrade ao público
De acordo com o que foi veiculado, a grade de shows da 41ª Facip ficará em torno de R$ 400 mil, com a apresentação de Luan Santana, João Carreiro e Capataz, Roupa Nova e Fernando e Sorocaba.
Quanto à apresentação de algum artista ou banda no encerramento da feira, não se tem conhecimento.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h41
[] [envie esta mensagem] []


 
   FRAUDE

MPF em Jales denuncia sete pessoas por fraude no Bolsa Família

O Ministério Público Federal em Jales denunciou por estelionato sete mulheres do município de Nova Canaã Paulista que teriam fraudado declaração de renda familiar para receberem o benefício do programa Bolsa Família.

Após uma denúncia de um cidadão, informando que mais de vinte pessoas estavam recebendo o benefício do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à fome, o MPF e a PF chegaram a conclusão que apenas sete pessoas realmente estavam fraudando o programa.

A investigação mostrou que apenas as sete denunciadas tinham preenchido o formulário de renda familiar com valores inferiores ao que realmente recebiam como remuneração pelos integrantes de sua família. O objetivo era diminuir a renda per capita dos integrantes do grupo familiar para, assim, receberem o benefício.

A fraude iniciou-se em novembro de 2005 e as sete denunciadas não tem relação entre si. A investigação também concluiu que todas elas agiram de forma livre e voluntariamente para fraudarem o programa e receberem o benefício, que é concedido individualmente e cuja declaração de renda é prestada pessoalmente. Os demais investigados tinham renda adequada para receber o benefício.

A pena pela crime de estelionato (art. 171) é de 1 a 5 anos de reclusão e pode ser aumentada em 1/3 em razão do estelionato ter sido cometido contra assistência social ou beneficência, como é o caso do programa Bolsa Família.

Assessoria de Comunicação do MPF



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h38
[] [envie esta mensagem] []


 
   RECONHECIMENTO

Desta vez não serei tão "cruel" e não apontarei os diversos erros do texto (nem quando se diz "esporte" quando se queria dizer "transporte") e vou apenas chamar a atenção de vocês para o reconhecimento do prefeito para as ações do Governo do Estado para com Jales. Já não era sem tempo!Disso não há a menor dúvida.

Jales é governada pelo PT, partido do governo federal, mas recebe muito mais benefícios do Governo Estadual, administrado pelo PSDB. Apesar de o prefeito e seus aspones terem feito questão de ressaltar essa amizade para dizer que seu suposto trânsito em Brasília e sua inverossível amizade com a cúpula federal serviria de alguma porcaria para Jales. Deu no que deu. O pessoal acreditou e atré agora está a ver navios. Convênios federais?? Mais parece o caviar do Zeca Pagodinho. "Nunca ví, só ouço falar". Aliás, cá entre nós, nem ouço falar.  Vamos ver com vai ser a postura do prefeito nas eleições para o Governo Estadual em outubro. Vai apoiar o Ciro, conforme ordem do chefe?

A Prefeitura do Município de Jales, beneficiada pelo Programa Ônibus Escolar do Governo do Estado, recebeu na última quinta-feira, dia 04, na cidade de Votuporanga, um novo ônibus para auxiliar o transporte de estudantes da cidade.
Os ônibus foram doados para as integrantes das Diretorias de Ensino de Votuporanga, São José do Rio Preto, Jales, José Bonifácio e Fernandópolis. Eles têm capacidade para transportar 31 alunos sentados e cada veículo custa em torno de R$ 145 mil.
Os veículos ainda possuem adaptações para transporte de estudantes com deficiência ou mobilidade reduzida - a porta tem vão livre de 65 centímetros de acesso, largura suficiente para passagem de uma cadeira de rodas aberta. É dotado ainda de quatro assentos preferenciais reservados para esses estudantes, além de local adequado para acomodação segura de cadeira de rodas dobrável, com cinto de fixação.
O prefeito ao receber o ônibus destacou que tem trabalhado intensamente para a renovação da frota e que durante os 5 anos de seu mandato mais da metade da frota de transporte escolar, que hoje conta com mais de 20 ônibus, já foi renovada. Apontou ainda que as parcerias com o Governo do Estado tem sido importantes, tem ajudado Jales em diversos momento em pontos cruciais e que o resultado de mais esta conquista é a garantia de esporte de qualidade e segurança para nossos estudantes.


Fonte: Assessoria de Imprensa


Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h36
[] [envie esta mensagem] []


 
   FRASE

Presente no evento, o prefeito Humberto Parini destacou que Jales se afirma como grande centro comercial, industrial e médico hospitalar e fez questão de frisar que está trabalhando pra trazer cada vez mais as grandes empresas para o município, a fim de gerar renda e empregos para Jales.  - da Assessoria de Imprensa da Prefeitura sobre o depoimento do prefeito no Dia de Campo da John Deer, no dia 4.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h26
[] [envie esta mensagem] []


 
   FICHA LIMPA

Da Época desta semana

"Pressão popular é fundamental para aprovar o Ficha Limpa", diz relator

Dois meses depois de receber um abaixo-assinado com 1,3 milhão de assinaturas que pede a inelegibilidade de condenados pela Justiça, a Câmara começou a avaliar o texto em fevereiro. Um grupo de trabalho foi criado para avaliar a proposta popular, bem como outros textos sobre o mesmo tema, e criar um projeto de lei definitivo.

A discussão está evoluindo por meio de audiências públicas realizadas na Câmara com a participação de diversos grupos, em especial do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, que reúne 43 entidades e organizou a coleta das assinaturas. Nesta semana, o relator do projeto, o deputado federal Índio da Costa (DEM-RJ), deve apresentar um texto  para ser votado no grupo de trabalho. Uma vez aprovado, seguirá para as mãos do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP). 

Nesta entrevista a ÉPOCA, o deputado Índio da Costa descreve detalhes que estarão no texto final e diz que, para ser aprovado, o Ficha Limpa depende de forte pressão popular pois um acordo no Congresso parece improvável.

ÉPOCA – O que é preciso para que o projeto Ficha Limpa seja aprovado neste ano?
Índio da Costa
– O pressão popular é fundamental para aprovar o Ficha Limpa. Se não for a população, será muito difícil um acordo, tanto na Câmara quanto no Senado. O meu projeto é de 2008, mas há um de 1996, outro de 1993... São 13 propostas similares que preveem a proibição da candidatura para pessoas condenadas e que estão parados no Congresso. 

ÉPOCA – O que impede a aprovação?
Índio da Costa
– Há um interesse de manter as coisas correndo frouxas. Tem muita gente, um percentual que nem é muito alto – mas eu diria que enquanto uma pessoa estiver fazendo isso já é muita gente – indo para o Congresso para se proteger de algum crime passado. Para não ser preso, o sujeito vai para a política para ter imunidade parlamentar. O projeto serviria como um filtro.

ÉPOCA – O projeto popular prevê que condenados em primeira instância não possam ser candidatos. Mas há uma possibilidade de o texto final determinar que ficarão inelegíveis os condenados em segunda instância. Qual o motivo da mudança?
Índio da Costa
– Muitas pessoas, como o presidente da OAB [Ordem dos Advogados do Brasil], Ophir Cavalcante, defendem a inelegibilidade a partir de uma condenação em segunda instância porque na maior parte das primeiras instâncias não há órgão colegiado e a decisão é tomada por uma única pessoa. Eventualmente, todos podem errar, e você colocar a decisão nas mãos de um só magistrado pode tornar as coisas complicadas. Há uma outra ideia, do deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), que está sendo estudada. Ela prevê que o candidato que tem uma condenação em primeira instância possa acelerar a ida desta ação para a segunda instância.

ÉPOCA – Então hoje a visão majoritária é de que a previsão de condenação em segunda instância é mais razoável?
Índio da Costa
– Do ponto de vista da aprovação do projeto certamente é. E do ponto de vista jurídico também. O presidente da OAB deu o seguinte exemplo: se for aprovada a condenação em primeira instância, é possível que um pré-candidato à Presidência da República seja condenado por uma besteira qualquer, por um juiz que não vai sofrer nenhuma penalidade. Três meses depois, o caso vai para o colegiado, que analisa com mais calma e diz que não havia nenhum problema. Fazer isso seria jogar a eleição para dentro do Judiciário, o que é muito ruim. É preciso tomar cuidado para não judicializarmos a política. Assim, a princípio, o projeto não vai falar em primeira ou segunda instância, mas sim de um órgão colegiado.

ÉPOCA – O senhor acha que essa mudança fazer com que a aprovação do Ficha Limpa perca o impacto diante da opinião pública?
Índio da Costa
– Não, porque até os movimentos sociais estão a favor. O [secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil] Dom Dimas disse que, na opinião dele, segunda instância é mais sólido, mais sério. Quando um deputado apresenta um projeto ele pode usar aquele recurso do “bode na sala”, de sugerir algo bem radical para que, com o processo legislativo, pequenos ajustes sejam feitos e o essencial continue valendo. Quando é um projeto popular, você pode colocar três bodes na sala.

ÉPOCA – O relatório final vai incluir a tipificação de crimes?
Índio da Costa
– O que se quer com o projeto é que uma pessoa que tem uma condenação vinculada a alguma questão pública ou moral, como envolvimento com milícias, narcotráfico, crime de abuso econômico, estupro, não possa se candidatar. Se a pessoa chegou ao poder de maneira torpe tem que ser penalizada, bem como as que tiveram comportamento condenado por todas as pessoas. Se a pessoa sofreu um acidente, derrubou um poste e não fez nenhuma vítima é uma coisa, mas se estava dirigindo bêbado e matou 15 pessoas, é outra. O projeto não foi feito para ‘jogar pedra na Geni’, mas para melhorar o processo político-democrático do país. Hoje há muita gente boa, muitos técnicos brilhantes que poderiam entrar na vida pública, mas acham que é o mundo da fantasia. O que não queremos aqui são bandidos.


ÉPOCA – O projeto pode valer para as eleições deste ano?
Índio da Costa
– Vamos votar a partir de agora e, se conseguirmos aprovar neste semestre, pretendo que comece a valer a partir de 2010. E é uma pena que não pode valer a partir de 2008. Eu tive uma reunião com o [presidente da Câmara] Michel Temer (PMDB-SP) e com o presidente da OAB, os dois são constitucionalistas e têm dúvida sobre a questão. Se for um projeto que mexe na legislação eleitoral não poderá valer para 2010 porque é preciso estar um ano em vigor. Se não for, pode valer e eu vou fazer de tudo para que comece a valer agora. Mas se só conseguirmos para 2012 será um grande avanço mesmo assim. O pior cenário é o projeto não ser aprovado.

ÉPOCA – Há uma percepção na população brasileira que muitos parlamentares legislam em causa própria. O senhor acha que a aprovação deste projeto vai melhorar a imagem do Congresso?
Índio da Costa
– A minha preocupação não é essa. Uma vez que o Ficha Limpa vire lei, o sujeito que quer entrar no Congresso para se proteger de algum crime passado não poderá mais fazer isso. Assim o Congresso vai melhorar e a opinião pública vai acompanhar tudo.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h18
[] [envie esta mensagem] []


 
   BANCOOP

Já viu a capa de VEJA desta semana? Posto para vocês uma parte da reportagem sobre o esquema de desvio de dinheiro para campanhas do PT, inclusive a de Lulla em 2002.Em azul.

Depois de quase três anos de investigação, o Ministério Público de São Paulo finalmente conseguiu pôr as mãos na caixa-preta que promete desvendar um dos mais espantosos esquemas de desvio de dinheiro perpetrados pelo núcleo duro do Partido dos Trabalhadores: o esquema Bancoop. Desde 2005, a sigla para Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo virou um pesadelo para milhares de associados. Criada com a promessa de entregar imóveis 40% mais baratos que os de mercado, ela deixou, no lugar dos apartamentos, um rastro de escombros. Pelo menos 400 famílias movem processos contra a cooperativa, alegando que, mesmo tendo quitado o valor integral dos imóveis, não só deixaram de recebê-los como passaram a ver as prestações se multiplicar a ponto de levá-las à ruína (veja depoimentos abaixo). Agora, começa-se a entender por quê.

Na semana passada, chegaram às mãos do promotor José Carlos Blat mais de 8 000 páginas de registros de transações bancárias realizadas pela Bancoop entre 2001 e 2008. O que elas revelam é que, nas mãos de dirigentes petistas, a cooperativa se transformou num manancial de dinheiro destinado a encher os bolsos de seus diretores e a abastecer campanhas eleitorais do partido. "A Bancoop é hoje uma organização criminosa cuja função principal é captar recursos para o caixa dois do PT e que ajudou a financiar inclusive a campanha de Lula à Presidência em 2002." Na sexta-feira, o promotor pediu à Justiça o bloqueio das contas da Bancoop e a quebra de sigilo bancário daquele que ele considera ser o principal responsável pelo esquema de desvio de dinheiro da cooperativa, seu ex-diretor financeiro e ex-presidente João Vaccari Neto. Vaccari acaba de ser nomeado o novo tesoureiro do PT e, como tal, deve cuidar das finanças da campanha eleitoral de Dilma Rousseff à Presidência.

Um dos dados mais estarrecedores que emergem dos extratos bancários analisados pelo MP é o milionário volume de saques em dinheiro feitos por meio de cheques emitidos pela Bancoop para ela mesma ou para seu banco: 31 milhões de reais só na pequena amostragem analisada. O uso de cheques como esses é uma estratégia comum nos casos em que não se quer revelar o destino do dinheiro. Até agora, o MP conseguiu esquadrinhar um terço das ordens de pagamento do lote de trinta volumes recebidos. Metade desses documentos obedecia ao padrão destinado a permitir saques anônimos. Já outros cheques encontrados, totalizando 10 milhões de reais e compreendidos no período de 2003 a 2005, tiveram destino bem explícito: o bolso de quatro dirigentes da cooperativa, o ex-presidente Luiz Eduardo Malheiro e os ex-diretores Alessandro Robson Bernardino, Marcelo Rinaldo e Tomas Edson Botelho Fraga – os três primeiros mortos em um acidente de carro em 2004 em Petrolina (PE). Eles eram donos da Germany Empreiteira, cujo único cliente conhecido era a própria Bancoop. Segundo o engenheiro Ricardo Luiz do Carmo, que foi responsável por todas as construções da cooperativa, as notas emitidas pela Germany para a Bancoop eram superfaturadas em 20%. A favor da empreiteira, no entanto, pode-se dizer que ela ao menos existia de fato. De acordo com a mesma testemunha, não era o caso da empresa de "consultoria contábil" Mizu, por exemplo, pertencente aos mesmos dirigentes da Bancoop e em cuja contabilidade o MP encontrou, até o momento, seis saídas de dinheiro referentes ao ano de 2002 com a rubrica "doação PT", no valor total de 43 200 reais. Até setembro do ano passado, a lei não autorizava cooperativas a fazer doações eleitorais. 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h40
[] [envie esta mensagem] []


 
   VERDADEIROS GOLPISTAS

SOBRE O POST ABAIXO - CALA BOCA JÁ MORREU!!

Acusar quem lhes aponta os defeitos é uma estratégia canalha de grande parte dos petistas. Não digo todos, porque seria tão canalha e lobotomizado quanto eles. Mas a maioria tenta se travestir de santinho para enganar o povo. Se fingem de detentores exclusivos da moral para espalhar essa mentira deslavada denegrindo os adversários políticos. E qualquer um que discorde de suas idéias “revolucionário/socialistas”. Na verdade, não passam de ditadores. Querem impor sua opinião à força ou com estratégias baixas (às vezes as duas coisas) e tentam ATROPELAR e destruir a todo custo quem se mostra contrário às suas posições.

Chamar os jornalistas que ousam mostrar seus escândalos de "golpistas" é apenas uma dessas estratégias. A outra é direcionar as verbas publicitárias para quem lhes é simpático. Se de um lado, tentam denegrir e difamar os que ousam criticá-los, por outro alimentam com dinheiro público os que se mostram mais receptivos. Na verdade, o golpe são eles que tentam cometer. Golpe contra a democracia, o direito (e dever) de crítica da imprensa e dos políticos de outros partidos, do MP, do Judiciário e seja lá de quem mais.

Na verdade, se pudessem (graças a Deus que não podem) boa parte dos petistas, mandaria para Cuba ou para Venezuela todos aqueles que torcem o nariz para as bobagens que Lulla faz e diz, no Brasil e no exterior. Se dependesse deles, nem haveria eleição. Afinal, pra quê? Pra permitir que outros tenham a sua chance? Pra quê, se Lulla já é Deus e sua popularidade chega a quase 100%??

Na cabeça desse idiotas (que parecem lobotomizados) ele é o melhor mesmo!! O absoluto. Parece que passaram pela "xǐ nǎo", do antigo Partido Comunista Chinês. Tudo que ele faz e diz está corretíssimo e quem diz o contrário é só porque quer tomar o poder. Quem tem opinião contrária está a serviço da "direita". A imprensa que critica o "deus" deles é financiada por setores do empresariado ou pelos partidos de direita, por isso, eles distribuem verbas da Petrobrás a torto e a direita para reforçar o time dos favoráveis.  ISSO É QUE É GOLPE, meu amigo. ISSO É SUBVERTER a lei, ISSO É MANIPULAR O DINHEIRO DE TODOS em benefício próprio.  Benefício de uns poucos. Golpe é usar o que é público, portanto, de todos, para beneficiar a si mesmo, para influenciar na escolha de todos.Isso é, sim, uma forma de golpe.

O resto é mentira!

É democrático promover ataques, inclusive judiciais, contra quem tem ideias contrárias às suas?

Quem nunca ouviu um petista idiota chamar alguém de adjetivos como golpista ou de nazista?? E de "Demo", então? É a tentativa de desmoralizar e de intimidar quem lhes aponta o dedo. Isso que é autoritarismo. Isso que é golpe. Só não ver petista chamando alguém de corrupto, de nepotista ou de fisiologista. Só se fosse Narciso.    

Queriam esses petistas que todos vivêssemos em uma ilha onde todos usássemos roupas vermelhas, assistíssemos à TV Brasil, ouvíssemos Chico Buarque e lêssemos apenas a Carta Capital, Paulo Henrique Amorim ou Luiz Nassif.

Graças a Deus, (e eu falo do deus verdadeiro, não aquele que só é considerado deus pelos idiotas) na democracia ouvimos o que queremos, lemos o que queremos, assistimos o que queremos e, principalmente, dizemos o que queremos. Até eles podem dizer as asneiras que querem.

 

Para os homens de bem, vale aquela frase malcriada das crianças : CALA BOCA JÁ MORREU, QUEM MANDA NA MINHA BOCA SOU EU! 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h00
[] [envie esta mensagem] []


 
   CANALHADA GOLPISTA

Do Blog do Josias

Reunido em Brasília, o diretório nacional do PT aprovou resolução em que acusa alimentar um “discurso golpista”.

 

Em reação, o partido faz um chamamento à tropa: “Este é momento de a militância petista sair às ruas e intensificar suas ações para reeleger nosso projeto de país”.

 

O texto foi construído a partir de esboço submetido na véspera à Executiva do PT pelo presidente da legenda, José Eduardo Dutra.

 

Insinua que o crescimento de Dilma Rousseff nas pesquisas levou os opositores do governo a adotar um “discurso de radicalização política e social”.

 

Enxerga no mobimento uma ofensiva “contra as conquistas do governo Lula e a pré-candidatura Dilma”.

 

Cita três exemplos do que considera evidências da “radicalização” golpista:

 

1. Os ataques ao terceiro Plano Nacional de Direitos Humanos.

 

2. A reação à Confecom (Conferência Nacional de Comunicação), que aprovou diretriz favorável ao “controle social” da mídia.

 

3. A instalação, na Câmara da CPI do MST, uma tentativa “criminalização dos movimentos sociais”.

 

A essas três “evidências”, o PT acrescenta, sob a expressão “entre outras”, um etecétera de motivações.

 

O esboço da véspera fazia menção explícita à tentativa de ressuscitar o escândalo do mensalão, de 2005. No texto aprovado, o tema sumiu.

 

A resolução do PT faz menção aos escândalos que tisnam a imagem da oposição. Iguala São Paulo, sob José Serra, ao Distrito Federal e ao Rio Grande do Sul.

 

Diz o texto, em seu item 7: “Apesar das divisões internas no campo adversário e a despeito do mar de corrupção e incompetência administrativa...”

 

“...Como no Distrito Federal, no Rio Grande do Sul e em São Paulo, as forças do atraso começam a se reorganizar a partir da definição do nome que irá representá-las...”

 

“...Adotam, desde já, um discurso de radicalização política e social contra as conquistas do governo Lula e a pré-candidatura Dilma [...]”.

 

Ou seja, para o PT, o governador tucano José Serra, iguala-se em perversão ao colega ‘demo’ José Roberto Arruda, preso desde 11 de fevereiro.

 

O partido equipara o presidenciável do PSDB também à correligionária tucana Yeda Crusius, às voltas com desvios de mais de R$ 40 milhões no Detran-RS.

 

Os ataques da oposição, o documento do PT, não “são novidades”. Por quê? “Nos anos 80 e 90, nas eleições de 2002 e 2006...”

 

“...E ao longo dos quase oito anos de governo Lula, as forças de direita e neoliberais agiram da mesma forma”.

 

Hoje, prossegue o texto, “frente à derrota que sofrerão nos próximos anos, já alimentam um discurso golpista”.

No esboço de Dutra, o PT era apresentado como vítima de uma “guerra de extermínio”. Entre os inimigos, a “mídia” e “setores do empresariado”.

 

Na versão aprovada pelo diretório, a “guerra” deu lugar ao “golpismo”. O “empresariado”, de cujas caixas registradoras virão as verbas da campanha, sumiu.

 

Quanto à “mídia”, a suposta adesão às causas da oposição é insinuada no item nove da resolução do diretório.

 

Diz o seguinte: “A reeleição do presidente Lula, em 2006, sacramentou a idéia de que existe um limite entre ‘opinião pública’ e ‘opinião publicada’.”

 

Dito de outro modo: o êxito de Lula, refletido nos altos índices de popularidade, prevaleceu sobre os “inimigos” da imprensa.

 

Mas, tomado pelo teor de sua resolução, o PT acredita que não é o momento de depor as armas. Vai manter a sua guerra particular.

 

“Ainda há um longo caminho a ser percorrido. Não podemos nos acomodar com o cenário momentaneamente positivo”.

 

Segue-se a convocação à “militância” para “sair às ruas”. O partido de Lula considera-se bem posto na briga sucessória.

 

O documento divulgado nesta sexta (5), cuida de envernizar a tese do plebiscito –“Nós contra eles”, no dizer de Lula.

 

“O PT e seus aliados chegam a março de 2010 bem posicionados para a disputa eleitoral”, escreveu o partido.

 

Uma “disputa que definirá se o Brasil continua avançando ou se retrocede aos anos de desemprego, ausência do Estado, repressão social e submissão internacional que marcaram o desgoverno demo-tucano na década de 90”.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   GREVE DA APEOESP

Reunidos em assembleia nesta sexta-feira (5) professores da rede estadual de ensino aprovaram greve a partir da próxima segunda-feira (8).

Os grevistas aprovaram a realização de comandos de greve na porta das escolas a partir desta segunda-feira e planejam uma manifestação na Avenida Paulista às 14h de sexta-feira (12).

Os professores reivindicam reajuste salarial de 34,3% e afirmam que estão com os salários congelados há cinco anos. Os professores se opõem à incorporação da gratificação em três parcelas anuais.

A Secretaria de Estado da Educação divulgou nota em que considera a aprovação da greve pela assembleia uma decisão política. Ainda de acordo com a secretaria, a pauta da assembleia é inimiga da melhoria da qualidade da educação de São Paulo. E que a maioria dos professores não vai se mobilizar em relação a essa pauta que só prejudica o ensino público e que é contrária aos próprios interesses dos professores.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 20h31
[] [envie esta mensagem] []


 
   RICARDO JUNQUEIRA

O ex-secretário Ricardo Junqueira teceu comentário sobre o post em que comento o nosso encontro da semana passada. Firmamos um compromisso. O de tomar umas cervejas descontraídamente, se possível, para "meter o pau" nos maus políticos, falar sobre o nosso time, a religião, quem são os candidatos a prefeito de Jales, qual deputado é o mais "paraquedista"... e outros assuntos digamos... "nada polêmicos".

Talvez, quem sabe, até conversar sobre algum assunto mais "sério e pesado" como as musas do carnaval ou do Big Brother, de que lado das mesas da Facip é melhor ver os shows, qual a cerveja que combina melhor com uma boa picanha de porco...coisas bem polêmicas assim.

Mas o compromisso está firmado e quem se habilitar a uma boa conversa, respeitando as opiniões alheias, está convidado. Essa é a única condição.Veja o que ele disse:

Carioca.... li e reli o seu post,não mudo em nada suas palavras e que venha a público o seus escritos, e se ocorrer de vir criticas que venham. E da inteligencia do artigo 327 e seguintes do Codigo Penal, funcionário público transcende, o que muitos pensam ser e não são e os que não são realmente são.... (ficou esquisito esta colocação né?!?, mas é isto ai!!! Portanto só tenho adizer uma coisa, tomaremos sim várias cervejas juntos rachamos a conta mas o aperitivo o Paulo Arouca paga!! Concorda!?! Acredito que em nossa caminhada por mais que os livros que revelem, tenho muito mas muito mesmo!!! a aprender e você pode contribuir no meu aprendizado. JA dizia um grande pensador, filósofo que morreu aos 97 anos... um dia antes de sdua morte estava no leito de um hospital lendo um livro e rascunhando um papel amassado, retirdao do lixo...qundo sua filha ja idosa entrou no quarto e disse: - Papai descansa para de ler um pouco. Ele olhou pra filha e respondeu:

Minha filha terminei!! Estou pronto para receber meu diploma!!! No dia seguinte faleceu!!! O seu diploma foi seu conhecimento e só terminamos nosso aprendizado qudno morremos... portanto vamos aprender um com o outro ( de prefencia degustando uma antartica bem gelada) Amigo boa sorte ai e se precisar te defender de alguns to aqui. se precisar te criticar também criticarei kkkkk mas tentando te passar algo de bom. Abraço
Ricardo | ricardo13130@hotmail.com | jales sp | menos o do PT | Geraldo |  05/03/2010 10:15

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 19h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   CORREÇÃO

Por favor, que me desculpem os leitores, mas realmente me enganei. Coloquei, talvez por desejo, a dupla Jorge e Matheus na grade de shows da Facipinha.A grade certa é Fernando e Sorocaba (dia 14), Luan Santana (dia 15), João Carreiro e Capataz (dia 16) e Roupa Nova (dia 17).

Mas ninguem, a não ser os "presuntos defumados" da vida, podem dizer que o meu erro não serviria para melhorar a festa.Alguns leitores atentos me chamaram a atenção e um deles é Adriano Pegoretti, cujo comentário reproduzo abaixo.

Caro Carioca, primeiro eu quero lhe dar os parabéns, confesso que não conhecia o blog e só passei a visita-lo de uns tempos para ca, viciei, coragem não é pra quem quer, é para quem tem, só estou entrando em contato para fazer uma pequena correção, esta música é linda, concordo e estes caras cantam muito, representam o sertanejo universitário de forma maravilhosa e é uma pena que eles NÃO virão na Facip deste ano, abraços e continue, nós jalesenses precisamos de gente de coragem. abraço
Adriano | adrianopegoretti@terra.com.br | Jales, SP, Brasil | Contador | 29 | Menos a Dilma | Menos o Alckmin |  05/03/2010 17:01

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 19h22
[] [envie esta mensagem] []


 
   ANOTA AÍ

O mundo estaria salvo se os homens de bem tivessem a mesma ousadia dos canalhas; Eu tenho. E você?


Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 02h05
[] [envie esta mensagem] []


 
   IRONIA DO DESTINO

 Muito interessante!! Entrei no site da Prefeitura e cliquei no link "OBRAS" para ver o que havia lá, já que na rua eu não vejo quase nada. Advinha!! Lá tem menos ainda. "Nenhuma notícia publicada", informa o site.

Ah, e na saúde?? Acertou!! NADA!! Necas de pitibiriba, como se diz lá no Rio.

Ô, Claudinei Antônio, aceita logo essa Secretaria, meu amigo!!!

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h18
[] [envie esta mensagem] []


 
   NARDONI

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou a liminar que pedia o adiamento do julgamento de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá. Segundo a assessoria de imprensa do STF, o ministro Joaquim Barbosa tomou essa decisão na tarde de ontem.

A defesa entrou com o pedido no dia 22 de fevereiro. O julgamento está marcado para o dia 22 de março no Fórum de Santana, na zona norte.

O casal é acusado de matar a filha de Nardoni, Isabella Nardoni, em março de 2008, em São Paulo. Na época do crime, a garota tinha 5 anos. A acusação foi feita ao casal por suspeita de que eles teriam limpado o apartamento após o crime. Eles aguardam o julgamento presos em Tremembé (SP) e afirmam ser inocentes.Isabella morreu ao ser atirada do 6º andar do prédio em que seu pai e a madrasta moravam, na Vila Mazzei, na zona norte da cidade.

O casal é acusado de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h11
[] [envie esta mensagem] []


 
   ALAMBRADO DO CCI

Gente, numa boa. O texto é tão ruim, mas tão ruim, que eu não sei se este post é sobre a (péssima) qualidade do texto ou sobre a ação do prefeito. Entendem agora quando eu digo que eles precisam se profissionalizar?

O texto acaba se sobrepondo ao fato, de tão ruim que é. Poderíamos dizer que foi o requerimento da Câmara que fez o prefeito se levantar da cadeira, poderíamos dizer que os idosos podem estar perto de ver o seu espaço na ativa...etc, mas o texto quase nos cega.

Dá uma olhada em quantas vezes a pessoa colocou um "deste" ou "este" onde deveria colocar "desse" ou "esse" e conte quantas vezes ela escreveu a palavra na mesma frase.

Sem contar a "bela" construção "A liberação destes recursos é fundamental, pois estes possibilitarão a construção do alambrado sem o qual o funcionamento deste Centro de Convivência do Idoso foi avaliado impróprio". Uma pérola!Chega a deixar a gente tonto de tão confusa. E o que dizer de "...assinou junto com a Diretora Técnica..." ou então "...prometido a bastante tempo, se estendeu quase um ano...". O que ele quis dizer??Será que esqueceu de um "H" antes daquele a bastante tempo e um "por" entre o estendeu e o quase??

Todos cometemos erros. Eu mesmo cometo alguns aqui, às vezes por pressa ou por burrice mesmo, mas lá a coisa tem que ser mais cuidadosa. O texto da Assessoria de Imprensa é a forma como os meios de comunicação e como as pesoas que os leem verão a nossa cidade.

Ah, não esqueça da foto. O artista deve ter subido encima de uma cadeira para pegar um "ângulo criativo" para justificar o seu salário. Afinal, era o prefeito (seu patrão) que estava lá. Ele ainda esqueceu a "bolsinha" da câmera digital na mesa e esqueceu que foto jornalística não tem que ser assim tããããããããooooooo criativa. Confesso que até torço para que a foto tenha sido tirada por alguém de lá.  

O Prefeito Humberto Parini assinou aditivo a convênio com a Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social, via DRADS em Fernandópolis, no valor de R$ 27.150,88, para a construção do alambrado no CCI, instalado no Jd. Estados Unidos em Jales. O aditivo foi assinado junto com a Diretora Técnica da II DRADS – Fernandópolis Lídia Mara Ribellato Buissa. A liberação destes recursos é fundamental, pois estes possibilitarão a construção do alambrado sem o qual o funcionamento deste Centro de Convivência do Idoso foi avaliado impróprio. Infelizmente, por razões que estão além das possibilidades de intervenção do município de Jales, a liberação deste recurso, prometido a bastante tempo, se estendeu quase um ano. Finalmente assinado o aditivo, já foram tomadas as providências para que seja realizada a licitação da obra e sua imediata concretização.

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   MANIFESTAÇÃO

Incrível!!

Olha o bilhetinho que a escola dos meus filhos acabou de enviar:Não repare o "segunda-feira" escrito daquele jeito, digamos, pitoresco. Deveriam estar com pressa para fazer os panfletos pró Dilma. Imagino (posso apostar um daqueles computadores financiados pelo Estado) que fizeram os bilhetes com o papel, o computador e a impressora da escola.

"...nesta sexta-feira não haverá aula em virtude da paralisação da equipe da escola, por conta das reivindicações dos educadores não atendidas pelo governador. Informamos que na 2ª feira haverá aula normal."

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h04
[] [envie esta mensagem] []


 
   INTELECTUALÓIDE

Lembra dos intelecualóides ou pseudointelectuais que eu citei quando falei sobre gosto musical e cultura (lá embaixo)? Pois é!! Um dos seus maiores "quadros" se manifestou com seu autoritarismo cultural típico daquela geração que morreu com a queda do muro de Berlin. Só a opinião dele serve e os outros são, com ele diz, "mortadela", mas nunca chegarão a ser "presunto defumado", supostamente como ele. Bem, só posso dizer que não sou mortadela, mas nem quero pensar em ser um presunto, ainda mais defumado.

A defumação, todos sabem, é aquele técnica culinária que serve para conservar por mais tempo aquilo que já deveria estar mofado.

Percebam que ele se acha sensacional, mas vota no Ciro e na Dilma.Que belo conjunto de defumados.

 [Marco Antonio Poletto] [polettomarco@bol.com.br] [Jales] [DILMA] [CIRO]
Senhor blogueiro: quem nasceu para mortadela, nunca chegará a presunto defumado; não chame esse brega urbano, com apelo rural de música. A verdadeira música quem conhece não é vc., somos nós, os privilegiados com a expressão nobre do talento e atributo superior do espirito.

04/03/2010 14:27  
 
 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h37
[] [envie esta mensagem] []


 
   ALBERGUE

Hoje, no Antena Ligada, Rivail Rodrigues, ex-presidente do Albergue Noturno, repetiu o que havia dito em entrevista ao Jornal de Jales, no domingo. A instituição de 57 anos de atendimento, encerra suas atividades.Já havia lamentado o fato aqui neste Blog. Ele reafirmou que o serviço será encampado pela Prefeitura, então eu repito a pergunta que fiz: se a Prefeitura não conseguia pagar em dia a “miséria” que dava ao Albergue, como vai poder assumir o serviço?? A questão é lógica: se um passageiro não consegue pagar a corrida, como vai comprar o táxi?? O fim é certo!

Sei que não é da personalidade de Rivail, sujeito com perfil bem cordial, bem como os espíritas, mas é preciso deixar bem claro que os principais motivos do fechamento de uma instituição tão tradicional e de trabalho tão louvável e importante é a OMISSÃO DOS GOVERNANTES, que além de não fazer, ainda desamparam que faz por eles.

Ninguém diz nada, há um silencio geral quanto a isso, mas deveria haver manifestação na imprensa, greve de fome, bomba atômica e o escambau.

Desde 1996, o Governo do Estado repassava apenas R$ 2.666,00 mensais, sem reajuste.Mas o pior é a Prefeitura de Jales que repassava apenas R$ 375,00 mensais e ainda atrasava vários meses. UM CRIME!! Atrasar uma “esmola” como essa é uma absurda falta de responsabilidade.

O resultado é um déficit mensal de R$ 6 mil, que os integrantes tinham que se virar para conseguir. Não agüentaram.E assim vai a nossa cidade, caminhando a passos largos para a falência. Acabam as indústrias, acabam os símbolos, acaba o social...

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h18
[] [envie esta mensagem] []


 
   ROUPA SUJA (LIMPA)

Outro ponto a esclarecer é a minha conversa com o ex-secretário de Esportes, Cultura e Turismo Ricardo Junqueira.

Compreendo a sua raiva pelo jornal A Tribuna e seus integrantes. É claro que ninguém gosta de receber críticas, ainda mais quando elas estampam a página de um jornal. Deve ser uma experiência altamente desagradável abrir o jornal no domingo e ver seu nome ou seu trabalho sendo criticado logo na capa.

Mas é preciso entender que quando uma pessoa assume um cargo público deve ter consigo, perto de suas vistas, essa possibilidade. Se alguém recebe dinheiro do povo, deve se acostumar a ter que dar satisfações. Seu emprego deixa de ser privado e passa a ser PÚBLICO, que, como o nome diz é do povo.

A observação que faço aqui é semelhante a que fiz no post anterior. Não houve críticas pessoais a ele e desde que ele saiu do cargo, nunca mais houve nenhuma matéria a seu respeito. Sua vida pessoal é problema dele e espero que tenha muito sucesso nela. Mas a sua vida pública é problema nosso.

E disse isso a ele.

E ele me disse que cresceu e amadureceu bastante desde a sua saída, principalmente pelas dificuldaes que enfrentou. Respondi que estava feliz por isso. Não pelas dificuldades, claro, mas pelo crescimento. 

Respeito várias coisas no ex-secretário, sua inteligência (me disse que passou em cinco concursos e completa sua terceira faculdade) e a quantidade de amigos que tem. Por isso espero que ele tenha entendido essa diferença e que ainda tomemos algumas cervejas juntos.

É fácil perceber que suas idéias não estão contaminadas pelas más intenções e pela virulência autoritária de alguns de seus companheiros (que permanecem lá e que saíram), portanto posso supor que os erros que apontamos em sua gestão à frente da Smect eram apenas isso: erros.

Se for assim, terá um futuro brilhante e os episódios serão apenas um tropeço do passado.

Mas se eram um caminho escolhido, uma forma de agir, lamento, mas nem toda a inteligência do mundo vão salvá-lo do desastre.  

Torço pela primeira opção.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h49
[] [envie esta mensagem] []


 
   ASPONES

Vamos explicar uma questão que me parece ter ficado meio confusa para alguns.Eu não critiquei os ficais da Prefeitura, nem os assessores de imprensa. Eu critiquei, e pelo visto vou continuar criticando, a FISCALIZAÇÃO E A ASSESSORIA DE IMPRENSA DA PREFEITURA. Tem uma grande diferença aí e os funcionários sabem disso.

Por exemplo, sobre a falta de fiscalização na cidade, eu ouvi dos próprios fiscais que eles querem atuar, mas são impedidos por gente graúda (aqueles aspones, você sabe) e que em vez de fiscalizar, eles também são obrigados a entregar carnês do IPTU. “Alô, Tatinha e Macetão: mais um requerimento pra vocês! É só perguntar a um fiscal.”

E não venha com conversa que é pra economizar, não! Se em vez de fiscalizar, os fiscais estão servindo de officeboys de luxo, é desvio de função sim senhor. Que chamem o “sedex”. Não o que vocês estão pensando, eu falo do verdadeiro.

E também não tenho nada contra os ambulantes, que fazem um trabalho honesto. Mas daqui a pouco isso vai virar um camelódromo a céu aberto. Tem ambulante por todo lado nessa cidade.

Com exceção daquela menina que disse ter lugar garantido lá “só porque era bonitinha”, nunca citei o nome de ninguém da Assessoria de Imprensa aqui. Sei que são poucos, que são esforçados e trabalhadores. Ah, que ganham pouco também. Mas o resultado do trabalho é péssimo. E talvez se deva à falta de comando ou a comando de mais, sei lá. Se a culpa é novamente dos aspones, o problema é outro. Se eles têm que dar atenção à primeira dama, digitar coisas de tudo quanto é lado (dizem que são usados como estagiários) o problema é outro. Mas que o serviço precisa ser mudado, não há a menor dúvida.

Aliás, até tomo a liberdade de dizer aos que estão lá que procurem outro caminho para não se desgastarem mais, não se frustrarem mais. Deixa isso aí na mão do chefe de gabinete ou da Secretaria de Administração de uma vez por todas. Eles não são os espertões que sabem de tudo e ficam dando ordens a vocês? Então deveriam saber fazer melhor que vocês, o que eu duvido.

A cidade precisa ser divulgada, se não houver volume para divulgação, já que as conquistas são poucas, deve-se fazer o institucional da cidade. Promoção mesmo! A distribuição de verbas e de material deve ser igualitária e inteligente e não favorecer os simpáticos ao prefeito. Acho mesmo que um secretário de Comunicação Social com experiência profissional vai chutar os aspones de lá e vai colocar as coisas nos eixos. Só não pode se deixar contaminar pela “forma petista de ser”. 

Como eu já disse em outras ocasiões, tenho orgulho de pertencer a uma família de servidores públicos, TODOS ELES, mas tenho verdadeira ojeriza de aspones, gente que não trabalha, ganha bem, manda e dá pitaco (errado) em quem sabe e aidna passa o tempo fazendo intrigas.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h07
[] [envie esta mensagem] []


 
   EXPLICOU, MAS NÃO EXPLICOU

Hoje em entrevista ao Jornal do Povo , o vereador e presidente da Câmara, Luis Especiato (PT) tentou mias não conseguiu explicar o fato de Rivelino Rodrigues (PPS) ter sido indicado como líder do prefeito na Câmara. Disse que Riva é bem conceituado entre os vereadores, que tem experiência e mais BLÁ, BLÁ, BLÁ, BLÁ...

Quanto aos predicados, é claro que eu concordo. Mas quanto ao resto....

A verdade é que apesar de ter a maior bancada na Câmara , o PT ficou a pé por conta da eleição de Especiato. Todos sabemos que Aracy Murari Cardozo não está exatamente em lua de mel com o prefeito, portanto, não poderia ser a líder, nem aceitaria, eu acho. E Pérola Fonseca Cardoso entra muda e sai calada de todas as sessões.Nem parece que é “parlamentar”, aquele indivíduo que parla (conversa, dialoga, em português)  Como poderia liderar a bancada em votações difíceis?  

Por isso, quando Riva disse que estava disposto a fazer o papel de interlocutor dos vereadores junto ao prefeito (e não o contrário), o gabinete mais que rapidamente se apressou em distribuir uma nota à imprensa para confirmá-lo como líder. Até palavras dele foram usadas e ele (como podem ver em mensagem postada abaixo) nem sabia da concessão do título.

Aliás, na mesma entrevista, Especiato disse que não importa o nome que ele queira dar á função, interlocutor ou líder do prefeito é dá na mesma.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 15h40
[] [envie esta mensagem] []


 
   TARTARUGA?

Da Assessoria do Conselho Nacional de Justiça

A morosidade processual na Justiça brasileira foi a principal queixa dos cidadãos que utilizaram a Ouvidoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no mês de dezembro, com 379 manifestações de um total de 1.012 reclamações registradas. Elas representam 46,29% de um total de 1.998 atendimentos. Os dados são do relatório mensal da Ouvidoria, relativo ao mês de dezembro de 2009.  A atuação dos magistrados ficou em segundo lugar no ranking das reclamações com 66 manifestações e a Meta 2, que previa o julgamento até o final do ano passado de todos os processos distribuídos até 31 de dezembro de 2005, ficou em terceiro lugar, com 61 reclamações.

 

Depois das reclamações, vem os pedidos de informações, com 729 manifestações, representando 33,35% do total.  As consultas jurídicas estão em primeiro lugar com 123 pedidos. Os usuários da Ouvidoria queriam saber, entre outros assuntos, o prazo para interposição de recursos, esclarecer dúvidas sobre leis em vigor e quais os procedimentos necessários a uma representação por excesso de prazo. 

O Programa Começar de Novo, que visa a reinserção de egressos do sistema prisional ao mercado de trabalho, foi o segundo assunto mais procurado nos pedidos de informações, com 100 manifestações. Os contatos com a Ouvidoria foram de interessados em se candidatar a vagas de empregos ou cursos. Houve ainda manifestação de empresas e pessoas oferecendo vagas ao projeto.

A maioria dos pedidos chegou por meio de formulário eletrônico, que está disponível na página do CNJ (www.cnj.jus.br), no menu principal no lado esquerdo da página principal. Ele foi utilizado por 85,44% dos usuários; 12,96% dos usuários utilizam a Internet e o restante dos pedidos chega por carta ou ofício.

Além de responder ao cidadão, a Ouvidoria explica como formalizar uma petição ao CNJ, principal dúvida dos usuários, e esclarece as competências do CNJ e da Corregedoria Nacional de Justiça, além de informar sobre a composição do Conselho.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 14h13
[] [envie esta mensagem] []


 
   GOSTOSA MISTURA

Poderia dar centenas, milhares de exemplos de ótima música que é feita no âmbito sertanejo, mas lembrei rapidinho de uma que bem poderia ser gravada por um desses medalhões da MPB idolatrados por alguns idiotas intelectualóides.

Veja a letra e me diga se é ou não um belo exemplo. Aposto que ficaria ainda mais inda na voz de Marisa Monte. Ou quem sabe, com um tom a menos, na voz de João Bosco?

Há quem diga que quem anda só é melhor do que ao lado de quem não te quer bem
O meu coração está cansado de ser torturado e precisa de alguém

Vou tomar o caminho mais reto vou seguir direto até onde eu quiser
Vou levar esse amor solitário tranquilo e na boa até onde eu puder

Veja só, eu podia estar ao seu lado
Mas não deu e eu não vou ficar aqui parado

To indo pra onde haja sol
Pois o meu coração é meu lar
Se você quiser ir, pode vir já guardei seu lugar
Vamos viver tudo aquilo que ainda não vivemos
Mais uma chance pro amor, pra salvar o que ainda não perdemos

Agora ouça a música. Eles estarão na Facip e farão, sem dúvida, um dos melhores shows deste ano e dos últimos. Vai gostar:

   



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 01h07
[] [envie esta mensagem] []


 
   CULTURA x INTELECTUALISMO ELITIZADO

Se tem uma coisa que eu aprendi a gostar é a Facip. Em geral, grandes festas/ feiras agropecuárias. Aprendi, porque na minha cidade natal não há isso. Quando me mudei de lá, o povo só tinha visto essa modalidade na TV. Agora tá há algumas tentativas, mas poucas.  

Logo na minha primeira Facip, nos idos de 1987, fiquei admirado com tudo. E olha que já tinha visto muitos shows na minha juventude. tive até o privilégio de ver a Blitz na Praça da Apoteose, nó Sambódromo.

lembro que um ou outro mais gozador fazia piada com o fato de um carioca "da Gema" e ainda cheio de sotaque ter ficado fascinado com uma festa do interior. Depois disso, tive o prazer de apresentar a Facip para vários de meus familiares e o sentimento deles foi o mesmo que o meu.Apesar de toda a cultura que acumularam através de shows, peças, viagens internacionais etc.

A explicação se deve a uma cosia simples: "cabeça aberta".

Podemos gostar de rock'n roll, como eu e meu irmão; podemos gostar de samba, como a minha cunhada, podemos gostar de estilos mais antigos, como minha mãe, mas todos temos a “cabeça aberta” e sabemos apreciar o que os outros estilos têm de bom. Uma pessoa que se fecha radicalmente contra determinado estilo, seja ele rock, axé, pagode, sertanejo, blues, MPB ou qualquer outro, não pode se dizer um indivíduo culto. Apenas um indivíduo incompleto ou aleijado, carente de conhecimento.Um pseudointelectual daqueles que “se acham” e que usam essa pseudointelectualidade como objeto de afirmação pessoal.Apenas para se sentir superior e olhar os outros “pobres-coitados” de cima. Talvez até seja alguma coisa relacionado á sua masculinidade. Nada mais que isso.

Como pode alguém dizer que não gosta de determinado estilo, se nunca parou para ouvi-lo?? É, obviamente, um preconceituoso e, consequentemente, um ignorante (no sentido de ignorar o conhecimento).

Estou escrevendo isso com base no novo CD e DVD de Chitãozinho e Xororó em parceria com a Orquestra Bachiana Filarmôpnica regida pelo maestro João Carlos Martins, um dos maiores do Brasil. Conheci o trabalho no Altas Horas de sábado passado. Só tenho uma palavra para descrever: SENCACIONAL!!

Mas vou ainda mais longe e posto para vocês um vídeo da dupla com o grupo Fresno. Se os emo/roqueiros e os sertanejos aceitaram a fusão de estilos radicalmetne diferentes, porque um idiota ainda insiste em dizer que destesta música sertaneja? Quem ele pensa que é?

VEJA O VÌDEO:

 Tá certo que podem aparecer os incrédulos que dirão que Chitão e Xoroó são um caso à parte, mas eu respondo de antemão que essa opinião possui a mesma carga preconceituosa do exemplo acima, do cara que "Nunca ouviu, mas não gosta". Procure, ouça, conheça. Aposto que vai achar coisas lindíssimas por aí. E coisas horríveis também, assim como na MPB, no rock, no samba...E se ainda assim não gostar, respeite o gosto dos outros. Eu gosto...de sertanejo, rock, samba, axé....

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h56
[] [envie esta mensagem] []


 
   MUDANÇA

A Folha Regional que circula nesta quarta-feira traz uma importante modificação no Código Tributário Municipal. Senhores contribuintes, por favor, se informem.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h20
[] [envie esta mensagem] []


 
   MARINA SILVA

Para quem ainda não viu, aí vão os links da entrevista da senadora Marina silva (PV) a Kennedy Alencar, na Rede TV, neste domingo.

Os links são estes:

http://www.redetv.com.br/portal/jornalismo/enoticia/?90904 

http://www.redetv.com.br/portal/jornalismo/enoticia/?90909

http://www.redetv.com.br/portal/jornalismo/enoticia/?90907



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 22h10
[] [envie esta mensagem] []


 
   BÓRIS CASOY

Do Portal Imprensa

O jornalista Bóris Casoy e a Rede Bandeirantes escaparam de condenação por danos morais em ação movida pelo gari Marcelo Gomes de Brito, da Paraíba, por sentir-se ofendido com um comentário pejorativo do âncora do "Jornal da Band", no último dia 31 de dezembro.

A equipe do Portal IMPRENSA teve acesso ao processo aberto na 2ª Vara Cível da Comarca de Campina Grande. Segundo decisão do juiz Cláudio Antônio de Carvalho Xavier, a repercussão do caso deve ser considerada. No entanto, "o autor da ação não foi a pessoa diretamente atingida pela prática do ato ilícito", uma vez que o comentário de Casoy fora dirigido à categoria.

Na ocasião, Casoy fez a seguinte observação depois que dois garis desejaram felicitações aos telespectadores pelo ano novo: "Que merda...dois lixeiros desejando felicidades...do alto de suas vassouras...dois lixeiros...o mais baixo da escala do trabalho".

No entendimento do juiz, o autor da ação "não sofreu dano de qualquer espécie. Do contrário, até os familiares dos garis, do país inteiro, estariam legitimados a ingressar com ação indenizatória".

O magistrado observa, ainda, que a ação seria legítima caso fosse movida pelos dois garis que apareceram no telejornal e que geraram o comentário.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 21h42
[] [envie esta mensagem] []


 
   PUBLICAÇÃO

Léo carvalho, um dos integrantes da Assessoria de Imprensa da Prefeitura, me enviou muito gentilmente a repordução da capa do jornal O Pescador, publicação mensal produzida por ele. O Pescador é uma publicação especializada e está recebendo ampla acietação no mercado. Ele é encartado no jornal Folha Noroeste. A capa vai aqui abaixo: 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h41
[] [envie esta mensagem] []


 
   FICHA SUJA

Faltou a principal acusação para credenciar um político (improbidade administrativa), mas já é um avanço

Deu no Estadão

Nas eleições deste ano, os eleitores poderão consultar pela internet a ficha criminal dos candidatos. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou na noite de ontem a obrigação de os políticos apresentarem, no pedido de registro da candidatura, documentos informando detalhadamente o teor e a situação de eventuais processos criminais.

A certidão criminal será digitalizada pela Justiça Eleitoral para que o eleitor possa consultar a situação de criminal de cada candidato na página do TSE na internet.

Se o partido não apresentar a documentação sobre o andamento específico de cada processo de seu candidato, na hipótese de certidão criminal positiva, a Justiça Eleitoral dará prazo de 72 horas para que ele supra essa omissão. Caso não o faça, o candidato poderá ter o registro de candidatura negado por ausência de documentos exigidos no momento do pedido de registro.

Os ministros chegaram a discutir a possibilidade de a exigência de apresentação de certidões criminais ser estendida a processos de improbidade administrativa, mas entenderam que isso não seria possível, uma vez que a Lei de Improbidade Administrativa é anterior à Lei das Eleições.

Além das certidões criminais fornecidas pelas Justiças Federal e Estadual ou do DF, na via impressa do requerimento de registro deverão constar a declaração de bens do candidato, comprovante de escolaridade, prova de desincompatibilização (de cargo ou função pública), quando for o caso, e fotografia recente do candidato.

Do requerimento deverão fazer parte ainda as propostas dos candidatos a presidente da República e a governador de Estado ou do Distrito Federal, que deverão ser entregues na forma impressa e digitalizada.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h29
[] [envie esta mensagem] []


 
   COTAS RACISTAS

Deu no Estadão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski rejeitou nesta terça-feira, 2, um pedido do DEM para que fossem revistos os critérios de convocação das entidades que discutirão em audiência pública na Corte a adoção de políticas de cotas raciais para ingresso em universidades públicas. A audiência, que começa nesta quarta-feira e prossegue até sexta, foi convocada por Lewandowski, relator de dois processos que contestam a política de cotas, um deles apresentado pelo DEM.
O ministro discordou dos argumentos do partido de que não haveria isonomia na distribuição do tempo entre os favoráveis às cotas raciais e os contrários. Para o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO), que justificou o pedido de seu partido, Lewandowski convocou para a audiência um número maior de pessoas favoráveis às cotas do que as que se opõem.

Porém, o ministro argumentou que representantes do governo e das universidades que falarão na audiência sejam incluídos no rol pessoas favoráveis às cotas raciais. Eles vão relatar experiências positivas e negativas da política de cotas, segundo Lewandowski. "Não há atentado à isonomia", concluiu o ministro.

Esse não é o único ponto de tensão em torno da audiência. Caiado também tem acusado o ministro da Igualdade Racial, Edson Santos, de utilizar recursos públicos para mobilizar pessoas e grupos favoráveis à política de cotas. "O ministro está usando a máquina do Estado para convocar ONGs e pressionar o Judiciário", disse o deputado. "Ele não pode transformar a sua opinião em defesa das cotas em política de Estado."

O ministro disse ontem que a preocupação do DEM é descabida. "Quem vem a Brasília para a audiência vem de acordo com suas possibilidades", afirmou. "Apenas enviamos um aviso aos gestores de promoção da igualdade racial sobre o evento no Supremo. Existem cerca de 600 órgãos de promoção da igualdade racial nos Estados e municípios. Não temos qualquer intenção de constranger o Supremo, que tem autonomia e independência para discutir os temas que lá chegam."

Data

O Supremo ainda não definiu a data para julgar as duas ações. Em uma delas o DEM questiona os critérios raciais utilizados desde 2004 pela Universidade de Brasília (UnB) para a admissão de estudantes pelo sistema de cotas. A outra foi apresentada por um estudante que se sentiu prejudicado pelo mesmo sistema adotado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Pra deixar bem claro, antes que me acusem de ter errado: O TERMO CERTO PARA AS COTAS É MESMO "RACISTAS", POIS É ISSO QUE ELAS SÃO, COTAS RACISTAS e não "raciais".Portanto, sou total e irremediávelmente contra elas.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h25
[] [envie esta mensagem] []


 
   PRESENTINHO

Censura: "Este governo foi o único que mandou recados", diz humorista de TV

 

Em entrevista à TV Estadão, Marcelo Madureira, do Casseta e Planeta, diz que governo não perde oportunidade de mostrar autoritarismo de forma velada

VEJA TÉ O FIM

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 18h12
[] [envie esta mensagem] []


 
   PSOL JALES

Ocorreu neste domingo, 28/02 a reunião regional do PSOL. Nesta reunião estiveram alguns companheiros da micro-região de Jales, que estão sob supervisão do nosso núcleo de Jales.
 
Nesta reunião, discutimos vários assuntos e questões internas, mas o principal tópico foi a escolha dos delegados regionais que irão representar a região de Jales no Congresso Estadual do partido, que será realizado em São Paulo/SP nos dias 27 e 28 de março.
 
No Congresso Estadual é que serão definidas as candidaturas a Deputados Federais e Estaduais, Governadores e Senadores. Também serão indicados os delegados que irão participar do Congresso Nacional, em meados de abril ou maio, na cidade do Rio de Janeiro. Os delegados indicados na reunião do ultimo dia 28/02 terão poder de voto e ser votado.
 
Esperamos nesse congresso ter nossa candidatura a Deputado Federal confirmada e lançar em Jales um candidato que Jales tanto espera.
 
DELEGADOS INDICADOS REGIONAL JALES: 02 DELEGADOS
 
JULIANO MATOS - JALES/SP
DIRSON DE OLIVEIRA- SANTA RITA D´OESTE/SP
 
Da assessoria PSOL JALES



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h45
[] [envie esta mensagem] []


 
   RIVELINO RODRIGUES

Posto para vocês o e-mail do vereador Riva Rodrigues sobre comentários que fiz anteriomente. Leiam, em azul:

Prezado Carioca;

 

Como você sabe, acompanho seu blog regularmente e abaixo, seguem observações sobre alguns comentários, a saber;

 

1. Liderança (28/02):

Fiquei sabendo oficialmente da nota à imprensa distribuída pelo Poder Executivo, que travada da “liderança do Prefeito na Câmara” somente ontem (02/03/10) à tarde. Reitero o que disse ao repórter Tony Ramos, na segunda-feira à noite, logo após a Sessão Ordinária da Câmara: Me coloquei para servir de elo de interlocução entre a Câmara e o Executivo, visando buscar o atendimento das indicações dos Vereadores, que são inúmeras, conforme se pode acompanhar no site da Câmara de Jales. Só neste ano, são mais de 70 indicações apresentadas em 4 sessões camarárias. Com relação a CEI da Petrobrás, que presido, o trabalho continuará sendo desempenhado com a mesma seriedade e informo que hoje (03/03) ouvimos mais duas Senhoras que apresentaram importantes dados. Em breve divulgaremos as datas que ouviremos o Prefeito Parini, e os Senhores Arnaldo Murilo (Rede da Cidadania) e Anísio Martins (ADERJ).

2. Sessão da Câmara (01/03):

O requerimento 031/2010, de autoria da Vereadora Aracy (Tatinha) e do Vereador JR não contou com minha assinatura porque foi uma ação de ambos, que receberam denúncia sobre a merenda e foram, pessoalmente a uma escola de Jales verificar o ocorrido, isso na semana passada. As proposituras (indicações e requerimentos) devem ser protocoladas na secretaria da Câmara até a quinta feira que antecede às sessões, portanto, o citado requerimento deu entrada na casa dia 25/02/2010. Fui questionado por um cidadão sobre o assunto “merenda” na segunda-feira (01/03) à tarde, por volta das 14h50m no Banco Nossa Caixa e como já sabia do requerimento da Tatinha e do JR, disse para o cidadão que ficasse tranqüilo, pois ambos apresentaram o requerimento e que ele consultasse o site da Câmara, para saber do teor do requerimento e posteriormente, a resposta.

3. Liderança (02/03):

Sobre os vendedores ambulantes, apresentarei na próxima sessão ordinária da Câmara, que acontece dia 08/03/10, indicação ao setor de fiscalização da PM Jales, para que sejam tomadas providências som relação ao assunto, constando vosso comentário como cidadão e bom observador que é.

4. Higiene (02/03):

Apresentei lei sobre a proibição da poda de árvores em áreas públicas porque não concordo com a pode indiscriminada que a Prefeitura faz em praças. Há anos as andorinhas viajam para nossa região neste período e por força dos desmatamentos indiscriminados Brasil e mundo afora, cada vez mais os pássaros procuram as cidades (áreas urbanas) para se abrigarem. Podando as árvores onde essas andorinhas se abrigarão??? Sei do problema da sujeira e o Poder Executivo é que deve fazer a limpeza e finalmente, prefiro apreciar a bela revoada destes pássaros ao cair da tarde e ainda, ter certeza que nossos filhos netos terão essa mesma oportunidade no futuro.

5. Trapalhada (02/03):

Sabemos das inúmeras demandas de Jales e concluí que não vai adiantar muito ficarmos fazendo indicações ao Poder Executivo e continuarmos com poucos atendimentos. Tomei a iniciativa de me oferecer para fazer esta interlocução entre o Poder Legislativo e o Paço Municipal, já que as cobranças sobre nós vereadores é imensa e como é de conhecimento de todos, não temos poder para determinar que se façam obras, recapeamento, limpezas, consertos de estradas etc. Felizmente, possuo ótimo relacionamento com todos os Vereadores da Câmara e procurarei organizar os pedidos destes, para discutir com o Prefeito e os Secretários, as melhores formas de atendimento. É uma posição que tomei para buscar o melhor atendimento da Câmara, nas indicações que apresentamos e também, para fortalecimento de nossos mandatos legislativos.

 

Um abraço.

Riva Rodrigues

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 17h07
[] [envie esta mensagem] []


 
   CEI DA PETROBRÁS

Dois depoimentos foram tomados hoje pela CEI da Petrobrás. Dizem que a coisa foi "punk", como se diz lá no Carnarock. foram passados números concretos, quantias e valores que deixaram a CEI muito bem municiada para os depoimentos do prefeito, de Murilo e de Anizinho.

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h59
[] [envie esta mensagem] []


 
   HIPÓTESES

O texto publicado no Jornal de Jales pelo advogado que defende o prefeito Humberto Parini em processos contra o jornal a Tribuna é muito próximo, semelhante mesmo, ao que foi enviado pelo gabinete do prefeito a este segundo jornal na semana anterior. Publicar no JJ deve ter sido uma opção para tornar pública a sua ira.

Eles queriam que o editor da Tribuna publicasse um texto no qual proferiam ofensas graves, como mentiroso e caluniador contra ele mesmo.

Inteligente que é, Paulo Aruca recusou-se a publicar. E ainda telefonou para o chefe de gabinete de Parini, Léo Huber, e comunicou sua decisão, ressalvando que eles tinham exagerado no tal “direito de resposta” (que é facultativo) e que tinham pulado com os quatro pés no peito do editor por causa de um erro técnico que não justificava tal ferocidade. O que provocou a ira dos assessores foi que em comentário de sua coluna semanal, Paulo tinha trocado a 1ª instância ( Fórum de Rio Preto) por 2ª Instância (Tribunal de Justiça) ao comentar que o prefeito havia perdido uma ação de danos morais contra  TV TEM.

Na conversa, Paulo disse que podia perceber, no direito de resposta, as palavras do advogado que defende Parini e que agora publicou artigo no JJ. Dito e feito! O texto publicado na semana seguinte confirmou a suspeita do jornalista.

Vejam se não foi uma ação coordenada: o advogado não assinou o texto enviado à Tribuna (quem assinou foi Léo Huber), mas assinou a réplica enviada ao Jornal de Jales (em vez de Léo Huber). Quem foi, afinal o autor? Por que não se revelam? Por que não admitem que agem em conjunto e que usaram o Jornal de Jales para atingir A Tribuna?

Mas não para por aí. Aborrecido pela recusa do jornalista em publicar ofensas contra ele mesmo, eles usaram a estratégia de enaltecer o concorrente para atacá-lo, por isso publicaram o texto no JJ.É a minha impressão do episódio.

Tenho três hipóteses para o que aconteceu. Não posso afirmar com certeza que qualquer uma delas aconteceu, visto que são suposições, mas tenho o direito de imaginar.

Na primeira, como disse acima, acredito que Léo tenha avisado o advogado do prefeito sobre a recusa do jornalista e ambos decidiram em uma sala qualquer da Prefeitura que deveriam editar o texto para usar aquela estratégia de prestigiar o concorrente em detrimento da Tribuna. Essa é a mais provável. Se o editor do Jornal de Jales sabia ou não é uma coisa que eu não posso responder, mas que seu jornal foi usado, isso foi.Consciente ou não.

Na segunda possibilidade, e mais absurda, porém possível, Léo Huber e o advogado do prefeito decidiram enviar dois artigos para os dois jornais (talvez para todos), sendo que o da Tribuna foi para tentar destruir a reputação do jornal e seu editor, e o do Jornal de Jales foi para terminar o serviço, usando a estratégia que mencionei acima.

Na terceira e menos provável, imagino que o editor do JJ recebeu o mesmo texto que Paulo Aruca, com todas as ofensas contra ele e o jornal A Tribuna, mas recusou-se a publicar na íntegra, por motivos éticos e aconselhou a dupla a “pegar mais leve”. Então Léo Huber e o advogado do prefeito decidiram retirar os trechos mais ofensivos e o nome da Tribuna para que o texto ficasse mais “publicável”, mas não declinaram do objetivo de ofender seu adversário.

Ainda não estão claros os motivos que fizeram com que a Léo Huber e o advogado escolhessem o Jornal de Jales. E se apenas o Jornal de Jales aceitou servir de veículo de recado á Tribuna.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h52
[] [envie esta mensagem] []


 
   MANIFESTAÇÃO

Meu filho, que estuda em escola estadual, deveria sair às 17h50, mas foi liberado às 16h10. Só teve duas aulas. Alguém sabe dizer o motivo?? Disseram que os professores teriam uma HTP (que eu não faço a mínima ideia do que seja). Mas é claro que os alunos foram liberados para que a Apeoesp pudesse realizar a sua manifestação em frente á Câmara e contra o governo Serra.

Hoje, no Jornal do Povo 2ª Edição, a representante da Apeoesp admitiu que o fato de este ser ano eleitoral os incentivou a fazer o movimento e intensificar a pressão.

Será que podemos chamar isso de "eleitoreiro"?? Depois se aborrecem quando dizem que a Apeoesp está infestada de petistas e que é uma entidade com objetivo político/eleitoreiro. 

 

 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 16h30
[] [envie esta mensagem] []


 
   DOAÇÕES OCULTAS

Deu no Estadão

Os partidos políticos terão de discriminar a origem e o destino dos recursos repassados a candidatos e comitês financeiros durante a campanha deste ano, o que poderá tornar mais difícil a prática das chamadas doações ocultas. Além disso, ao pedir o registro de uma candidatura, os políticos terão de apresentar certidão criminal digitalizada. E o eleitor que estiver fora de seu domicílio eleitoral poderá votar em trânsito.

As novidades foram aprovadas na noite desta terça-feira, 2, pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com os objetivos de evitar as chamadas doações ocultas, permitir que os eleitores consultem com facilidade se um determinado político responde a processos na Justiça e qual é a situação dessas ações e garantir o voto de quem está viajando.

De acordo com a resolução sobre doações de campanha, os partidos políticos deverão ter uma conta bancária específica para a arrecadação dos recursos. Para evitar as chamadas doações ocultas, as legendas poderão distribuir os recursos financeiros recebidos de pessoas físicas e jurídicas, mas deverão, obrigatoriamente, discriminar a origem e o destino desses recursos repassados a candidatos e comitês financeiros. Até agora, os financiadores doavam recursos para os partidos, que repassavam para os candidatos, sem identificar a origem.

Pelas regras aprovadas pelo TSE, as doações poderão ser feitas por meio de cartão de crédito ou débito. Mas as doações por cartão somente poderão ser feitas por pessoa física. Essas doações estão limitadas a 10% dos rendimentos brutos obtidos pelo eleitor no ano anterior à eleição. Não poderão ser feitas doações por meio de cartões emitidos no exterior ou por cartões corporativos e empresariais. Antes de arrecadar recursos por meio de cartão, os candidatos e comitês deverão desenvolver uma página na internet específica para recebimento dessas doações.

Os ministros fizeram questão de afirmar que a Justiça Eleitoral não quer dificultar a arrecadação de recursos para as campanhas, mas apenas disciplinar as regras. O presidente do TSE, Carlos Ayres Britto, disse que o ideal seria que as doações fossem feitas por pequenos doadores. Assim ninguém ficaria refém de ninguém, segundo o ministro.

Em relação à ficha penal dos políticos, os candidatos terão de apresentar a certidão criminal digitalizada. Se existirem processos criminais, os candidatos serão convocados para fornecer documento detalhando a situação específica de cada processo. Se esse documento não for apresentado, o juiz eleitoral poderá indeferir o registro da candidatura.

Sobre o voto em trânsito, para ter esse direito, o eleitor terá de comunicar a um cartório eleitoral de 15 de julho a 15 de agosto que não estará no seu domicílio eleitoral no dia da eleição. Ele deverá indicar a capital onde pretende votar.

O TSE desistiu de alterar a distribuição das cadeiras na Câmara dos Deputados, nas assembleias legislativas e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Havia uma pressão para que essa distribuição fosse alterada com base na estimativa da população dos Estados feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2009. Se a mudança tivesse sido aprovada, 7 Estados ganhariam cadeiras na Câmara dos Deputados e 8 perderiam. Mas o número total de 513 vagas de deputado federal seria mantido.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 12h27
[] [envie esta mensagem] []


 
   ADVERSÁRIO??

Meu amigo e gurú, Paulo Aruca, tem toda razão ao dizer que a desfiliação do vereador Henrique Macetão do PMDB é uma bobagem sem classificação que só ajuda o prefeito. Ele jogou no ralo todas as medidas para impedir os desmandos do prefeito e seus aspones em um só gesto. Se perder o mandato, dará o prefeito mais um aliado ao mesmo tempo em que tirará da oposição seu maior expoente, ele mesmo.

Nada do que ele fez até hoje, nenhum de seus projetos (até o que pede a publicação dos nomes dos nomeados em comissão) servirá de porcaria alguma, se ele perder o mandato. Vai entrar pra a hostória como o primeiro vereador que "se auto cassou a si próprio".  

Não há como comparar uma troca dessas (o maior vereador de oposição por outro da situação) com qualquer outra iniciativa sua. Se vencer, sairá fortalecido, mas se perder a ação e o mandato, (como eu acho que vai perder), terá prejudicado muito mais a população de Jales do que qualquer outro aspone de Parini.

Nem o próprio Parini terá sonhando com um aliado desse. Diz que é da oposição mas promove uma ajuda que dá inveja a Especiato,Rivelino e Osmar JUNTOS! O trio vai morrer de inveja.  

Lamentável precipitação que poderá trazer consequências drásticas para a democracia em Jales.

Se ele perder, vou jogá-lo colocá-lo no roll ocupado atualmente por gente como Claudir Aranda, onde ficam somente aqueles nos quais não voto nem sob tortura. E recomendo que a popualção faça o mesmo! 

Se ganhar, terá garantida a continuidade de sua carreira meteórica, mas o risco é desnecessário e extremo. Seu eleitores e a população que apostou nele como nova força de oposição não mereciam isso e não vão perdoá-lo. 



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h32
[] [envie esta mensagem] []


 
   AVALIAÇÃO

Senti nojo do artigo publicado pelo advogado do prefeito no Jornal de Jales deste final de semana. Nem sei como o editor daquele semanário aceitou publicar um texto daqueles. Seu jornal, que diz ter sei lá quantos anos de credibilidade aceitou ser usado como degrau, trampolim ou picadeiro, sei lá o quê, para que um defensor remunerado da administração municipal pudesse fazer críticas a um concorrente seu. NOJO, asco, repulsa mesmo é o que senti. Essa é a minha opinião. Posso até prever que serei o próximo a ser processado, mas deixo calro que se trata da minha opinião e ela só muda com novos argumentos, não com intimidações ou punições pecuniárias.

Volto ao assunto mais tarde para explicar o meu asco pela atitude do advogado do prefeito e do editor daquele jornal.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 00h19
[] [envie esta mensagem] []


 
   PRA RIR OU PRA CHORAR??

Confesso que passou despercebido por mim e, pelo visto, pela grande maioria dos nossos leitores, mas um atento amigo enviou este comentário sobre a nota oficial em que o prefeito anuncia que Rivelino rodrigues passou a ser seu líder na Câmara. Leia:

"E você reparou Carioca, que ao final da nota o prefeito destacou que a "parceria" entre o legislativo e o executivo tem contribuído muito para o ÊXODO de sua gestão? Claro que eles queriam dizer ÊXITO, mas o subconsciente falou mais alto. E cá prá nós: pelo que se deduz da entrevista da primeira dama a respeito de o prefeito não ter amigos, acho que a palavra ÊXODO caiu bem no texto. E nem sei se seria o caso de se falar em ÊXITO numa gestão de m... dessa."

Tem toda razão! Excelente observação e ótima análise! Agora há pouco comentei com um colega de trabalho que a Nota Oficial tem a cara do chefe de gabinete Léo Húber.Dizem que ele adora dar pitacos (quase sempre errados) na Assessoria de Imprensa.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h53
[] [envie esta mensagem] []


 
   CRIATIVIDADE

Veja que iniciativa interessante e criativa. Enquanto a gente quase não tem festa, lá eles trabalham para evoluir.

Da Prefeitura de Santa Fé

A Feira Industrial, Comercial, Cultural e Agropecuária (Ficcap) da Estância Turística de Santa Fé do Sul acontece somente em junho, mas algumas providências para festa já estão sendo tomadas. Uma delas é o plantio de sorgo e milho, alimentos para os animais expostos na feira. De acordo com o engenheiro agrônomo Vagner Luiz Gurian, o plantio em 3 mil e 6 00 hectares, no Projeto Renascer e a colheita devem acontecer dentro de 100 dias. Esses alimentos serão fornecidos aos animais junto com o capim. A expectativa é produzir 40 toneladas de matéria verde por hectare, quantidade suficiente para suprir a necessidade dos animais durante a festa. O Secretário de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, Ademir Maschio, disse que, assim como no ano passado, a prefeitura fornecerá a alimentação para os animais. O plantio do sorgo e milho é uma garantia de nutrição adequada e em quantidade suficiente para os nove dias da Ficcap, afirma o Secretário.



Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 13h41
[] [envie esta mensagem] []


 
   DEFESA CONTRA OS ATAQUES POPULISTAS

Deu no Portal Imprensa

"A postura da imprensa tem que ser de ataque e não de vitimação", diz Arnaldo Jabor

A defesa de uma postura mais firme por parte da mídia no que diz respeito à defesa dos mecanismo de preservação à liberdade de imprensa foi a tônica do painel "Restrições à liberdade de expressão", parte do "1º Fórum Democracia e Liberdade de Expressão", organizado pelo Instituto Millenium , que tem por objetivo debater as ameaças à liberdade de imprensa na América Latina, que acontece nesta segunda-feira (01/03), na cidade de São Paulo (SP). 
Arnaldo Jabor, comentarista da TV Globo e da Rádio CBN, Carlos Alberto Di Franco, professor de Ética, diretor do Master em Jornalismo e da Di Franco-Consultoria em Estratégia de Mídia, e Sidnei Basile, vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Abril compuseram a mesa e, dentre as discussões sobre o tema principal, a politíca  - visto que este é a ano de eleições presidenciais - não poderia ficar de fora.

Arnaldo Jabor destacou que o perigo é que haja espaço para um pensamento controlador, um "populismo de controle". "Eu conheço cabeça de comunista, e cabeça de comunista não muda, é de pedra, de granito. Eu fui do partido comunista, mas eu sou um caso raro", disse, em referência a uma vitória da candidata do PT Dilma Rousseff. E completou: "Se a Dilma ganhar, vai ser uma grande infiltração de formigas". 

Quanto à preservação da liberdade de imprensa, Jabor defedeu, junto dos demais participantes da mesa, que fosse criada uma cultura de autorregulamentação. Além disso, o jornalista acredita que falte à mídia "pulso firme" diante de atos que possam ameaçar o livre exercício da profissão. "Temos que ter um combate sistemático a isso com uma atitude de defesa a priori", finalizou.


Escrito por Alexandre Ribeiro (O Carioca) às 08h35
[] [envie esta mensagem] []